Questões de Psicologia da AOCP

As entidades públicas crescem de forma pouco articulada e planejada. Isso contribui como um fator impeditivo da modernização do Estado e da melhoria da prestação de seus serviços, porém acredita-se que a solução é o investimento no capital humano do setor público através de uma política de valorização de pessoal para que os funcionários consigam atender às demandas da sociedade. Para isso, o treinamento é essencial na promoção de benefícios como: aperfeiçoamento do desempenho funcional, aumento da produtividade e aprimoramento das relações interpessoais, garantindo que as atividades-fim da Administração Pública sejam executadas adequadamente. Em relação às atividades de treinamento e desenvolvimento de pessoal, é correto afirmar que
  • A. o aumento no índice de absenteísmo; mudanças nos processos de trabalho, por meio da modernização dos equipamentos e adoção de novas tecnologias; baixa produtividade; morosidade; desperdício de material; número excessivo de reclamações; falta de interesse do profissional e mau atendimento não podem ser considerados indicadores de treinamento, pois são estatísticas muito voláteis.
  • B. atividades de treinamento e desenvolvimento nas instituições públicas são investimentos inócuos, visto que o concurso público já seleciona os melhores candidatos (em termos de aptidões teóricas e técnicas), o que garantiria a eficácia organizacional.
  • C. o planejamento e a execução das atividades de treinamento e desenvolvimento podem ser realizados em etapas como: 1) diagnóstico; 2) desenho; 3) implementação; e 4) avaliação.
  • D. as atividades de treinamento, por serem focadas no cargo específico do trabalhador, não têm potencial para acarretar resultados como: uma melhor estruturação e organização dos serviços públicos; redução no desperdício de materiais; criação de novos padrões de fornecimento de serviços; bom atendimento ao público; maior segurança na execução do trabalho; oportunidade de crescimento funcional do servidor e criação de uma imagem positiva da organização pública.
  • E. movimentos como o da Contrarreforma Administrativa de Pessoal (Decreto nº 5.707 de 28 de fevereiro de 2006) apregoam o repúdio a atividades de treinamento e desenvolvimento no setor público, visto que estas seriam fomentadoras da Nova Gestão Paradoxal e romperiam com as estruturas burocráticas, elementares ao desempenho eficiente das instituições públicas.
Clique em uma opção abaixo para responder a questão:
Em relação ao processo de readaptação profissional, assinale a alternativa correta.
  • A. Nos termos da lei, readaptação profissional é a investidura do servidor em cargo de atribuições e responsabilidades incompatíveis com a limitação que tenha sofrido em sua capacidade, física ou mental, verificada em inspeção médica.
  • B. A readaptação deve ser reduzida aos distúrbios clínicos, nos quais a causa do adoecimento fique centrada nos fatores biomédicos. Pois, conforme a Lei nº 8213/1991, o adoecimento, que compromete a vida das pessoas, é unicausal. Portanto a compreensão do sentido do afastamento do trabalho, levando-se em conta os efeitos do processo de ruptura sofrido pelo trabalhador, contaminariam a perícia.
  • C. Para o trabalhador, a reinserção no trabalho possui importante significado a ser compreendido, pois seu afastamento por motivo de saúde gera uma nova condição laboral, social e simbólica – a de readaptado –, levando-o a vivenciar relações singulares sucedidas no próprio ambiente de trabalho, além de sentimentos de perda, frustração e fracasso.
  • D. Readaptação é a investidura em cargo mais compatível com a capacidade do funcionário e prescinde de inspeção médica, mas dependerá sempre de recomendação do superior hierárquico direto.
  • E. O conceito de readaptação funcional incorpora o de invalidez. O trabalhador considerado inválido é aquele que apresenta limitações para exercer algumas atividades em um contexto específico, mas pode ter condições físicas e psicológicas para exercer outros serviços, inclusive que exijam mais responsabilidade e aperfeiçoamento técnico em relação ao que vinha exercendo.
Clique em uma opção abaixo para responder a questão:
Em relação ao assédio moral, assinale a alternativa correta.
  • A. É um fenômeno novo e revela uma violência na seara organizacional. Surge em meados da década de 1980 e se intensifica no cenário contemporâneo devido à valorização da competição como a tônica dos modelos de gestão contemporâneos.
  • B. Segundo Marie-France Hirigoyen, o assédio em local de trabalho está ligado a qualquer conduta abusiva em relação a uma pessoa (seja por comportamentos, palavras, atos, gestos ou escritas) que possa acarretar um dano à sua personalidade, à sua dignidade ou mesmo à sua integridade física ou psíquica, podendo ocasionar, inclusive, perda de emprego ou degradação do ambiente de trabalho em que a vítima está inserida.
  • C. De acordo com José Roberto Heloani, o assédio moral caracteriza-se pela intencionalidade; consiste na constante e deliberada desqualificação da vítima, a fim de promover o desenvolvimento humano. Heloani propõe que uma das mais potentes formas de promover sujeitos resilientes é por meio de assédio moral organizacional.
  • D. As vítimas temem fazer denúncias formais por medo de retaliação que poderia ser a demissão ou o rebaixamento de cargo, por exemplo; além do fato de que essas denúncias iriam tornar pública a humilhação pela qual passaram, o que as deixaria ainda mais constrangidas e envergonhadas. Assim, o medo (de caráter mais objetivo) e a vergonha (mais subjetiva, mas com consequências devastadoras) se unem, acobertando a covardia dos ataques. Soma-se a isso, a falta de uma legislação específica para o instituto do assédio moral o que significa a desproteção legal do empregado assediado.
  • E. O assédio moral é um fenômeno inerente ao trabalho, portanto as ações visando coibir a violência moral são inócuas.
Clique em uma opção abaixo para responder a questão:
A Psicodinâmica do Trabalho é uma abordagem científica que foi desenvolvida na França na década de 1980 pelo médico e psicanalista Christophe Dejours e investiga os mecanismos de defesa dos trabalhadores frente às situações causadoras de sofrimento decorrentes da organização do trabalho. Em relação à Psicodinâmica do Trabalho, é correto afirmar que
  • A. condições de trabalho são: divisão de tarefas entre os trabalhadores, repartição, cadência e o modo operatório prescrito; e a divisão de pessoas: repartição das responsabilidades, hierarquia, comando e controle.
  • B. organização do trabalho: refere-se ao ambiente físico (temperatura, barulho, pressão, vibração, irradiação, altitude etc.); o ambiente biológico (vírus, bactérias, parasitas e fungos); as condições de higiene e de segurança; e as características antropométricas do posto de trabalho.
  • C. no sofrimento criativo, o indivíduo mobilizase na transformação do seu sofrimento em algo benéfico para ele mesmo. Para isso, deve encontrar ausência de liberdade na organização do trabalho de modo a eliminar o gap entre trabalho prescrito e trabalho real. O sofrimento criativo é bastante característico dos trabalhadores em organizações com modelo de Administração Científica (Taylorista-Fordista).
  • D. o surgimento do sofrimento halogênico estaria relacionado à grande flexibilidade da organização do trabalho, a qual não apresenta referenciais determinados de prescrição e impede que o sujeito encontre vias de descarga pulsional nas suas atividades laborais, utilizando-se de estratégias defensivas para suportar o contexto de trabalho.
  • E. a inteligência prática, enquanto estratégia de enfrentamento coletivo, auxilia o trabalhador a resistir ao que é prescrito, utilizando recursos próprios e sua capacidade inventiva, pressupondo a ideia de astúcia, mobilizando-se a partir do surgimento de situações imprevistas. A partir do enfrentamento dessas situações, desenvolve-se um saber particular que ao tornar-se coletivo, transforma-se em ação de cooperação. Esse recurso apresenta a finalidade de minimizar o sofrimento e transformá-lo em prazer.
Clique em uma opção abaixo para responder a questão:
Em relação aos Programas de Preparação para a Aposentadoria, é correto afirmar que
  • A. o Programa de Preparação para a Aposentadoria pode facilitar o bem-estar dos futuros aposentados, pois sobrevaloriza os aspectos positivos e camufla qualquer possível reflexão sobre os aspectos negativos da transição do trabalho ao nãotrabalho.
  • B. é a oportunidade para a Psicologia trabalhar o desenvolvimento do controle social, do eugenismo e atuar consonante às políticas do biopoder, propondo o modelo da Melhor Idade como referência para a velhice. O bem-estar dos aposentados representa, sem dúvida, um saldo positivo para toda a sociedade, pois elimina possibilidades de doença e, por sua vez, acaba se revertendo em economia para os serviços de saúde, quer públicos, quer privados.
  • C. é a oportunidade para o trabalhador, em processo de aposentadoria, receber informações e para a adoção de práticas e estilos de vida que promovam a saúde. É também o momento para (re)construir o projeto de vida a curto, médio e longo prazos, priorizando os seus interesses e as atitudes que precisa tomar para realizar seus projetos pessoais e familiares.
  • D. a Política Nacional do Idoso, através da Lei nº 8.080/1998, propõe a criação e a manutenção de programas de preparação para aposentadoria nos setores público e privado, com antecedência mínima de cinco anos antes do afastamento. Já o Estatuto do Idoso, por meio da Lei nº 10.741/2012, estimula programas dessa natureza, ressaltando que devem ser realizados, preferencialmente, com antecedência mínima de três anos, com o intuito de estimular o pré-aposentado a realizar novos projetos sociais conforme seus interesses, esclarecendo também seus direitos sociais.
  • E. os Programas de Preparação para a Aposentadoria devem ter cunho terapêutico para favorecerem a elaboração da finitude da vida e possibilitar que os pré-aposentados compreendam como viver isentos de identidade no pós-rompimento ao trabalho e resignarem-se frente à impossibilidade futura de gozar de qualidade de vida na velhice.
Clique em uma opção abaixo para responder a questão:
Sobre a Gestão por Competências, assinale a alternativa correta.
  • A. As competências técnicas são: criatividade, flexibilidade, foco no jurisdicionado, foco em resultados, organização, planejamento, liderança entre outras. São dificilmente identificadas e mensuradas nos currículos.
  • B. As competências interpessoais são definidas como tudo o que o profissional precisa saber para desempenhar sua função, por exemplo, idiomas, sistemas de computação, ferramentas etc.
  • C. Competência é um agrupamento de conhecimentos, habilidades e atitudes correlacionadas, que afeta parte considerável da atividade de alguém, que se relaciona com seu desempenho, o qual pode ser medido segundo padrões preestabelecidos e que não pode ser melhorado por meio de treinamento e desenvolvimento, logo se refere a categorias inatas.
  • D. A gestão por competências proporciona definições claras sobre as necessidades que precisam ser atendidas na área de gestão de pessoas, as quais são derivadas das estratégias corporativas. Sua implantação favorece o surgimento de uma nova mentalidade na organização, trazendo clareza a respeito da necessidade de que o desempenho dos funcionários seja constantemente avaliado e redirecionado. A tendência é que, com isso, o clima organizacional seja mais afetado por receios a respeito das consequências geradas pela avaliação de desempenho.
  • E. A gestão do desempenho por competências representa uma forma eficaz de identificar o potencial e o estágio atual de desenvolvimento dos funcionários, estimulando-os a assumirem a responsabilidade pela busca da excelência. Uma das premissas básicas da avaliação do desempenho por competências é a de que o indivíduo tem capacidade para identificar as competências que possui, verificando seus pontos fortes e fracos, tendo em vista suas necessidades profissionais. Uma vez que esteja consciente sobre a relação entre as necessidades relacionadas ao cargo que ocupa e as competências que precisa manifestar, o indivíduo terá maior facilidade para avaliar-se e para aceitar feedbacks oferecidos por outras pessoas. Isso porque a avaliação estará centrada em fatores mais objetivos.
Clique em uma opção abaixo para responder a questão:
Em relação à gestão dos conflitos interpessoais e técnicas de mediação, assinale a alternativa correta.
  • A. O conflito não possui funções positivas, logo que rompe o equilíbrio da rotina, mobiliza energia latente do sistema, desafia acomodação de ideias e posições violentando o status quo alvitrado pela cultura organizacional, levando, necessariamente, a elevados índices de estresse organizacional e declínio produtivo.
  • B. No âmbito do pequeno grupo ou equipe, as táticas de luta/fuga (competição, confrontação, evasão e repressão) são as mais usadas e as que promovem resultados mais satisfatórios na resolução de conflitos, pois proporcionam, dialogicamente, contraposição opiniões, valores e ideias.
  • C. A tática de repressão traduz-se no uso da força para aniquilar o conflito. A figura de autoridade determina que os litigantes cessem a disputa e proíbe manifestações a respeito, sob pena de aplicar punições caso insistam em prosseguir em debate/rixa. Diante da ameaça de penalidade imposta pelo detentor do poder, as partes em discórdia reprimem suas emoções, abstêmse de discutir, controlam expressões comportamentais e eliminam o conflito.
  • D. Uma das táticas de luta/fuga é a confrontação. Esta exige maior habilidade interpessoal de negociação entre as partes em conflito e de quem eventualmente participar como mediador. Este é alguém que goza da confiança de ambas as partes e funciona como elemento de juízo, que se propõe a acompanhar, escutar, apoiar os esforços dos membros em desacordo e interferir no mérito da discussão, conforme os valores e normas propostos pela instituição.
  • E. Na negociação, que é considerada uma tática de diálogo,uma parcela do processo é dedicada à clarificação da posição de cada participante para que possa haver compreensão dos pontos de vista e das condutas de cada sujeito em litígio (denomina-se fase de diferenciação do diálogo: em que as diferenças de percepção, preconceitos, ideias e sentimentos são expressas).Quando cada um já conhece a versão e os ‘fatos’ do outro é que se pode iniciar a apresentação de propostas de reformulação da situação, por meio da discussão das alternativas convenientes e aceitáveis para ambos.
Clique em uma opção abaixo para responder a questão:
Em relação à liderança organizacional, assinale a alternativa INCORRETA.
  • A. Para Warren Bennis, a presença do líder é importante para a eficácia das organizações, para as frequentes turbulências e mudanças do ambiente e para a integridade das instituições. O exercício da autoridade seria suficiente em épocas de estabilidade, mas, para um ambiente em constante transformação, é necessária a presença de uma liderança, pois é a força incentivadora e direcionadora que torna possível o desenvolvimento e a permanência das organizações nesse contexto.
  • B. Warren Bennis propõe uma liderança que tenha a capacidade de se moldar com rapidez pelo posicionamento do líder diante das situações e com seguidores mais ativos e responsáveis perante as atividades do cotidiano. As principais características que os líderes devem possuir são: visão sistêmica, paixão, integridade (autoconhecimento, sinceridade e maturidade), curiosidade e audácia.
  • C. Segundo Paulo Roberto Motta, a visão da legitimidade da liderança, com base na aceitação do líder pelo grupo, condiciona considerar que uma boa parte do poder do líder fixa-se no próprio grupo, o que dá fundamento à maioria das teorias contemporâneas sobre a liderança.
  • D. Segundo Hersey e Blanchard, a liderança situacional concebe a liderança como um atributo psicossocial complexo diferentemente da consideração de traços ou características de personalidade. Nesse sentido, o líder deve usar apenas um estilo de liderança, uma única forma de influenciar o desempenho de outras pessoas, de modo a garantir a justiça e a equidade. Logo, acredita-se que há um método único e superior para a gestão das pessoas, com os gerentes adaptando seu estilo de liderança ao nível de desenvolvimento dos empregados em cada tarefa específica.
  • E. Para Hersey e Blanchard, a liderança situacional é um instrumento que serve para ajudar as pessoas a compartilhar expectativas no seu ambiente, de modo que possam, gradativamente, aprender a supervisionar seu próprio comportamento e tornar as pessoas responsáveis e automotivadas.
Clique em uma opção abaixo para responder a questão:
Assinale a alternativa INCORRETA quanto à linguagem adequada a ser utilizada para cada tipo de profissional a quem se destina o documento decorrente de Avaliação Psicológica.
  • A. Nos momentos em que o documento destina-se a outro psicólogo, o relato pode ser em linguagem técnica, fazendo referência concreta ao material do teste do qual foi extraída esta ou aquela conclusão.
  • B. Nos casos em que o destino é um empresário, o documento deve sempre partir das qualidades do avaliando e o informe responderá apenas às condições exigidas para a classificação e em que nível estão presentes ou se estão ausentes.
  • C. Quando o documento destina-se a um advogado, o cuidado deve ser redobrado. Deve ser expresso em termos inequívocos deixando margem para que as conclusões sejam usadas conforme a causa.
  • D. Para outros profissionais (médico, fonoaudiólogos), o psicólogo deve limitar-se a responder sobre a presença ou ausência de transtornos emocionais, informando ao profissional apenas o necessário para o encaminhamento do caso.
  • E. Nos casos em que os documentos destinamse a professores, o informe deverá ser breve e referenciar exclusivamente ao que o professor necessita saber. A linguagem deve ser formal, porém cotidiana, procurando não transparecer intimidades do caso que não se relacionam com o aspecto pedagógico.
Clique em uma opção abaixo para responder a questão:
A teoria da expectativa (ou expectância) para a motivação constitui uma das mais reconhecidas formulações sobre a motivação humana. Em essência, a teoria da expectativa sugere que a intensidade do esforço para a ação de uma pessoa está diretamente relacionada à sua expectativa em relação ao resultado decorrente dessa ação e da atratividade desse resultado por ela percebida. Essa teoria foi desenvolvida por
  • A. Victor Vroom.
  • B. Abraham Maslow.
  • C. Frederik Herzberg.
  • D. David McClelland.
  • E. Douglas McGregor.
Clique em uma opção abaixo para responder a questão: