Questões de Pedagogia da FCC

O trabalho não é emprego, não é apenas uma forma histórica do trabalho em sociedade, ele é a atividade fundamental pela qual o ser humano se humaniza, se cria, se expande em conhecimento...

Considerar o trabalho como princípio educativo equivale a dizer que

  • A. a aprendizagem dos alunos precisa voltar-se à aquisição do conhecimento científico e às habilidades técnicas de cada profissão.
  • B. a escola deve atender exclusivamente às necessidades do mercado de trabalho.
  • C. o ensino fundamental e médio devem voltar-se à formação profissional, visando a vida produtiva da sociedade.
  • D. a educação do trabalhador deve se basear somente nas disciplinas exigidas nos ensinos técnico e tecnológico.
  • E. o trabalho é a primeira mediação entre o homem e a realidade material e social.
Clique em uma opção abaixo para responder a questão:

Considere a participação do educador social, com as seguintes funções:

I. organização de eventos artísticos, lúdicos e culturais nas unidades ou na comunidade.

II. processo de mobilização e campanhas intersetoriais nos territórios de vivência para prevenção e enfrentamento de situações de risco social.

III. prevenção de rompimento de vínculos familiares e comunitários, possibilitando a superação de situações de fragilidade social vivenciadas.

Estão correto o que se afirma em

  • A. I, II e III.
  • B. I e III, apenas.
  • C. II, apenas.
  • D. I e II, apenas.
  • E. III, apenas.
Clique em uma opção abaixo para responder a questão:

Uma mesma compreensão da prática educativa e uma mesma metodologia de trabalho não operam necessariamente de forma idêntica em contextos diferentes.

Dessa maneira, as experiências

  • A. não devem ser improvisadas, pois são interdisciplinares.
  • B. não podem ser transplantadas, mas reinventadas.
  • C. precisam considerar a capacidade de atuação de cada usuário.
  • D. indicam o processo de construção do conhecimento a ser seguido.
  • E. determinam os assuntos que devem ser ensinados pelo educador.
Clique em uma opção abaixo para responder a questão:

A tolerância não é um favor que “gente superior” faz a “gente inferior” ou concessão que a gente bondosa e caridosa faz a “gente carente”.

Em uma prática educativa crítica, a tolerância é

  • A. a habilidade do educador social para conseguir lidar com o usuário.
  • B. compreender a ignorância dos usuários no atendimento social.
  • C. a qualidade fundamental ao educador paciente.
  • D. a ação assistencialista dos serviços de assistência social.
  • E. o dever de respeitar o direito de todos serem diferentes.
Clique em uma opção abaixo para responder a questão:

O que somos capazes de fazer ou conhecer está relacionado aos conhecimentos já adquiridos anteriormente em nossas experiências, físicas ou mentais, e, ainda, aos desafios e oportunidades que o ambiente oferece, isto é, às condições sócio-econômica- cultural-afetivas de que dispomos.

Diante disso, é correto afirmar que

  • A. o aprendiz é aquele que recebe o conhecimento oferecido pelo educador.
  • B. a construção do conhecimento depende, primeiramente, da competência técnica do professor em ensinar.
  • C. o conhecimento verdadeiro não é obtido a partir da realidade da pessoa que aprende.
  • D. as pessoas pensam sobre os fatos que observam e produzem explicações, constroem conhecimento.
  • E. somente o conhecimento teórico é que possibilita o ser humano pensar sobre a sua realidade.
Clique em uma opção abaixo para responder a questão:
Ao identificar conflitos de geração entre adolescentes, jovens e adultos, uma liderança da comunidade solicita a ajuda de um educador social. Nesta situação, cabe ao educador social
  • A. convocar os responsáveis pelos adolescentes e jovens para que estes se responsabilizem pelas atitudes inadequadas e agressivas de seus filhos.
  • B. elaborar cartilhas educativas para que se possa discutir a gravidez precoce com os moradores desta comunidade.
  • C. apoiar a realização de campanhas educativas que tenham como prioridade o combate ao uso excessivo de drogas.
  • D. orientar a liderança da comunidade para não deixar que adultos ensinem maus hábitos para os jovens e os adolescentes.
  • E. desenvolver atividades socioeducativas de convivência e socialização que contribuam para a tolerância e o fortalecimento de vínculos sociais.
Clique em uma opção abaixo para responder a questão:
Crianças, adolescentes, jovens e adultos dos quilombos reclamam que, muitas vezes, a escola onde estudam não consegue dialogar com suas vivências, experiências. Reclamam também que muitos de seus professores não conhecem a história e realidade dos quilombos, das lutas enfrentadas pelas suas famílias e descendentes. Quanto à educação nos quilombos, é correto afirmar que
  • A. a atuação de profissionais deve buscar a valorização cultural dessas comunidades étnicas, adotando obrigatoriamente um conteúdo comum a todas as escolas como direito à igualdade.
  • B. as aulas e atividades na escola devem dialogar com as necessidades, desejos e realidade dos estudantes e os professores devem conhecer a história das comunidades quilombolas.
  • C. para garantir o direito de todos a uma educação de qualidade social, os conteúdos abordados nas aulas não precisam considerar a identidade étnico racial do grupo.
  • D. a organização das escolas pode ser de uma forma diferente, com um estudo contextualizado da comunidade quilombola, mas que não prejudique a transmissão dos conteúdos da Base Nacional Comum Curricular.
  • E. os valores, tradições e cultura da comunidade quilombola são importantes, mas não podem comprometer a formação básica que toda escola precisa garantir.
Clique em uma opção abaixo para responder a questão:
Um poema, uma charge, um verbete colhido da web.com, artigos da legislação ambiental brasileira, versos avulsos de poemas e de canção – são os textos reunidos nas questões de números 21 a 27. Dos exercícios feitos a partir dessa reunião, destacam-se práticas pedagógicas que dizem respeito
  • A. à compreensão dos efeitos de sentido provocados pelos usos de recursos linguísticos em textos pertencentes a um mesmo gênero.
  • B. ao apagamento das condições de produção e recepção de textos pertencentes a diferentes gêneros, que circulam nas diferentes esferas/campos de atividade humana.
  • C. à desconsideração da perspectiva dialógica da linguagem, o que confirma a centralidade do discurso e do sujeito.
  • D. à centralidade da tradição normativa no ensino e aprendizagem da língua portuguesa, para o que se confirma a prioridade dada à análise sintática das frases, independentemente da atenção ao contexto de produção do texto.
  • E. à ampliação do repertório de experiências do aluno, no encorajamento à observação do sentido que emerge da comparação entre diferentes gêneros.
Clique em uma opção abaixo para responder a questão:

“No país, a aspiração da Pedagogia a um estatuto científico guarda relações com alguns marcos históricos, que vai da constituição da Associação Brasileira de Educação (1924), passa pelo Manifesto dos Pioneiros da Educação Nova (1932), pela criação das Escolas de Formação de Professores ou Institutos Pedagógicos com anexos para formação prática de docentes (São Paulo e Rio de Janeiro), até a criação do Centro Brasileiro de Pesquisas Educacionais (CBPE -1955), articulado aos Centros Regionais de Pesquisas Educacionais (CRPEs), instalados em diferentes capitais brasileiras, a exemplo do Recife (1957)."

Além de Pernambuco, o CRPE-Recife tinha como área atuação os estados da Paraíba e do Rio Grande Norte e teve como Dire- tor

  • A. Darcy Ribeiro.
  • B. Miguel Arraes.
  • C. Ariano Suassuna
  • D. Paulo Freire.
  • E. Gilberto Freyre.
Clique em uma opção abaixo para responder a questão:
Para viabilizar junto aos alunos o reconhecimento da função da literatura entre outras esferas da comunicação humana, o professor deverá
  • A. evitar o ato de examinar o diálogo entre um texto literário e um texto midiático, embora possa haver entre um e outro uma conexão temática; ao portar-se dessa maneira, impedirá que se apequene para o leitor o valor estético da literatura.
  • B. favorecer a discussão a respeito das expectativas dos gêneros na construção do sentido de textos postos em confronto; diante de gêneros como esses, ora reunidos, orientará a identificação de recursos segundo os quais se potencializa, menos em um, mais em outro, a sensibilidade da aridez ambiental.
  • C. incentivar um juízo negativo a respeito da transgressão feita em relação às regras de pontuação em terra seca árvore seca; enfatizará que em qualquer situação de comunicação é obrigatório o uso da vírgula para separar termos da mesma função e assindéticos.
  • D. fixar-se na importância da veracidade geográfica do espaço convocado, o Novo México, tanto para o poema como para o texto de Geografia extraído da internet; especialmente para o poema, incentivará pesquisas sobre a biografia do poeta com vistas a obter provas factuais para o que é dito poeticamente.
  • E. ter como meta a elaboração, pela classe, de uma única paráfrase do poema, a qual explicitará em detalhes informativos a narrativa do acontecido a bordo do ônibus Grayhound; para isso, terá como objetivo comprovar que a função de informar é a dominante tanto no texto poético como naquele da web.com.
Clique em uma opção abaixo para responder a questão: