Questões de Medicina do Trabalho

Pesquise mais Questões de Medicina do Trabalho abaixo,

Questões de Medicina Medicina do Trabalho
Ano: 2015, Banca: CESPE, Concurso: FUB, Cargo: Médico

De acordo com o Caderno de Atenção Básica n.º 5 – Saúde do Trabalhador, do Ministério da Saúde (2002), trabalhador é toda pessoa que exerce atividade de trabalho, independentemente de estar inserido no mercado formal de trabalho, inclusive na forma de trabalho familiar e(ou) doméstico. A partir dessas informações, julgue os itens de 116 a 118, acerca da Previdência Social: funcionamento, legislação e conduta médico-pericial. Na avaliação médico-pericial, devem ser considerados o objetivo da perícia e as características médicas e legais do trabalhador. Assim, é possível que o benefício previdenciário auxílio-doença seja concedido a um trabalhador portador de determinada patologia, e não a outro com a mesma patologia, ocupante do mesmo cargo, sem que o médico-perito incorra em discriminação profissional.

Sua resposta é:
Questões de Medicina Medicina do Trabalho
Ano: 2014, Banca: IADES, Concurso: MCO/UFBA/BA, Cargo: Médico

Considerando que uma das condições clínicas de maior demanda de pacientes diabéticos, a unidades de emergência, é a cetoacidose diabética, assinale a alternativa correta.

  • A. A correção hidroeletrolítica no paciente com cetoacidose, a insulinoterapia e o tratamento de condições clínicas associadas são componentes importantes e essenciais na terapia da cetoacidose diabética.
  • B. A insulina deve ser aplicada, preferencialmente, por via subcutânea em todos os pacientes com cetoacidose diabética com hipovolemia associada.
  • C. A acidose hiperclorêmica é a manifestação metabólica mais frequentemente encontrada nesses pacientes.
  • D. O uso de bicarbonato de sódio está indicado para pacientes com pH menor que 7,35 à gasometria arterial.
  • E. A insuficiência renal aguda é condição raramente associada à acidose metabólica.
Sua resposta é:
Questões de Medicina Medicina do Trabalho
Ano: 2014, Banca: IADES, Concurso: MCO/UFBA/BA, Cargo: Médico

Considere hipoteticamente que determinado paciente de 52 anos de idade, com história de hematêmese há dois anos, apresenta quadro clínico de enterorragia. Com base nessas duas situações clínicas, assinale a alternativa correta quanto às possibilidades de diagnóstico e terapêutica para esse paciente.

  • A. O uso de inibidores de bomba de prótons em bomba de infusão contínua não é uma terapia de escolha no momento e, possivelmente, não foi utilizada há dois anos.
  • B. Por se tratar de hemorragia digestiva baixa, a investigação das causas não deve incluir endoscopia digestiva alta.
  • C. A realização de cintilografia do cólon tem alta sensibilidade para mostrar sangramento ativo, sendo o método isolado de escolha para a investigação do sangramento ativo.
  • D. A escleroterapia endoscópica e a ligadura elástica são métodos importantes para tratamento de hemorragia digestiva alta por varizes esofágicas, devido ao seu efeito para diminuir a pressão portal.
  • E. Doença diverticular, polipose intestinal, neoplasias e síndrome de Malory Weiss são diagnósticos diferenciais esse caso.
Sua resposta é:
Questões de Medicina Medicina do Trabalho
Ano: 2014, Banca: IADES, Concurso: MCO/UFBA/BA, Cargo: Médico

Carlos, 48 anos de idade e seu filho João Pedro, 19 anos de idade, sofreram queda de motocicleta a 30 km/hora, cuja consequência foram escoriações nos membros. Além de escoriações, João Pedro apresentou um ferimento contuso na perna direita, devido ao choque do membro contra o pedal da motocicleta. Com relação a essa situação hipotética, assinale a alternativa correta.

  • A. A imunização passiva com toxoide tetânico (vacina) é a primeira e mais importante medida como profilaxia antitetânica para Carlos e para João Pedro.
  • B. A imunização passiva com soro antitetânico (SAT) está indicada para Carlos e para João Pedro, se ambos apresentarem história vacinal de terem recebido três doses de vacina dupla tipo adulto nos últimos dez anos.
  • C. João Pedro deverá receber toxoide tetânico, se tiver sido vacinado em período superior a cinco anos e inferior a dez anos, com três doses de vacina.
  • D. A imunoglobulina humana antitetânica é a profilaxia de escolha para João Pedro, devido às características do ferimento.
  • E. Em razão da baixa imunogenicidade do soro antitetânico, Carlos e Pedro, por serem adultos, estão dispensados da realização desse teste para receberem o SAT.
Sua resposta é:
Questões de Medicina Medicina do Trabalho
Ano: 2014, Banca: IADES, Concurso: MCO/UFBA/BA, Cargo: Médico

Com relação às possibilidades de diagnóstico sorológico das hepatites, assinale a alternativa correta.

  • A. Paciente com anti-HVA IgM e AgHbs positivos, anti-HBc IgM e anti-HCV negativos é portador de hepatite A aguda e portador crônico do vírus da hepatite B.
  • B. Paciente com AgHBs, anti-HCV negativo e AgHs positivo é portador do vírus da hepatite B e da hepatite C.
  • C. Paciente com AgHBs positivo e Anti-HBc IgM negativo é portador de hepatite B aguda.
  • D. Anti-HCV positivo com todos os demais marcadores negativos significa necessariamente hepatite C em atividade.
  • E. Pacientes portadores de hepatite B crônica apresentam HBs-Ag positivo após 62 semanas de exposição.
Sua resposta é:
Questões de Medicina Medicina do Trabalho
Ano: 2014, Banca: IADES, Concurso: MCO/UFBA/BA, Cargo: Médico

A respeito das parasitoses intestinais, assinale a alternativa correta.

  • A. A amebíase é uma parasitose intestinal de fácil diagnóstico e manejo terapêutico. Trata-se de uma doença causada por protozoário que raramente leva a óbito.
  • B. A giardíase é uma doença transmitida para o homem pela penetração da larva filarioide na pele, na conjuntiva e nas mucosas, manifestando-se com sintomas gastrintestinais e cutâneos.
  • C. Uma das formas graves de esquistossomose é a forma medular aguda, que pode levar à paraplegia.
  • D. O albendazol é droga larvicida e específica para tratamento das formas larvais das parasitoses intestinais.
  • E. O uso do metronidazol para o tratamento das protozooses intestinais demonstrou ser pouco eficaz, por isso, sua recomendação foi descontinuada na última década.
Sua resposta é:
Questões de Medicina Medicina do Trabalho
Ano: 2014, Banca: IADES, Concurso: MCO/UFBA/BA, Cargo: Médico

A bacteriúria assintomática definida pela presença de mais de 100.000 unidades formadoras de colônia por mililitro (UFC/mL) não necessita de tratamento nas mulheres gestantes hígidas, com gestação de baixo risco.

  • A. suspeita de sepse necessita de, pelo menos, quatro dos seguintes sinais: febre, taquicardia, taquipneia, leucocitose, plaquetopenia.
  • B. presença de sinais de encefalopatia (agitação, confusão, sonolência), queda de saturação ou oligúria caracteriza sepse grave.
  • C. expansão volêmica para o tratamento de sepse está indicada nos casos de choque séptico e deve ser feita somente após a coleta de culturas.
  • D. acidose láctica e níveis diminuídos de procalcitonina são indicadores de sepse grave.
  • E. início da terapia antimicrobiana, nos primeiros 60 minutos da suspeita diagnóstica de sepse, parece não ter impacto na mortalidade dos doentes.
Sua resposta é:
Questões de Medicina Medicina do Trabalho
Ano: 2014, Banca: FCC, Concurso: TRT 2ª, Cargo: Analista Judiciário

Considere as definições de assédio moral no trabalho:

I. A exposição dos trabalhadores e trabalhadoras a situações humilhantes e constrangedoras, repetitivas e prolongadas durante a jornada de trabalho e no exercício de suas funções.

II. Comum em relações hierárquicas autoritárias e assimétricas, em que predominam condutas negativas, relações desumanas e aéticas de longa duração, de um ou mais chefes dirigida a um ou mais subordinado(s).

III. Um ato isolado de humilhação de uma chefia a um subordinado e comum entre relação de subordinados.

Está correto o que consta em

  • A. II, apenas.
  • B. I e II, apenas.
  • C. I e III, apenas.
  • D. III, apenas.
  • E. I, II e III.
Sua resposta é:
Questões de Medicina Medicina do Trabalho
Ano: 2014, Banca: IADES, Concurso: MCO/UFBA/BA, Cargo: Médico

O trato urinário representa um sítio frequente de infecção tanto em pacientes comunitários quanto em ambiente hospitalar. Quanto à infecção do trato urinário (ITU), assinale a alternativa correta.

  • A. Disúria, urgência miccional, dor suprapúbica, febre elevada e nictúria são os sintomas habituais das infecções do trato urinário baixo.
  • B. Mulheres jovens, imunocompetentes, sem história de internação hospitalar recente, sem deformidades no trato urinário e com sintomatologia sugestiva de cistite não podem ser tratadas sem a realização de urocultura.
  • C. Cefalexina, norfloxacino, amicacina e gentamicina são as drogas de eleição para o tratamento da ITU alta de origem comunitária não complicada, sugerindo reavaliação após 48 horas.
  • D. A ultrassonografia (ecografia) de vias urinárias, a tomografia computadorizada e a ressonância nuclear magnética têm como indicação os seguintes casos: pacientes com ITU não resolvida com tratamento empírico, no diagnóstico de complicações e alterações estruturais ou funcionais do sistema urinário.
  • E. A bacteriúria assintomática definida pela presença de mais de 100.000 unidades formadoras de colônia por mililitro (UFC/mL) não necessita de tratamento nas mulheres gestantes hígidas, com gestação de baixo risco.
Sua resposta é:
Questões de Medicina Medicina do Trabalho
Ano: 2014, Banca: IADES, Concurso: MCO/UFBA/BA, Cargo: Médico

Acerca da conduta nos casos de queimaduras, assinale a alternativa correta.

  • A. O uso de bloqueador de receptor H2 e heparina subcutânea está indicado para pacientes com queimaduras graves, como profilaxia para úlcera de stress e tromboembolismo, respectivamente.
  • B. O uso de corticoides está sempre indicado para pacientes com queimaduras moderadas a graves.
  • C. A pesquisa de mioglobinúria está contraindicada para pacientes vítimas de queimadura por choque elétrico.
  • D. As queimaduras químicas têm como única medida local aconselhável a higiene com água e sabão, devendo-se evitar o uso de qualquer substância por via tópica ou outra via.
  • E. A intubação orotraqueal não está indicada para pacientes com PaO2 menor que 60 e PaCO2 maior que 55.
Sua resposta é: