Questões de Medicina

Medicina - Neurologia - Instituto Americano de desenvolvimento (IADES) - 2019 - Escola Superior de Ciências da Saúde - DF (ESCS/DF) - Residência Médica em Neurofisiologia Clínica (Residência Neurologia)

Um hospital de baixa complexidade encaminha um jovem de 24 anos de idade em razão de politraumatismo. Após três horas de viagem, o paciente chega à emergência estável hemodinamicamente, em imobilização padrão do ATLS, colar cervical, via aérea definitiva, recebendo continuamente em bomba de infusão midazolam e fentanil a 10 mL/h. Ao exame físico, não apresenta resposta motora ou abertura ocular aos estímulos, pupilas puntiformes, movimentos mastigatórios presentes, FR: 18 ipm, FC: 88 bpm e SaO2: 99% em ventilação mecânica. Realizou tomografia craniana sem contraste, que evidenciou: hematoma subdural agudo fronto-temporo-parieto-occipital direito de espessura aproximada de 6 mm e desvio da linha média (aproximadamente 7 mm) e hemorragia subaracnóidea traumática difusa.

Com base nesse caso clínico e nos conhecimentos médicos correlatos, julgue os itens a seguir.

No traumatismo cranioencefálico, o hematoma subdural agudo é mais frequente e possui pior prognóstico quando comparado com o hematoma extradural.
  • C. Certo
  • E. Errado
Clique em uma opção abaixo para responder a questão:
Uma paciente de 40 anos de idade foi realizar ecocardiograma, que demonstrou aumento da pressão sistólica da artéria pulmonar em 60 mmHg. O cardiologista, então, solicitou um cateterismo direito para avaliar hipertensão pulmonar. Durante o exame, foram obtidos os seguintes valores: pressão arterial média de 46 mmHg na artéria pulmonar, resistência vascular pulmonar de 600 dinas e pressão capilar pulmonar de 6 mmHg. Com relação a esse caso clínico, qual é o provável diagnóstico da paciente?
  • A. Hipertensão arterial pulmonar pós-capilar leve.
  • B. Hipertensão arterial pulmonar pré-capilar leve.
  • C. Hipertensão arterial pulmonar pós-capilar grave.
  • D. Hipertensão arterial pós-capilar moderada.
  • E. Hipertensão arterial pulmonar pré-capilar moderada.
Clique em uma opção abaixo para responder a questão:

Paciente masculino, 70 anos, diabético há 10 anos, admitido no pronto-atendimento com alteração do nível de consciência. Conforme informado por familiar, no último mês, o paciente fez seu checkup anual com vários especialistas médicos e teve alguns de seus medicamentos usuais alterados. Passou a apresentar poliúria, nictúria e polifagia, evoluindo para o quadro atual. Glicemia na admissão: 600mg/dl.

Considerando que, de fato, a modificação dos medicamentos desencadeou a hiperglicemia, a alternativa que descreve uma potencial justificativa para o quadro atual é a introdução

  • A. da Losartana, 50 mg/dia.
  • B. de Omeprazol, 20 mg/dia.
  • C. de Olanzapina, 5 mg/dia.
  • D. de Ciprofibrato, 100 mg/dia.
  • E. de Clonazepam, 0,5 mg/ dia.
Clique em uma opção abaixo para responder a questão:

Uma paciente de 55 anos de idade apresentou quadro de diarreia crônica há um ano, com cinco a oito episódios por dia, sem produtos patológicos. Houve perda de 5 kg de peso, fadiga, flatulência e distensão abdominal. Refere morar em zona rural, com ingesta de água não tratada de rio, e uso de fossa sanitária. Verificaram-se exames parasitológicos seriados negativos, colonoscopia com biópsia seriada normais, e exames laboratoriais e de fezes negativos. Enteroscopia com biópsia jejunal detectou giardíase.

Com base no caso clínico descrito e nos conhecimentos médicos correlatos, julgue os itens a seguir.

O quadro clínico de diarreia crônica, perda de peso e fadiga indicam giardíase de longa data ou recorrente.
  • C. Certo
  • E. Errado
Clique em uma opção abaixo para responder a questão:

Medicina - Medicina Intensiva - Instituto Americano de desenvolvimento (IADES) - 2019 - Escola Superior de Ciências da Saúde - DF (ESCS/DF) - Residência Médica em Medicina Intensiva Pediátrica (Residência em Pediatria)

Um paciente de 8 anos de idade é levado ao PSI por queixa de tosse, “chiado no peito” e dispneia há dois dias, sem secreção nasal ou febre. Ao exame físico, apresenta FC de 120 bpm, FR de 26 irpm e saturação de oxigênio de 89%. Ausculta pulmonar com sibilos difusos e murmúrio vesicular globalmente diminuído, retrações acentuadas da musculatura acessória, dispneia intensa e agitação. Tem histórico de crises recorrentes de sibilância desde os 2 anos de idade.

Com base nesse caso clínico, julgue os itens a seguir.

Trata-se de uma crise asmática grave.
  • C. Certo
  • E. Errado
Clique em uma opção abaixo para responder a questão:

Medicina - Neurologia - Instituto Americano de desenvolvimento (IADES) - 2019 - Escola Superior de Ciências da Saúde - DF (ESCS/DF) - Residência Médica em Neurofisiologia Clínica (Residência Neurologia)

Um paciente de 55 anos de idade buscou atendimento em razão de cefaleia progressiva há 60 dias, sem alívio com analgesia simples. Os familiares relatam que o paciente tem apresentado alteração comportamental com comprometimento social importante na última semana. Foi realizada tomografia craniana que evidenciou lesão expansiva frontal à direita, de margens pouco definidas e densidade heterogênea. Uma ressonância magnética confirma lesão expansiva com hipersinal em T2 e captação por gadolíneo. O paciente foi submetido a ressecção cirúrgica e foi realizado envio de material para patologia.

Acerca desse caso clínico e conhecimentos médicos correlatos, julgue os itens a seguir.

Segundo a nova classificação dos tumores no sistema nervoso central (WHO 2016) na impossibilidade de se realizar a pesquisa morfológica, essa lesão seria classificada como oligodendroglioma NOS.
  • C. Certo
  • E. Errado
Clique em uma opção abaixo para responder a questão:

Medicina - Medicina Intensiva - Instituto Americano de desenvolvimento (IADES) - 2019 - Escola Superior de Ciências da Saúde - DF (ESCS/DF) - Residência Médica em Medicina Intensiva Pediátrica (Residência em Pediatria)

Um paciente de 48 meses de idade apresentou história de febre por três dias, atingindo 40 ºC, associada à odinofagia. Foi levado ao PSI, onde apresentou episódio de convulsão tônico-clônica generalizada, com duração de dois minutos e resolução espontânea, com breve período pós-ictal. No exame físico, realizado após a convulsão, notou-se exame neurológico normal, ausência de sinais de irritação meníngea, temperatura axilar de 40 ºC, FC de 100 bpm, FR de 18 irpm, saturação de oxigênio de 99% e orofaringe com hiperemia amigdaliana com extensas placas exsudativas. A criança foi hospitalizada, não havendo recorrência de crises convulsivas nas 48 horas de observação.

Acerca desse caso clínico, julgue os itens a seguir.

A possibilidade de desenvolvimento de epilepsia no futuro é menor que 10%.
  • C. Certo
  • E. Errado
Clique em uma opção abaixo para responder a questão:

Medicina - Neurologia - Instituto Americano de desenvolvimento (IADES) - 2019 - Escola Superior de Ciências da Saúde - DF (ESCS/DF) - Residência Médica em Neurofisiologia Clínica (Residência Neurologia)

Um paciente de 55 anos de idade buscou atendimento em razão de cefaleia progressiva há 60 dias, sem alívio com analgesia simples. Os familiares relatam que o paciente tem apresentado alteração comportamental com comprometimento social importante na última semana. Foi realizada tomografia craniana que evidenciou lesão expansiva frontal à direita, de margens pouco definidas e densidade heterogênea. Uma ressonância magnética confirma lesão expansiva com hipersinal em T2 e captação por gadolíneo. O paciente foi submetido a ressecção cirúrgica e foi realizado envio de material para patologia.

Acerca desse caso clínico e conhecimentos médicos correlatos, julgue os itens a seguir.

O caso apresenta manifestações características do oligodendroglioma, e a visualização de células com citoplasma aumentado – aspecto “ovo frito” – sugere esse possível diagnóstico histológico.
  • C. Certo
  • E. Errado
Clique em uma opção abaixo para responder a questão:
Considerando o diagnóstico da Síndrome dos Ovários Policísticos (SOP), é correto afirmar que
  • A. a descrição de ciclos menstruais regulares afasta oligo-anovulação e, consequentemente, o diagnóstico de SOP.
  • B. o hiperandrogenismo clínico, quando presente, é critério diagnóstico quando se apresenta com, pelo menos, um dos seguintes achados: hirsutismo, acne e/ou alopecia.
  • C. o hiperandrogenismo laboratorial é o achado mais fácil de comprovar a SOP, devido à confiabilidade da dosagem da testosterona livre por métodos imunoquimioluminescentes.
  • D. considerando que a SOP é um diagnóstico de exclusão, a solicitação de DHEA, de Androstenediona e dihidrotestosterona são úteis para afastar alguns diagnósticos diferenciais.
  • E. a presença de 25 folículos (transdutores com frequência > ou = 8MHz) e/ou volume ovariano > 10ml (transdutores frequência < 8 MHz ou quando rota transvaginal não disponível) é critério de SOP.
Clique em uma opção abaixo para responder a questão:

Uma paciente de 55 anos de idade apresentou quadro de diarreia crônica há um ano, com cinco a oito episódios por dia, sem produtos patológicos. Houve perda de 5 kg de peso, fadiga, flatulência e distensão abdominal. Refere morar em zona rural, com ingesta de água não tratada de rio, e uso de fossa sanitária. Verificaram-se exames parasitológicos seriados negativos, colonoscopia com biópsia seriada normais, e exames laboratoriais e de fezes negativos. Enteroscopia com biópsia jejunal detectou giardíase.

Com base no caso clínico descrito e nos conhecimentos médicos correlatos, julgue os itens a seguir.

O quadro clínico de diarreia, com cinco a oito evacuações por dia, há um ano, poderia ser compatível com doença inflamatória intestinal.
  • C. Certo
  • E. Errado
Clique em uma opção abaixo para responder a questão: