Questões sobre Figura e Vícios de Linguagem

Em “Só eu sei meu próprio caminho e para onde vou”, percebe-se a utilização de um elemento coesivo chamado:
  • A. Anáfora
  • B. Catáfora.
  • C. Elipse.
  • D. Correferência.
  • E. Contiguidade.
Clique em uma opção abaixo para responder a questão:
No trecho “aplaudir Pixis como se fosse Beethoven” (l. 29 e 30), do texto 1A11-I, observa-se a figura de linguagem
  • A. catacrese.
  • B. metonímia.
  • C. eufemismo.
  • D. pleonasmo.
  • E. personificação.
Clique em uma opção abaixo para responder a questão:
Durante o texto, a autora se utiliza de algumas figuras de linguagem para transmitir ao leitor o que ela presencia. Quando ela diz “mar de gente”, denota-se um exemplo de:
  • A. Apóstrofe.
  • B. Antítese.
  • C. Eufemismo.
  • D. Hipérbole.
  • E. Gradação.
Clique em uma opção abaixo para responder a questão:
Quando pergunta “Que direito tem a prefeitura de expor nossa falta de respeito com o espaço público?”, a autora
  • A. usa de ironia para deixar claro que considera irresponsável a atitude de pessoas que não recolhem o próprio lixo.
  • B. faz um jogo de palavras para empregar expressões brandas e agradáveis com o objetivo de suavizar sua mensagem.
  • C. emprega sarcasmo para recriminar os órgãos responsáveis pela limpeza urbana, por não exercerem suas funções.
  • D. utiliza um questionamento para simular a pergunta que as pessoas se fazem ao ver o lixo na areia das praias.
Clique em uma opção abaixo para responder a questão:
O termo “porquinhos”, empregado pela autora ao se referir aos responsáveis pelo problema abordado, é uma
  • A. sinédoque por estabelecer uma relação quantitativa entre o significado original da palavra e o referente, tal como: a parte pelo todo, o gênero pela espécie, singular pelo plural.
  • B. metonímia por ser uma palavra, fora do seu contexto semântico normal, que tem relação objetiva, de contiguidade material ou conceitual, com o referente ocasionalmente pensado.
  • C. personificação por se tratar do ato ou efeito de personificar em queo indivíduo que representa simboliza ou faz lembrar alguma coisa abstrata, uma qualidade, uma ideia.
  • D. metáfora por ser um recurso expressivo e produzir um sentido figurado por meio de comparação implícita, podendo haver uma relação de semelhança.
Clique em uma opção abaixo para responder a questão:
Todas as frases abaixo mostram uma comparação metafórica; a frase em que essa metáfora tem explicação é:
  • A. O falso amigo é como a sombra que nos segue enquanto dura o sol;
  • B. O amor é um grande mestre;
  • C. O amor é como o sarampo: quanto mais tarde chega na vida, mais perigoso é;
  • D. Os amantes, como as abelhas, vivem no mel;
  • E. O ódio sem desejo de vingança é um grão caído sobre o granito.
Clique em uma opção abaixo para responder a questão:
Atente para o título da crônica - “Seja feliz, tome remédios”. Considerando a argumentação de Frei Betto, a leitura do título evidencia a existência de um(a):
  • A. antítese.
  • B. hipérbole.
  • C. ironia.
  • D. pleonasmo.
Clique em uma opção abaixo para responder a questão:

“O drama dessas crianças tiradas dos braços de seus pais e mães.”

Nesse segmento do texto há um exemplo sublinhado de linguagem figurada denominada

  • A. ironia.
  • B. eufemismo.
  • C. metáfora.
  • D. metonímia.
  • E. hipérbole.
Clique em uma opção abaixo para responder a questão:

Leia o texto.

Na passagem – A tarde é uma tartaruga com o casco empoeirado… –, a figura presente é

  • A. a metáfora, associando-se a tarde à ideia de lentidão da passagem do tempo.
  • B. a sinestesia, misturando-se sensações para descrever a tarde vagarosa.
  • C. a catacrese, configurando-se a morosidade da tartaruga como ideia cristalizada.
  • D. o eufemismo, abrandando-se o sentido da ideia de enfado vivido na tarde.
  • E. a metonímia, substituindo-se a ideia de vagarosidade por tartaruga.
Clique em uma opção abaixo para responder a questão:
No contexto dos dois últimos parágrafos, o autor faz referência a “uma boa metáfora”, figura de linguagem que se caracteriza por
  • A. associar, em uma só unidade, expressões que designam sensações relativas a diferentes órgãos dos sentidos.
  • B. aproximar termos contrários entre si, que coexistem e se associam numa mesma expressão.
  • C. estabelecer relações de similaridade entre termos, com base no compartilhamento de traços comuns de sentido.
  • D. atribuir qualificações e ações próprias do ser humano a seres não-humanos, transferindo a estes traços daqueles.
  • E. empregar expressões atenuadas para fazer referências que seriam consideradas chocantes ou grosseiras.
Clique em uma opção abaixo para responder a questão: