Questões sobre Ministério da Educação - MEC da FCC

Na introdução dos Parâmetros Curriculares Nacionais − PCN de artes para o 3o e 4o ciclo do Ensino fundamental consta:

“Na caracterização da área, considerou-se a arte em suas dimensões de criação, apreciação, comunicação, constituindo-se em um espaço de reflexão e diálogo, e possibilitando aos alunos entender e posicionar-se diante dos conteúdos artísticos, estéticos e culturais incluindo as questões sociais presentes nos temas transversais.”

As dimensões acima citadas possuem como uma de suas principais referências a

  • A. Filosofia holística de Rudolf Laban.
  • B. Educação tríplice em artes MEC.
  • C. Pedagogia tríplice de Paulo Freire.
  • D. Proposta triangular de Ana Mae Barbosa.
  • E. Positivista de Maria Montessori.
Clique em uma opção abaixo para responder a questão:
De acordo com os Parâmetros Curriculares Nacionais de Matemática, o conhecimento matemático formalizado precisa, necessariamente, ser
  • A. preservado para se tornar passível de ser ensinado/aprendido; ou seja, a obra e o pensamento do matemático teórico devem ser comunicados diretamente aos alunos sem intervenções do professor.
  • B. contextualizado na matemática contemporânea, deixando de lado uma tradição escolar equivocada de trabalhar a matemática clássica grega.
  • C. transmitido sem adaptações, da mesma forma como foi pensado pelo matemático teórico na gênese do seu pensamento abstrato para que não se perca a origem e a fundamentação das ideias.
  • D. abandonado, sendo substituído pela matemática aplicada em contextos do dia a dia, que é a única forma de explorar todos os potenciais da matéria e dos conteúdos a serem ensinados.
  • E. transformado para se tornar passível de ser ensinado/aprendido; ou seja, a obra e o pensamento do matemático teórico, em geral, não são passíveis de comunicação direta aos alunos.
Clique em uma opção abaixo para responder a questão:

O Currículo Básico Escola Estadual − Ensino Médio (2009, vol. 1), proposto pela Secretaria de Educação do Espírito Santo, determina o Conteúdo Básico Comum − Língua Portuguesa para os três anos do Ensino Médio.

São apresentados quadros com a proposição de divisão dos conteúdos/tópicos em três eixos: (1) Linguagem; (2) Conhecimento Linguístico; (3) Cultura, Sociedade e Educação. Para o 1º ano (p. 71-2) do Ensino Médio, no eixo (2) Conhecimento Linguístico, é indicado, dentre outros, o estudo dos seguintes conteúdos/tópicos:

  • A. A influência indígena e africana na formação da Língua Portuguesa do Brasil.
  • B. Semântica: ambiguidades, figuras de linguagem, sinonímia, antononímia, paronímia, homonímia, hiponímia, hiperonímia.
  • C. Conceito de aculturação. A inquisição e seus efeitos maléficos sobre a cultura brasileira: delação, bisbilhotice, hipocrisia e preconceito.
  • D. Metodologia científica e normas básicas da ABNT.
  • E. Variantes linguísticas.
Clique em uma opção abaixo para responder a questão:

De acordo com a Resolução 001/CEPP/07, o número de familiares que cada recluso pode cadastrar para visitação, em cada Unidade Prisional, será, no máximo,

  • A.

    três.

  • B.

    cinco.

  • C.

    oito.

  • D.

    dez.

  • E.

    doze.

Clique em uma opção abaixo para responder a questão:

Segundo os Parâmetros Curriculares Nacionais (PCNs), o professor deve realizar a avaliação por meio de

  • A.

    provas e trabalhos escritos, individuais ou em grupos.

  • B.

    observação sistemática, análise de produções e atividades específicas.

  • C.

    multiplicidade de processos, garantindo-se, bimensalmente, ao menos três modalidades diferentes.

  • D.

    avaliação diagnóstica e do final do processo, garantindo-se espaço pedagógico para a autoavaliação.

  • E.

    testes padronizados que permitam análise longitudinal do desempenho escolar.

Clique em uma opção abaixo para responder a questão:

A proposta de organização do ensino em ciclos de dois anos, presente nos PCNs para o Ensino Fundamental, é justificada no corpo do documento:

  • A.

    por se apresentar como melhor alternativa tendo em vista o desenvolvimento cognitivo dos alunos e seus ciclos de formação.

  • B.

    pela incapacidade da escola em reconhecer os tempos de aprendizagem dos alunos, em especial os das crianças pobres.

  • C.

    pelo fracasso de tentativas de organização do ensino em períodos maiores, quando foi constatado que os alunos podem ser promovidos apesar de dominarem poucos conteúdos.

  • D.

    pela limitação conjuntural em que estão inseridos e não por justificativas pedagógicas, portanto, não deve ser considerada como decorrência dos princípios e fundamentações dos PCNs.

  • E.

    por ser orientação de organismos internacionais e reduzir de forma significativas a reprovação e a evasão escolares.

Clique em uma opção abaixo para responder a questão: