Questões de Farmácia da COMPERVE

O componente básico da assistência farmacêutica destina-se ao fornecimento dos medicamentos e insumos para o tratamento precoce e adequado dos problemas mais comuns na atenção básica, como, por exemplo, o acesso da população a anticoncepcionais e contraceptivos. Em relação aos processos de programação, armazenamento e dispensação dos medicamentos e insumos do Programa de saúde da mulher, considere as afirmações abaixo.

I A programação deve ser descentralizada e ascendente, a farmácia é responsável por fornecer dados reais de consumo ao serviço municipal de assistência farmacêutica, este, por sua vez, deve remeter as informações para o nível estadual.

II A conferência de todo o estoque físico deve ser realizada imediatamente após cada processo de dispensação.

III O programa deve contemplar o medicamento misoprostol, além dos anticoncepcionais orais e injetáveis.

IV A dispensação de contraceptivos (preservativo, diafragma e dispositivo intra-uterino) somente será autorizada na presença do farmacêutico e do paciente indicado na prescrição.

Dentre essas afirmações, as que expressam procedimentos adequados para programação, armazenamento e dispensação de medicamentos, são

  • A. II e IV.
  • B. I e II.
  • C. II e III.
  • D. I e III.
Clique em uma opção abaixo para responder a questão:

Considere as afirmações a seguir sobre as formas farmacêuticas de uso externo:

I São preparações farmacêuticas que contêm, em sua composição, insumo(s) ativo(s) dissolvido(s) em óleos, podendo ser incorporadas em soluções alcoólicas ou emulsões. Friccionadas na pele, comumente são veiculados compostos aromáticos.

II São substratos (algodão ou gaze esterilizada) umedecidos com insumo(s) ativo(s) na potência desejada. Podem ser empregados na cicatrização de feridas de difícil tratamento.

III São dispersões coloidais, predominantemente hidrofílicas, constituídas por uma fase sólida e uma líquida, de aspecto homogêneo. Normalmente são empregados alginatos, derivados de celulose e polímeros carboxivinílicos para veiculação do princípio ativo.

Os itens I, II e III descrevem respectivamente as formas farmacêuticas:

  • A. linimento, apósito e gel.
  • B. apósito, penso e unguento.
  • C. tintura, bandagem e pomada.
  • D. bálsamo, biocurativos e creme.
Clique em uma opção abaixo para responder a questão:
A biodisponibilidade indica a velocidade e a extensão de absorção de um princípio ativo em uma forma de dosagem, a partir de sua curva concentração/tempo na circulação sistêmica ou sua excreção na urina. Alendronato sódico, amplamente empregado no tratamento da osteoporose, apresenta uma biodisponibilidade inferior a 1% quando administrado pela via oral. Não é metabolizado de forma significativa no organismo, apresenta taxa de ligação a proteínas plasmáticas elevada (≈ 80%) e é excretado pela via urinária. Destaca-se um elevado tempo de meia-vida de eliminação, aproximadamente 10 anos. A baixa biodisponibilidade oral do alendronato se deve à
  • A. afinidade pela matriz óssea elevada.
  • B. absorção gastrointestinal ineficaz.
  • C. metabolização hepática deficiente.
  • D. ligação à albumina sérica eficaz.
Clique em uma opção abaixo para responder a questão:
As interações medicamentosas são responsáveis por uma parcela significativa dos eventos adversos detectados nos serviços de saúde. A fluoxetina, fármaco da classe dos inibidores seletivos de recaptação de serotonina (ISRS), é amplamente empregado no tratamento da depressão e pode ser administrado por longos períodos, sobretudo em idosos. No Brasil, a prática da automedicação é comum e aumenta com a idade. Um idoso com prescrição de altas doses de fluoxetina e automedicação diária com ibuprofeno apresenta risco potencial de
  • A. insuficiência renal e cardiovascular.
  • B. piora da depressão e hipertensão arterial.
  • C. hemorragia intracraniana e gastrointestinal.
  • D. desconforto respiratório e agranulocitose.
Clique em uma opção abaixo para responder a questão:
O método Pharmacoterapy Workup constitui uma evolução da metodologia de seguimento farmacoterapêutico proposta por Strand, Morley e Cipolle em 1988. O método apresenta a sigla PRM (problema relacionado a medicamento) para definir um evento indesejável experimentado pelo paciente que envolve, ou suspeita-se que envolva, a farmacoterapia e que, atual ou potencialmente, interfere com um resultado de saúde desejado. Considere um paciente dislipidêmico sob uso de atorvastatina 20 mg há 6 meses e com valores de colesterol total e LDL elevados. O paciente relata que, apesar de o médico ter recomendado o uso de um comprimido ao dia, ele toma apenas metade da dose, devido a dificuldades financeiras para aquisição. O paciente apresenta um PRM de
  • A. efetividade.
  • B. adesão.
  • C. segurança.
  • D. indicação.
Clique em uma opção abaixo para responder a questão:
O sistema Renina – Angiotensina – Aldosterona (SRAA) desempenha papel crucial na regulação do volume corporal e de pressão arterial. Vários peptídeos, enzimas e receptores que compõem esse sistema são importantes alvos para terapia farmacológica cardiovascular. São medicamentos antihipertensivos que atuam no SRAA:
  • A. enalapril, valsartana e alisquireno.
  • B. losartana, captopril e verapamil.
  • C. diltiazem, enalapril e olmesartana.
  • D. saralasina, irbesartan e hidralazina.
Clique em uma opção abaixo para responder a questão:
Fármacos antipsicóticos como clorpromazina e levomepromazina são indicados para o tratamento da esquizofrenia. Seu principal mecanismo de ação consiste no antagonismo aos receptores dopaminérgicos no sistema límbico. Contudo, o uso crônico de antipsicóticos é comumente associado a manifestações extrapiramidais como parkinsonismo, distonia e acatisia. O biperideno pode ser empregado em associação com o antipsicótico para prevenir essas manifestações devido a
  • A. sua ação noradrenérgica nos receptores do hipotálamo.
  • B. sua ação dopaminérgica nos receptores do sistema límbico.
  • C. seu efeito colinérgico nos receptores do núcleo da base.
  • D. seu efeito antimuscarínico nos receptores do corpo estriado.
Clique em uma opção abaixo para responder a questão:
A colistina é um antimicrobiano ativo contra uma grande variedade de bacilos gram-negativos, incluindo muitas espécies de enterobactérias (como E. coli e Klebsiella spp.) e bacilos não-fermentadores. Esse antimicrobiano pertence à classe das
  • A. macrolídeo e atua inibindo a síntese proteica no ribossomo bacteriano.
  • B. carbepenêmicos e atua na parede bacteriana das Gram positivas e negativas.
  • C. sulfonamida e atua inibindo o metabolismo do ácido fólico bacteriano.
  • D. polimixinas e atua nos polissacarídeos da membrana externa das Gram negativas.
Clique em uma opção abaixo para responder a questão:
A aminofilina é indicada para o tratamento de broncoespasmos comumente associados a asma brônquica, bronquite e enfisema. A farmacodinâmica da aminofilina, caracterizada pelo relaxamento da musculatura lisa dos brônquios, deve-se, prioritariamente, à
  • A. inibição da fosfodiesterase.
  • B. ativação dos adrenoreceptores.
  • C. obstrução muscarínica.
  • D. estimulação colinérgica.
Clique em uma opção abaixo para responder a questão:

A Farmacoeconomia é a aplicação da economia na otimização dos custos de medicamento sem prejuízo ao tratamento do paciente. Considere os dados da tabela 01 relativos aos resultados de um estudo farmacoeconômico que avalia dois hipoglicemiantes (A e B) para o tratamento de diabetes melitus.

De acordo com a tabela 01, o tipo de estudo executado e o hipoglicemiante mais economicamente viável são:

  • A. minimização de desfecho e hipoglicemiante A.
  • B. custo efetividade e hipoglicemiante B.
  • C. minimização de custo e hipoglicemiante B.
  • D. custo utilidade e hipoglicemiante A.
Clique em uma opção abaixo para responder a questão: