Questões de Biblioteconomia da UECE

Quanto aos sistemas informatizados de catalogação, assinale a afirmação verdadeira.
  • A. Os sistemas informatizados de catalogação não devem ser vistos como elementos responsáveis pelo registro dos dados bibliográficos com vistas a qualquer tipo de intercâmbio de informações sobre o acervo, pois tais responsabilidades devem ser definidas em um plano mais abrangente na biblioteca.
  • B. A integração e a interoperabilidade entre as diferentes bases de dados tornam-se possíveis se os sistemas informatizados de catalogação utilizados nas bibliotecas utilizarem corretamente as especificações dos padrões para as descrições bibliográficas: esse uso correto facilitará uma eventual migração de dados em uma eventual substituição de sistemas.
  • C. Considerando-se a existência e atuação da Biblioteca Nacional, que em teoria possui registros bibliográficos sobre todo o acervo nacional, tendo em vista o que é definido nas Leis 10.994 de 2004 e 12.192 de 2010, não compete às bibliotecas estabelecerem planos para a evolução de seus sistemas, e, portanto, são desnecessárias preocupações com a migração de sua base de dados entre novos sistemas.
  • D. Embora a padronização possa trazer benefícios, não é recomendado que a biblioteca adote qualquer padrão de descrição bibliográfica que não seja alinhado às políticas de disseminação seletiva da informação, adotadas como estratégia de popularização das bibliotecas, pela valorização da leitura e do leitor.
Clique em uma opção abaixo para responder a questão:

Bibliotecas são organizações forte e diretamente envolvidas com o fluxo informacional. Idealmente todo conhecimento produzido, registrado na forma de dados quantitativos ou qualitativos ou, ainda, em descrições textuais como nos livros, artigos, dentre outros, pode vir a ser incorporado nos acervos dessas organizações.

Considerando o ascendente volume de produção e oferta desse conhecimento, e o papel da biblioteca em relação aos tipos de tecnologias com potencial de aplicação nesse fluxo, atente para o que se diz a seguir, e assinale com V o que for verdadeiro e com F o que for falso.

( ) Tecnologias assistivas são aquelas que ampliam ou complementam as capacidades humanas, inclusive em relação ao consumo de informações, auxiliando a obtê-las no fluxo informacional ou, ainda, auxiliando na adaptação da informação ao seu potencial usuário. É, portanto, papel da biblioteca fazer uso desses recursos tecnológicos.

( ) O papel da biblioteca em relação ao uso de tecnologia deve limitar-se aos sistemas informatizados de catalogação. Portanto, são tecnologias aplicáveis nas bibliotecas apenas aquelas diretamente relacionadas à catalogação. As demais, embora possam trazer contribuições, não estão abrangidas no escopo de ações esperadas de uma biblioteca.

( ) Sendo a biblioteca essencialmente uma organização que trata dos aspectos relacionados à organização e disseminação do conhecimento registrado, compete-lhe assumir o papel de esforçar-se na absorção de todo tipo de tecnologia que possa contribuir para que os seus serviços sejam aprimorados.

( ) A biblioteca é fruto de uma área eminentemente social, não sendo seu papel ocupar-se dos avanços tecnológicos, posto que não há relação direta entre a biblioteca e o uso de tecnologia, exceto pelos sistemas informatizados de catalogação. As linguagens documentárias e o conjunto de códigos e normas aplicáveis ao processamento técnico são suficientes.

A sequência correta, de cima para baixo, é:

  • A. V, F, V, F.
  • B. F, V, F, V.
  • C. V, V, F, V.
  • D. F, F, V, V.
Clique em uma opção abaixo para responder a questão:

Muitos textos científicos discutem a relação da biblioteca com as novas tecnologias, o que, em sua essência, já incorpora uma dificuldade concernente à definição do que vem a ser uma “nova tecnologia”. Dentre um dos muitos textos que abordam o tema, há o de James Thompson, intitulado “O Fim das Bibliotecas”, publicado em outubro de 1983. No texto, o autor aborda a lenta absorção de tecnologia por parte da biblioteca, referindo-se a esse fato como uma grave e real ameaça à atratividade e perenidade da biblioteca.

Considerando, ainda, as leis de Ranganathan — (1) os livros são para serem usados; (2) todo leitor tem seu livro; (3) todo livro tem seu leitor; (4) poupe o tempo do leitor; e (5) uma biblioteca é um organismo em crescimento — e refletindo sobre o potencial impacto que as tecnologias podem produzir na qualidade dos serviços das bibliotecas, é correto afirmar que

  • A. não há relação entre as leis de Ranganathan e o potencial impacto das tecnologias, pois eventuais ganhos com o uso da tecnologia não interferirão no funcionamento da biblioteca a ponto de aumentarem a eficiência de seus processos e procedimentos internos.
  • B. a biblioteca é uma instituição que se encontra presente no contexto educacional, inclusive por força de lei, portanto, mesmo que a biblioteca não se renove, não há como ela ser ameaçada por outros serviços, aí incluídos eventuais frutos de tecnologias que possam ser mais atrativas para as pesquisas do que os recursos ofertados nas bibliotecas.
  • C. eventuais possibilidades de melhoria pela tecnologia deverão ser submetidas ao modelo de operação da biblioteca, não o contrário, posto que existe uma hierarquia entre tecnologia transformadora e processo a ser transformado, em que este é estruturalmente superior àquela.
  • D. o potencial que a tecnologia oferece pode ser usado em benefício das bibliotecas, agregando novos serviços e acrescentando novas funcionalidades a serviços já existentes; tais serviços podem inclusive aumentar ou facilitar o acesso a recursos presentes na web e que tradicionalmente não estariam na abrangência da pesquisa feita na biblioteca.
Clique em uma opção abaixo para responder a questão:

No que concerne aos elementos que devem ser considerados quando da elaboração de uma política de formação e desenvolvimento de coleções, analise os seguintes itens:

I. material que fará parte da coleção, em termos de conteúdo e de formato, incluindo a política da biblioteca para acesso a materiais cuja posse não lhe é de interesse;

II. data e condições em que o material poderá ingressar no acervo;III. hipóteses em que o material será considerado de conteúdo ideologicamente perigoso e, portanto, de acesso restrito;

IV. forma de avaliação da importância do material para a biblioteca, uma vez incorporado à coleção;

V. usuários que terão acesso privilegiado ao acervo e os termos em que se realizará esse acesso;

VI. necessidades específicas dos usuários e parcelas da comunidade a que o material deve atender;

VII. data e condições em que o material poderá ser retirado do acervo.

NÃO faz parte dos elementos que devem ser considerados na formulação de uma política de formação e desenvolvimento de acervo somente o que consta em

  • A. V e VI.
  • B. II, IV e V.
  • C. I e VII.
  • D. II, III e VI.
Clique em uma opção abaixo para responder a questão:
Tendo em vista especificamente o planejamento da automação da biblioteca, que visa especialmente permitir maior eficiência gerencial e maior autonomia ao usuário, constitui parte integrante desse planejamento
  • A. planejar ações de contingência e mitigação, de forma que danos de eventuais riscos que possam acometer a infraestrutura física ou tecnológica possam ser superados rapidamente, mantendo a disponibilidade dos serviços e garantindo que interrupções no funcionamento do sistema não ocorram ou sejam minimizadas.
  • B. organizar eventos de interesse social, de forma que a biblioteca se torne mais conhecida no entorno onde se encontra e passe a ser vista como uma alternativa de programação para jovens ocuparem tempo ocioso.
  • C. planejar um calendário de cursos a serem oferecidos à sociedade em geral, em áreas diversas, sempre com caráter prático e que possam contribuir para que indivíduos da sociedade consigam algum tipo de profissionalização, o que tornaria a biblioteca um ponto de referência nesse âmbito.
  • D. seguir a rotina normal de trabalho, assumindo que a biblioteca esteja em funcionamento, pois questões relacionadas à disponibilidade e continuidade de atendimento estão fora do alcance da biblioteca, sendo tais questões levadas às instâncias maiores de gestão, tais como o poder público, para bibliotecas públicas, ou setores administrativos, para bibliotecas ligadas ao setor privado.
Clique em uma opção abaixo para responder a questão:
Os dados relativos ao processamento dos itens do acervo podem constituir um ativo intangível vital para a biblioteca. Para o processamento de um livro são necessárias diversas ações dentro da instituição, sempre com o envolvimento de recursos humanos especializados. Quando é necessário refazer algum trabalho, há perda de tempo tanto do pessoal da biblioteca quanto dos usuários da biblioteca. No que diz respeito ao processamento dos itens do acervo, à perda de dados produzidos nesse acervo e suas consequências, é correto afirmar que
  • A. situações de perda são inevitáveis e não é possível prever se ocorrerão, nem quais itens do acervo poderão ter seus dados perdidos, sendo, portanto, impossível definir qualquer estratégia para a proteção dos dados relativa ao processamento técnico desses itens.
  • B. é vital que exista um planejamento de proteção dos dados, de maneira que, em caso de ocorrência de algum evento que venha a prejudicar os resultados do processamento técnico, tais dados possam ser recuperados a partir de fontes próprias seguras, destacando-se dentre as estratégias a serem consideradas a manutenção de rotinas de cópias de segurança.
  • C. a estratégia mais eficaz consiste em ter cuidado redobrado com a utilização dos itens do acervo, cujo processamento técnico demande mais tempo: esse cuidado deve ser direcionado para obras volumosas ou cujo conteúdo, pela tecnicidade, requeira conhecimentos técnicos ou científicos para o seu processamento técnico.
  • D. preocupações dessa natureza, embora respaldadas pelo valor desses ativos intangíveis, não têm potencial de afetar o bom funcionamento da biblioteca, visto que, mesmo que todo o processamento técnico se perca, haverá sempre o próprio acervo, a partir do qual pode-se sempre recuperar qualquer dado que eventualmente tenha sido perdido ou danificado.
Clique em uma opção abaixo para responder a questão:
COMUT, BDTD, Pergamum, e Bibliodata são exemplos de
  • A. bases de dados de publicações de acesso aberto.
  • B. consórcios públicos interfederativos.
  • C. redes cooperativas de bibliotecas.
  • D. softwares de gerenciamento de bibliotecas.
Clique em uma opção abaixo para responder a questão:
O Programa de Comutação Bibliográfica coordenado pelo IBICT NÃO permite o empréstimo de
  • A. capítulos de livros.
  • B. livros na íntegra.
  • C. teses de doutorado na íntegra.
  • D. artigos publicados em periódicos científicos.
Clique em uma opção abaixo para responder a questão:
Considerando os formatos MARC 21 e Dublin Core (DC), é INCORRETO afirmar que
  • A. todo elemento DC possui um valor, e cada elemento pode ter ilimitadas ocorrências.
  • B. em DC, para diferenciar o valor de cada ocorrência, são utilizados qualificadores, os quais podem ter um identificador, chamado esquema e/ou modificador.
  • C. o formato MARC 21 utiliza campos fixos de controle que contêm informações codificadas usadas no processamento dos registros.
  • D. no formato MARC 21, todos os dados contidos nos campos se subdividem em subcampos, os quais são precedidos por um delimitador e um código de subcampo.
Clique em uma opção abaixo para responder a questão:
Quanto à catalogação descritiva, é correto afirmar que
  • A. RDA não abrevia, enquanto AACR2 usa abreviaturas.
  • B. RDA adiciona informações entre colchetes, enquanto AACR2 transcreve informações como constam no original.
  • C. RDA possui regras complexas para vários locais e editores, enquanto AACR2 respeita a forma observada no exemplar catalogado.
  • D. na descrição de segundo nível em RDA, o título principal, título equivalente e outras informações sobre o título são elementos necessários enquanto em AACR2 apenas o título principal é um elemento essencial.
Clique em uma opção abaixo para responder a questão: