Questões sobre Conjunções da IDECAN

No período “Nesta perseguição do acidental, quer num flagrante de esquina, quer nas palavras de uma criança...”, os termos grifados são classificados gramaticalmente como:
  • A. Conjunção alternativa.
  • B. Conjunção explicativa.
  • C. Advérbio de dúvida.
  • D. Advérbio de modo.
Clique em uma opção abaixo para responder a questão:
No que tange às conjunções levadas ao texto, qual tipo é a mais explorada no texto?
  • A. Aditiva.
  • B. Conclusiva.
  • C. Explicativa.
  • D. Adversativa.
Clique em uma opção abaixo para responder a questão:
“Embora contemporâneo da Reforma Sanitária, o processo de Reforma Psiquiátrica brasileira tem uma história própria, inscrita num contexto internacional de mudanças pela superação da violência asilar.” (2º§); acerca do trecho anteriormente destacado do texto é correto afirmar, quanto aos conectores empregados, que:
  • A. Em “de mudanças” o “de” indica, de forma figurada, o meio pelo qual ocorrem as mudanças citadas.
  • B. O conector “pela” pode ser substituído, considerando seu sentido e devidas adaptações, pela expressão “em prol de”.
  • C. A preposição “em” empregada em “num contexto internacional” denota uma nova forma assumida pelo termo regido.
  • D. Com as devidas adaptações, o conectivo “embora” poderia ser substituído pela expressão “ainda se” mantendo-se o mesmo sentido original.
  • E. A preposição “de” em “da Reforma Sanitária” admite substituição pela preposição “a” mantendo-se a correção gramatical e o sentido original.
Clique em uma opção abaixo para responder a questão:
Em “No Brasil tudo se faz, embora tudo seja proibido.” (5º§), para manter o sentido do trecho em evidência e a correção gramatical do texto, o termo “embora” pode ser substituído corretamente por:
  • A. Visto que.
  • B. Conforme.
  • C. Mesmo que.
  • D. A menos que.
Clique em uma opção abaixo para responder a questão:
Em “[...] iniciou‐se no mundo uma crescente consciência de que seria necessária uma forma diferenciada do ser humano se relacionar com a natureza [...]” (1º§) preservando‐se a correção semântica e a adequação linguística, o trecho em destaque poderia ser substituído por
  • A. sendo necessária.
  • B. de que tenha sido.
  • C. de que fosse necessária.
  • D. de que haveria necessidade de.
  • E. de que houvesse necessidade de.
Clique em uma opção abaixo para responder a questão:
Em “Paradoxo? Parece, mas talvez não seja.” (1º§), o conectivo destacado estabelece com o trecho que o precede uma relação de
  • A. adição.
  • B. contraste.
  • C. conclusão.
  • D. explicação.
  • E. comparação.
Clique em uma opção abaixo para responder a questão:
O autor conclui o texto dizendo que “Talvez tudo isso justifique o que fiz e o que faço hoje da minha vida, mas, com certeza, explica o fato de, anos depois, eu ter tatuado, em meu peito, essa frase de Maiakovski, citada por Caetano em sua canção: Gente é pra brilhar, não pra morrer de fome!” (8º§). No trecho, a conjunção “mas” poderia ser substituída, adequadamente, por
  • A. porque.
  • B. todavia.
  • C. também.
  • D. segundo.
  • E. portanto.
Clique em uma opção abaixo para responder a questão:

A conjunção sublinhada no fragmento “... mas boa parte dela já foi para o esgoto.”, impõe sentido de adversidade. Poderíamos trocar esse termo, sem alterar o sentido, pela conjunção

  • A.

    por isso.

  • B.

    portanto

  • C.

    porque.

  • D.

    e.

  • E.

    todavia

Clique em uma opção abaixo para responder a questão: