Questões de Língua Portuguesa do ano 2015

Tendo como referência a comunicação hipotética apresentada, julgue os itens a seguir à luz das Normas para Padronização de Documentos da Universidade de Brasília.

No corpo do documento apresentado, faculta-se o emprego de negrito ou de aspas no nome Departamento de Registro Acadêmico, com o intuito de destacá-lo.
  • C. Certo
  • E. Errado
Clique em uma opção abaixo para responder a questão:
O texto retrata uma modernidade que não corresponde à do século XXI. Isso se comprova com o trecho:
  • A. “Rápidos voam os tempos, nascem muitos poetas todos os dias”. (primeiro parágrafo)
  • B. ... ninguém quer saber mais do que passou... (primeiro parágrafo)
  • C. ... todos querem ser atuais, atualíssimos... (primeiro parágrafo)
  • D. ...numa febre de futuro... (primeiro parágrafo)
  • E. ... ainda haja quem acompanhe novelas de rádios... (segundo parágrafo)
Clique em uma opção abaixo para responder a questão:
Nas passagens “... todos querem ser atuais, atualíssimos...” e “... pois, ai de nós!, o futuro de hoje é o passado de amanhã...”, as expressões em destaque remetem, respectivamente, para o sentido de
  • A. intensidade e lamento.
  • B. ironia e esperança.
  • C. afetividade e dúvida.
  • D. intensidade e alegria.
  • E. afetividade e tristeza.
Clique em uma opção abaixo para responder a questão:
A autora discorre sobre
  • A. a rapidez do tempo moderno e critica quem o despreza.
  • B. a celeridade do tempo e critica o desprezo pelo passado.
  • C. a importância do tempo passado e critica quem não se atualiza.
  • D. a necessidade de cada um rever seu tempo e critica os acomodados.
  • E. a fugacidade do tempo e critica os que cultuam o passado.
Clique em uma opção abaixo para responder a questão:
deixa a arte de lado e expressa com sentimentos sua condição.
  • A. a possibilidade de contestação.
  • B. a manutenção da situação vivida.
  • C. o descaso com o tempo futuro.
  • D. o medo da transformação.
  • E. a indiferença diante dos problemas.
Clique em uma opção abaixo para responder a questão:
O poema é inquestionavelmente metalinguístico, pois o eu lírico
  • A. ignora questões formais para expressar sua condição.
  • B. questiona a própria criação artística para tratar de sua condição.
  • C. usa uma linguagem objetiva para expressar sua condição.
  • D. ironiza a linguagem de sua vida e a sua própria condição.
  • E. deixa a arte de lado e expressa com sentimentos sua condição.
Clique em uma opção abaixo para responder a questão:
A expressão “... com a sinfonia dos pardais.” estabelece na oração relação cujo sentido é de
  • A. condição.
  • B. consequência.
  • C. intensidade.
  • D. causa.
  • E. comparação.
Clique em uma opção abaixo para responder a questão:
A fala da personagem permite concluir que
  • A. os dias de hoje são mais tranquilos.
  • B. aves e cães produzem sons desagradáveis.
  • C. a melodia das aves é enfadonha.
  • D. o tempo passa, mas os incômodos não.
  • E. os sons dos cachorros incomodam.
Clique em uma opção abaixo para responder a questão:
Assinale a alternativa em que a reescrita do texto mantém o sentido original e a correção gramatical.
  • A. ... e que sois poderoso, quando faltem homens, para fazer das pedras filhos de Abraão. = ... e que sois poderoso, conquanto faltem homens, para fazer das pedras filhos de Abraão.
  • B. ... nos têm ensinado que depois de Adão não criastes homens de novo... = ... nos têm ensinado aonde depois de Adão não criastes homens de novo...
  • C. Mandastes chamar os convidados que tínheis escolhido, e porque eles se escusaram... = Mandastes chamar os convidados que tínheis escolhido, e como eles se escusaram...
  • D. E se esta é (...) a regular disposição de vossa providência divina, como a vemos agora... = E se esta é (...) a regular disposição de vossa providência divina, pois a vemos agora...
  • E. Pois se nós, que fomos os convidados, não nos escusamos nem duvidamos de vir... = Embora nós, que fomos os convidados, não nos escusamos nem duvidamos de vir…
Clique em uma opção abaixo para responder a questão:
Tratando o interlocutor como Você e passando os verbos para o futuro, a passagem “... se viemos e nos assentamos à mesa, como nos excluís agora e lançais fora dela e introduzis violentamente os cegos e mancos, e dais os nossos lugares aos hereges?” assume a seguinte redação:
  • A. ... se virmos e nos assentarmos à mesa, como nos exclui então e lança fora dela e introduz violentamente os cegos e mancos, e dá os nossos lugares aos hereges?
  • B. ... se viermos e nos assentarmos à mesa, como nos excluirá então e lançará fora dela e introduzirá violentamente os cegos e mancos, e dará os nossos lugares aos hereges?
  • C. ... se viremos e nos assentemos à mesa, como nos exclua então e lançarás fora dela e introduzirás violentamente os cegos e mancos, e darás os nossos lugares aos hereges?
  • D. ... se vimos e nos assentamos à mesa, como nos excluíra então e lançara fora dela e introduzira violentamente os cegos e mancos, e dera os nossos lugares aos hereges?
  • E. ... se viermos e nos assentaremos à mesa, como nos vai excluir então e lançar fora dela e introduzirá violentamente os cegos e mancos, e dá os nossos lugares aos hereges?
Clique em uma opção abaixo para responder a questão: