Questões sobre História da Arte no Brasil

A presença iorubá na Bahia produziu uma rede cultural própria, baseada nas tradições étnicas africanas e readaptada ao contexto da sociedade escravista colonial. Os cantos, os grupos de trabalho, as juntas de alforria, as práticas religiosas e lúdicas funcionavam como estratégias de sobrevivência e resistência dos escravos africanos. O principal espaço dessa rede simbólico-cultural é o terreiro de candomblé jeje-nagô, denominado egbé.

Com base no texto, a afirmativa que caracteriza corretamente o papel desempenhado pelo egbé na construção da identidade cultural brasileira é:

  • A. o terreiro de candomblé foi um espaço institucionalizado pela elite escravista para legitimar seu domínio;
  • B. a comunidade litúrgica do terreiro, através da música e da dança, criou um espaço festivo de distração para os escravos;
  • C. o egbé foi um espaço sincrético de fusão das tradições folclóricas portuguesas, africanas e ameríndias;
  • D. o terreiro foi uma arena para as disputas entre os diferentes grupos étnicos africanos rivais misturados nas senzalas;
  • E. o egbé foi um espaço de coesão e sobrevivência culturais da população negra de extração iorubá.
Clique em uma opção abaixo para responder a questão:
A prática da capoeira, criminalizada pelo Código Penal republicano por mais de meio século, tornou-se patrimônio cultural do Brasil em 2008, exemplificando um processo de:
  • A. marginalização racial;
  • B. apropriação musical;
  • C. ressignificação social;
  • D. mestiçagem religiosa;
  • E. exclusão simbólica.
Clique em uma opção abaixo para responder a questão:
Entre o Governo de Otávio Mangabeira (1947-1951) e o golpe militar de 1964, ocorreram importantes iniciativas no campo das políticas culturais na Bahia, como exemplificado:
  • A. pela recepção do programa modernista, acolhido na Bahia na Escola de Belas Artes e na Academia de Letras da Bahia;
  • B. pelo reconhecimento da diversidade cultural do Estado como fator econômico de desenvolvimento do turismo;
  • C. pela valorização da baianidade, mediante os festivais de música com grande participação da juventude universitária;
  • D. pela atuação do educador Anísio Teixeira como Secretário de Educação e Saúde, criando o Departamento de Cultura;
  • E. pelas reformas no patrimônio histórico da capital baiana, com destaque para o Pelourinho e o Teatro Castro Alves.
Clique em uma opção abaixo para responder a questão:

Nessas obras, Jorge Amado e Pierre Verger ressaltam como característica da Bahia e do Brasil:

  • A. o conflito social;
  • B. a ortodoxia religiosa;
  • C. o sectarismo regional;
  • D. a mestiçagem cultural;
  • E. o misticismo primitivo.
Clique em uma opção abaixo para responder a questão:
O teatro musicado foi o principal meio de difusão cultural, e também um importante espaço de produção e divulgação de música. No século XIX, através dele, muitos instrumentistas, cantores, regentes e compositores ganharam notoriedade. No Brasil, a opereta “Orfeu na Roça”, paródia ao “Orfeu no Inferno”, de Offenbach, estreou em 1868, com grande sucesso de público. A opereta “Orfeu na Roça” foi produzida pelo ator e dramaturgo brasileiro:
  • A. Luiz Otávio Barata.
  • B. Décio de Almeida Prado.
  • C. Francisco Correa Vasques.
  • D. Francisco de Assis Pacheco.
Clique em uma opção abaixo para responder a questão:
Os gêneros do teatro musicado que se estabeleceram durante a segunda metade do século XIX, e que consagraram o Rio de Janeiro como polo dramático-musical da época, tinham como principal influência os espetáculos musicais europeus, tais como o teatro de revista, a opereta, a mágica e a burleta. Em relação ao teatro musicado no Brasil, na segunda metade do século XIX, é correto afirmar que:
  • A. Eram espetáculos destinados à elite e a música se restringia ao erudito.
  • B. Os personagens e as situações retratadas eram tipicamente europeus, seguindo os textos originais.
  • C. Na música havia uma mistura entre o clássico e o popular, que dava visibilidade às diferentes camadas sociais.
  • D. Deram forte impulso para música clássica europeia, dando acesso às diferentes camadas sociais a espetáculos teatrais.
Clique em uma opção abaixo para responder a questão:
O Espetáculo “O Homem de La Mancha”, escrito por Dale Wasserman, recebeu, em 2014, uma nova versão: foi contextualizado num hospício da década de 30, procurando referências mais próximas da nossa cultura, influenciado pela obra de Bispo do Rosário. O espetáculo “O Homem de La Mancha” foi adaptado no Brasil por:
  • A. Augusto Boal.
  • B. Benjamin Lima.
  • C. Miguel Falabella.
  • D. Nelson Rodrigues.
Clique em uma opção abaixo para responder a questão:
O álbum Ñande Reko Arandu – Memória Viva Guarani – contém 15 faixas, das quais as quatorze primeiras são exemplares do repertório de canções infantis e a última do repertório de xondaro (dança/luta) executadas pelos Guarani Mbya e Nhandeva das aldeias Rio Silveira (São Sebastião-SP), Sapucaí (Angra dos Reis-RJ), Morro da Saudade (Parelheiros-SP) e Jaexaá Porã (Ubatuba-SP). Cantos muito antigos tradicionais das culturas indígenas brasileiras hoje podem ecoar por meios tecnológicos. Sobre a relação dos povos indígenas e a tecnologia é correto afirmar que
  • A. a identidade étnica dos povos indígenas é alterada com o acesso a novas tecnologias.
  • B. a cultura branca influencia e altera a cultura indígena através da tecnologia, trazendo danos em qualquer circunstância.
  • C. a tecnologia altera a identidade dos povos indígenas, que vai desaparecendo à medida que tem contato com novas informações trazidas pelos povos brancos.
  • D. através da tecnologia há uma apropriação do conceito de cultura, e da sua manutenção como patrimônio, que vem sendo utilizada por vários povos indígenas.
Clique em uma opção abaixo para responder a questão:
Os povos Wayana e Aparai habitam o Parque Indígena Tumucumaque e a Terra Indígena Rio Paru d’Este, ambas demarcadas em 1997, no norte do Pará, onde mantêm estreitas relações de convivência há mais de um século. Nas aldeias desses povos costuma existir uma casa comunitária chamada tukusipan. A parte interna é arrematada por uma roda de teto, pintada com pigmentos naturais. Essa roda de teto, considerada um objeto de proteção pelos povos Wayana e Aparai, é chamada de:
  • A. Igaras.
  • B. Maluana.
  • C. Urupema.
  • D. Zarabatana.
Clique em uma opção abaixo para responder a questão:
Sobre o filme “Vidas Secas”, adaptação do romance homônimo de Graciliano Ramos, assinale a alternativa INCORRETA.
  • A. O diretor optou pela música de orquestras como nos filmes da época.
  • B. Abrange debates sobre estrutura social brasileira no sertão nordestino.
  • C. Direção e roteiro de Nelson Pereira dos Santos; fez parte do movimento Cinema Novo.
  • D. Apresenta um significado extremamente importante pelo pioneirismo da temática rural, tornando uma expressão artística e histórica nacional.
Clique em uma opção abaixo para responder a questão: