Questões de Administração do ano 2017

Segundo o Gespública (2011), a gestão de processos é um mecanismo utilizado para identificar, representar, minimizar riscos e implementar processos de negócios, dentro e entre organizações. O modelo preconizado pela Society for Design and Process Science – SDPS, considera, como etapas do ciclo do processo:
  • A. mapeamento, desenho, execução e monitoramento.
  • B. desenho, implementação, monitoramento e otimização.
  • C. identificação, conceituação, execução e refinamento.
  • D. modelagem, simulação, emulação e encenação.
  • E. mapeamento, modelagem, implementação e monitoramento.
Clique em uma opção abaixo para responder a questão:
Motivação corresponde a um estado psicológico caracterizado por um elevado grau de disposição de realizar uma tarefa ou perseguir uma meta. Constitui um dos fatores fundamentais para o bom desempenho organizacional e é objeto de diversas teorias que buscam explicar quais os fatores determinantes ou como ela se processa. Uma dessas teorias é a da expectativa (ou expectância), desenvolvida por Victor Vroom, segundo a qual,
  • A. as pessoas são mais influenciadas pela expectativa de recompensas (reforço positivo), do que por recompensas objetivas.
  • B. o comportamento humano é sempre orientado para resultados, sendo o conceito de valência correspondente ao valor atribuído ao resultado.
  • C. a expectativa de punição constitui fator indutor do comportamento do indivíduo, podendo ser usada como ferramenta motivacional.
  • D. a motivação independe de fatores externos ou de resultados objetivos, sendo uma característica eminentemente pessoal.
  • E. o indivíduo prioriza, inconscientemente, a realização pessoal, ainda que em detrimento de necessidades básicas.
Clique em uma opção abaixo para responder a questão:
A partir de divergências de percepções e ideias, os componentes de uma organização podem se colocar em posições antagônicas, caracterizando uma situação conflitiva. O conflito, conquanto inevitável, deve ser gerenciado, havendo diferentes abordagens para a gestão de conflitos, entre elas a que procura minimizar as diferenças entre os grupos, identificando objetivos comuns, ou, ainda, promovendo o reagrupamento de indivíduos. Trata-se da abordagem
  • A. de processo.
  • B. estrutural.
  • C. mista.
  • D. distributiva.
  • E. interativa.
Clique em uma opção abaixo para responder a questão:
Um dos aspectos comumente apontados como diferenciação entre os conceitos de clima e cultura organizacional consiste em que
  • A. cultura é mais profunda, representando os pressupostos básicos do clima organizacional.
  • B. clima possui natureza descritiva, representando o ser, e cultura prescritiva, representando o dever-ser.
  • C. clima comporta mensuração, por meio de pesquisas, e cultura alteração, com base em ritos de degradação.
  • D. clima possui natureza avaliativa, podendo ser classificado como favorável ou não, enquanto a cultura é descritiva, objeto de constatação.
  • E. cultura possui apenas elementos intrínsecos, e clima aspectos extrínsecos, denominados artefatos observáveis.
Clique em uma opção abaixo para responder a questão:
Uma das atividades próprias do administrador é a que diz respeito ao controle, no bojo da qual se insere:
  • A. fixação de critérios de avaliação do desempenho individual de cada colaborador em função dos resultados almejados.
  • B. o denominado ajuste espontâneo, que corresponde ao alinhamento da ação às circunstâncias ambientais.
  • C. estabelecimento de metas de curto, médio e longo prazo e a verificação do correspondente cumprimento.
  • D. apenas medidas de natureza estritamente financeira, em especial contenção de gastos e revisão de estratégias voltadas para a busca da eficiência.
  • E. medir e corrigir o desempenho de subordinados para assegurar que os objetivos e metas da organização sejam atingidos.
Clique em uma opção abaixo para responder a questão:
As organizações podem ser estruturadas de diferentes formas e cada tipo de estrutura se mostra mais adequado para determinada finalidade. Uma dessas modalidades é a denominada estrutura divisional, implantada inicialmente por Alfred Sloan na General Motors. Outra, é conhecida como estrutura matricial, que passou a ser implementada a partir do final do século XX. Uma das principais diferenças entre elas é que
  • A. ambas possuem unidades com autonomia, denominadas centros de resultados, porém apenas a matricial possui órgãos com duração limitada, ligados a determinados projetos.
  • B. a divisional é departamentalizada pelo critério funcional no primeiro nível, enquanto a matricial é dividida por produto.
  • C. ambas são orientadas por projeto, sendo a divisional organizada de forma verticalizada e a matricial em cadeias horizontais.
  • D. a matricial é mais estável, com órgãos divididos por áreas de especialização, enquanto a divisional é mais flexível e pode ser ajustada de acordo com a produção.
  • E. a divisional apura lucro ou prejuízo por centros de resultados e a matricial dentro do sistema contábil para o conjunto da empresa.
Clique em uma opção abaixo para responder a questão:
A motivação é um tema de suma importância na gestão organizacional e, nesse sentido, diversas teorias buscam explicá-la. Entre as teorias denominadas de conteúdo, uma das mais representativas é a Teoria das Necessidades Adquiridas, desenvolvida por David Mcclelland, segundo a qual
  • A. os fatores extrínsecos que geram a motivação não são passíveis de controle, podendo, contudo, ser transformados em recompensas.
  • B. um dos motivos que orientam a dinâmica do comportamento é o desejo de relacionamentos interpessoais amigáveis, denominado afiliação.
  • C. o que determina a motivação é a correlação estabelecida entre a tarefa e a recompensa para a sua realização, denominada valência.
  • D. existem necessidades individuais cuja busca pela satisfação se sucede, hierarquicamente, sendo esse o cerne do processo motivacional.
  • E. a busca de realização, representada pela luta pelo sucesso, é um fator secundário na dinâmica da motivação, denominado expectância.
Clique em uma opção abaixo para responder a questão:
A literatura aponta um claro discrimen entre as atividades rotineiras de uma organização e aquelas que são caracterizadas como projetos. Esse conceito restou sintetizado em uma das principais publicações do Project Management Institute – PMI, o PMBOK, que define projeto como um esforço temporário empreendido para criar um produto, serviço ou resultado exclusivo. Um dos conceitos apresentados pelo PMBOK, relacionado às áreas de conhecimento para o gerenciamento de projetos, é a Estrutura Analítica do Projeto – EAP, que pode ser entendida como
  • A. a alocação do projeto dentro das prioridades da organização e sua consequente hierarquização.
  • B. o mapeamento dos pontos críticos do projeto, denominados “bottlenecks” (gargalos).
  • C. a descrição detalhada do projeto e do produto ou serviço resultante, correspondente ao seu escopo.
  • D. a subdivisão das entregas e do trabalho a ser executado pela equipe envolvida no projeto, até sua menor divisão, denominada “pacotes de trabalho”.
  • E. o fluxograma de todos os processos envolvidos na realização do projeto, com identificação da estimativa de tempo para cada tarefa.
Clique em uma opção abaixo para responder a questão:
O grau de maturidade na gestão de processos que uma organização pode atingir, depende, em grande medida, do conhecimento das equipes envolvidas e da minimização de riscos e de efeitos indesejados. Na visão da Society for Design and Process Science – SDPS, consideram-se processos encenados aqueles
  • A. que servem como paradigma para o desenho dos processos da própria organização, fornecendo premissas para modelagem.
  • B. que traduzem o grau ótimo de gestão de riscos, obtido a partir do envolvimento da equipe em dinâmicas de grupo.
  • C. realizados conforme os modelos desenhados, simulados e emulados, correspondente ao Nível 4 de maturidade.
  • D. correspondentes ao nível 5, otimizado, proposto pela visão do CBOK – Business Process Maturity.
  • E. correspondentes ao nível mais precário de gestão de riscos, demandando mapeamento e modelagem para adequação.
Clique em uma opção abaixo para responder a questão:
Diferentes teorias foram desenvolvidas para explicar o fenômeno da liderança, algumas mais centradas nas características pessoais do líder e outras com foco na sua interação com o ambiente. Nesse contexto, o modelo proposto nos estudos de Fielder, que isolou determinados critérios situacionais, apresenta, entre outras, a seguinte conclusão:
  • A. o líder orientado para a tarefa tende a ter desempenho melhor em situações extremas, incluindo as muito desfavoráveis.
  • B. o estresse afeta, favoravelmente, a atuação do líder, aguçando a racionalidade e propiciando a motivação da equipe.
  • C. em situações muito favoráveis, o líder orientado para as pessoas é o mais adequado, porém enseja desmotivação e rotatividade.
  • D. a maturidade dos subordinados é um elemento fundamental e deve ser cotejada com o estilo de liderança adotada.
  • E. o líder eficaz orienta sua atuação para dois aspectos, simultaneamente: ênfase na produção e ênfase nas pessoas.
Clique em uma opção abaixo para responder a questão: