Questões de Medicina de Infectologia

 /   /   /  Infectologia

Pesquise mais Questões de Medicina de Infectologia abaixo,

CESPE - SESA - ES - Médico Infectologista - 2013
Medicina / Infectologia

A febre de origem indeterminada (FOI) pode ser definida pela presença de elevação da temperatura axilar acima de 37,8 °C, mensurada em vários momentos, pelo período mínimo de três semanas, e que se mantém sem causa aparente após uma semana de investigação hospitalar.


Em relação à febre de origem indeterminada descrita acima, assinale a opção correta.

a) A investigação da FOI pela anamnese ou história clínica consiste em etapa de pouca importância, considerando a disponibilidade e o avanço dos recursos tecnológicos existentes na atualidade.
b) Apesar de pouco estudada, a febre de origem indeterminada consiste em nosologia muito frequente, mesmo em casos de internações hospitalares.
c) Não podem ser incluídos, no diagnóstico diferencial de FOI, erros ou má interpretação de exames laboratoriais, uso indiscriminado de antimicrobianos ou até mesmo deficiências no sistema de saúde pública.
d) Habitualmente os diagnósticos de FOI não se relacionam a causas infecciosas, neoplásicas ou inflamatórias.
e) Na abordagem de paciente com FOI, é imprescindível a realização de exame clínico minucioso, sistematizado e repetido.

CESPE - SESA - ES - Médico Infectologista - 2013
Medicina / Infectologia

A febre de origem indeterminada (FOI) pode ser definida pela presença de elevação da temperatura axilar acima de 37,8 °C, mensurada em vários momentos, pelo período mínimo de três semanas, e que se mantém sem causa aparente após uma semana de investigação hospitalar.


Ainda com relação à febre de origem indeterminada relatada no texto, assinale a opção correta.

a) Neoplasias devem ser investigadas em casos de febre muito alta (maior que 39 °C).
b) Na presença de FOI, a eosinofilia detectada no hemograma descarta a suspeita de helmintose ou de neoplasia.
c) Quanto menor a duração da síndrome febril na FOI, menor a probabilidade de origem infecciosa.
d) Elevação de proteína C reativa (PCR) sérica descarta a probabilidade de FOI infecciosa.
e) Presença de leucocitose com desvio à esquerda no hemograma de paciente com FOI sugere etiologia bacteriana.

CESPE - SESA - ES - Médico Infectologista - 2013
Medicina / Infectologia

Acerca de febre em paciente neutropênico, assinale a opção correta.

a) Efeitos tóxicos decorrentes do uso de quimioterápicos não incluem episódios febris.
b) Infecções do trato urinário são as mais prevalentes em pacientes neutropênicos febris.
c) Em pacientes pediátricos, os casos de neutropenia febril raramente são tratados de maneira empírica, sendo muito comum a identificação do agente etiológico.
d) O uso de antimicrobianos de largo espectro representam-se efetivos na grande maioria dos tratamentos de febre em paciente neutropênicos.
e) Constituem etiologias mais comuns em casos de febre no paciente neutropênico infecções causadas por vírus, principalmente citomegalovírus e herpes.

CESPE - SESA - ES - Médico Infectologista - 2013
Medicina / Infectologia

A septicemia ou sepse consiste em uma resposta deletéria do organismo a um processo infeccioso, podendo levar à morte. A sepse severa e o choque séptico acarretam graves problemas de saúde pública, atingindo todo o mundo com alta letalidade.

Critical Care Medicine, fevereiro de 2013. (com adaptações)


No que se refere aos critérios diagnósticos de sepse, assinale a opção correta.

a) A avaliação da contagem de leucócitos no sangue é de grande valia, devendo estes estar acima de 30.000 células/mL para suspeita de sepse.
b) A dosagem de proteína C reativa PCR - é de pouca valia, uma vez que este marcador não se altera em casos de suspeita de sepse.
c) Para suspeita ou confirmação de sepse é desnecessária a suspeita ou confirmação de processo infeccioso coincidente.
d) Hiperglicemia detectada em pacientes não diabéticos, com nível sérico >140 mg/dL de glicose plasmática, consiste em achado suspeito de sepse.
e) Consistem em sinais suspeitos de sepse o aumento da temperatura axilar (>38,3°C) ou hipotermia (<36°C) e bradicardia (< 50 bpm).

CESPE - SESA - ES - Médico Infectologista - 2013
Medicina / Infectologia

Considerando que infecções causadas por anaeróbios são promovidas por microrganismos estritos participantes da microbiota do organismo humano, assinale a opção correta em relação à etiologia de microrganismos anaeróbios.

a) A classificação de bactérias anaeróbias baseia-se em reações químicas da cadeia respiratória desses microrganismos que geralmente se utilizam de gás oxigênio.
b) Bactérias anaeróbias estritas são capazes de produzir toxinas que podem ser letais para as células acometidas.
c) Bactérias anaeróbias estritas podem desenvolver-se na presença de oxigênio, desde que outras substâncias atuem em conjunto com este gás.
d) Anaeróbios oxigenotolerantes, também denominados aerotolerantes são capazes de se adaptarem em grandes concentrações de oxigênio.
e) Para crescimento de bactérias anaeróbias microaerófilas, é necessária baixíssima concentração de gás carbônico.

CESPE - SESA - ES - Médico Infectologista - 2013
Medicina / Infectologia

O tétano acidental é uma doença infecciosa grave, causada por bacilo gram-positivo, estritamente anaeróbio, denominado Clostridium tetani. Acerca desse assunto, assinale a opção correta.

a) Observa-se, no Brasil, uma redução de mais de 80% dos casos de tétano acidental desde a década de 1980 até o ano de 2006.
b) O Clostridium tetani é encontrado na natureza sob várias formas, porém não existe na forma de esporos.
c) A prevenção do tétano acidental é mais eficaz por meio da vacinação, indicada apenas para recém-nascidos de mães portadoras da doença.
d) Trata-se de doença contagiosa grave, desencadeada pela ação de exotoxinas produzidas pelo agente etiológico.
e) Apesar de grave, o tétano acidental é uma doença com baixíssima taxa de letalidade, podendo ser encontrados índices de no máximo 3% de letalidade.

CESPE - SESA - ES - Médico Infectologista - 2013
Medicina / Infectologia

Conforme descrição do Ministério da Saúde, a meningite é um processo inflamatório das meninges, membranas que envolvem o cérebro e a medula espinhal.

Internet:


Considerando o texto informativo, assinale a opção correta acerca de meningites.

a) Os principais sinais e sintomas para suspeita de meningite são dor de cabeça e ausência de febre, que em crianças podem não ser tão evidentes.
b) Clinicamente as meningites causadas por bactérias são mais graves, podendo haver disseminação ocasionando surtos e epidemias.
c) Trata-se de doença que acomete exclusivamente crianças na idade escolar.
d) Geralmente as meningites causadas por bactérias são mais prevalentes no verão e as causadas por vírus são mais prevalentes no inverno.
e) A transmissão da doença se dá pela ingestão de água ou alimentos contaminados.

CESPE - SESA - ES - Médico Infectologista - 2013
Medicina / Infectologia

Conforme descrição do Ministério da Saúde, a meningite é um processo inflamatório das meninges, membranas que envolvem o cérebro e a medula espinhal.

Internet:


No que se refere à profilaxia das meningites bacterianas, assinale a opção correta.

a) A vacina meningocócica conjugada sorogrupo C está indicada no Calendário Básico de Vacinação do SUS para crianças a partir dos seis anos de idade.
b) A quimioprofilaxia de contatos íntimos de casos de doença meningocócica pode ser realizada com rifampicina, devendo esta ser administrada obrigatoriamente nas primeiras duas horas da exposição à fonte de infecção.
c) A meningite pneumocócica, cuja prevenção se dá pela vacina pneumocócica 10-valente conjugada, apresentou queda no número de casos em menores de dois anos de idade no Brasil, no período de 2007 a 2011.
d) No Brasil, a partir do ano 2000, as meningites causadas por Neisseria meningitidis, apesar de muito graves, apresentam-se com baixa incidência em relação às demais etiologias de meningites bacterianas, não representando grande preocupação em saúde coletiva.
e) A higiene adequada e a ventilação dos ambientes são medidas que não apresentam efetividade na prevenção da disseminação de meningites bacterianas.

CESPE - SESA - ES - Médico Infectologista - 2013
Medicina / Infectologia

A difteria consiste em doença infecciosa, transmissível, de apresentação aguda, causada pelo microrganismo Corinebacterium diphteriae. Com base nessas informações, assinale a opção correta.

a) Entre os sinais e sintomas mais comuns da difteria estão placas acinzentadas e aderentes na orofaringe, odinofagia, febre baixa e rash cutâneo extenso.
b) A terapia antimicrobiana promove a erradicação do bacilo diftérico da orofaringe após 15 dias de tratamento.
c) Nos últimos 20 anos, o número de casos notificados de difteria no Brasil vem aumentando exponencialmente.
d) O paciente portador assintomático constitui um reservatório importante na disseminação do bacilo, podendo transmitir a doença por seis meses ou mais.
e) A transmissão se dá pelo contato direto com secreções respiratórias ao falar, tossir ou espirrar, e pela ingestão de água contaminada.

CESPE - SESA - ES - Médico Infectologista - 2013
Medicina / Infectologia

A tuberculose é uma doença infectocontagiosa que acomete principalmente os pulmões, mas que também pode apresentar-se em outros locais do organismo. Em 1993, a Organização Mundial da Saúde (OMS) declarou a tuberculose como emergência mundial, sendo esta a maior causa de morte por doença infecciosa em adultos.


Com base nas informações do texto acima, assinale a opção correta referente à tuberculose.

a) Baixas taxas de cura, cerca de 10%, associadas a altas taxas de abandono de tratamento, maior de 70%, constituem as justificativas para implantação do sistema de tratamento diretamente observado no Brasil.
b) Apesar da forma pulmonar de tuberculose não ser a mais frequente apresentação da doença, esta se constitui como uma forma relevante para a manutenção da cadeia de transmissão da doença.
c) Estimativas da OMS apontam que 70% da população mundial está infectada pelo Mycobacterium tuberculosis e, portanto, sob risco de desenvolver a doença.
d) São considerados sintomáticos respiratórios, e potencialmente portadores de tuberculose, indivíduos com tosse por tempo igual ou superior a três semanas.
e) Mesmo que o tratamento seja realizado de maneira adequada, obedecendo aos princípios básicos da terapia medicamentosa, os índices de cura da tuberculose no Brasil e no mundo são muito baixos.



Seja aprovado em 1 ano Conheça o método para ser aprovado em Concurso Público

Estude Grátis é uma simples e poderosa ferramenta que lhe ajudará a passar nos melhores Concursos Públicos. São milhares de Questões de Concurso para você filtrar e estudar somente aqueles temas que estão especificados em seu Edital.