Pesquise mais Questões de Gastroenterologia abaixo,

IADES - Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares - EBSERH - BA (HUPES - UFBA/BA) 2014 - Médico - 2014
Questões de Medicina / Gastroenterologia

Com relação à profilaxia da hemorragia digestiva alta varicosa, assinale a alternativa correta.

  • A. A ligadura elástica de varizes esofagianas é um método seguro, cada vez mais utilizado em nosso meio e não apresenta qualquer risco adicional, mesmo em pacientes cirróticos Child C.
  • B. A ligadura elástica de varizes de fundo gástrico é um método seguro, principalmente para varizes que se estendem à cárdia.
  • C. A aplicação de cianoacrylato (histoacryl) intravasal resulta na absorção progressiva da cola e consequente esclerose da variz gástrica ou esofágica.
  • D. O polidocanol tem efeito semelhante à ethanolamina na profilaxia de varizes esofágicas.
  • E. O álcool absoluto não tem qualquer indicação na escleroterapia de varizes esofágicas.

IADES - Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares - EBSERH - BA (HUPES - UFBA/BA) - Médico - 2014
Questões de Medicina / Gastroenterologia

Com relação aos pólipos encontrados durante exames de endoscopia digestiva alta ou baixa na rotina diária, assinale a alternativa incorreta.

  • A. Os pólipos hiperplásicos gástricos Yamada IV podem ser sede de lesões neoplásicas precoces na porção apical.
  • B. As ressecções endoscópica de lesões elevadas colônicas Yamada IV, que apresentam neoplasia na sua porção apical, comprometem além da submucosa, mas que poupam o pedículo, são habitualmente curativas.
  • C. O encontro de mais do que três pólipos colônicos adenomatosos com atipia de alto grau é indicativo de ressecção colônica preventiva.
  • D. Os pólipos da síndrome de Peutz Jeghers são hamartomatosos e podem sofrer degeneração maligna.
  • E. Os pólipos adenomatosos gástricos, com atipia de alto grau, podem ser tratados endoscopicamente.

IADES - Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares - EBSERH - BA (HUPES - UFBA/BA) - Médico - 2014
Questões de Medicina / Gastroenterologia

Com relação à neoplasia gástrica precoce, assinale a alternativa correta.

  • A. As neoplasias gástricas precoces diferenciadas têm disseminação preferencial hematogênica e, dessa forma, apresentam prognósticos melhores do que as indiferenciadas.
  • B. As neoplasias gástricas precoces ulceradas, tipo III na classificação japonesa, menores do que 2 cm, não são passíveis de ressecção endoscópica.
  • C. A neoplasia gástrica precoce é aquela em que a neoplasia está limitada à mucosa e à submucosa e que não apresenta gânglio satélite comprometido.
  • D. As neoplasias gástricas precoces indiferenciadas apresentam células em anel de sinete e, em função da sua disseminação preferencial hematogênica, têm prognósticos piores do que as diferenciadas.
  • E. O diagnóstico definitivo de uma lesão é precoce ou não, independentemente do estudo histopatológico da peça, podendo ser descrito a partir do pregueado convergente na lesão suspeita ao exame endoscópico.

IADES - Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares - EBSERH - BA (HUPES - UFBA/BA) - Médico - 2014
Questões de Medicina / Gastroenterologia

Com relação à etiologia das hepatites virais, é correto afirmar que o vírus

  • A. da hepatite C é um DNA vírus e é a principal causa da hepatite pós-transfusional.
  • B. da hepatite A é um RNA vírus e é causa frequente de hepatite crônica persistente.
  • C. da hepatite B é um RNA vírus e é causa frequente de hepatite crônica pós-necrótica.
  • D. delta é um RNA vírus e necessita da co-infecção do vírus C para se replicar.
  • E. da hepatite G, descoberto em 1995, é um RNA vírus, pertence à família dos flavivírus, é um parente afastado do vírus que provoca a hepatite C.

IADES - Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares - EBSERH - BA (HUPES - UFBA/BA) - Médico - 2014
Questões de Medicina / Gastroenterologia

Considerando o tratamento da pancreatite aguda grave, assinale, entre as medidas clínicas que devem ser instituídas nas primeiras 72 horas, aquela que não consta da maioria dos protocolos clínicos e guidelines publicados na literatura científica como rotina.

  • A. Antibioticoterapia profilática.
  • B. O2 sob cateter nasal.
  • C. Analgesia.
  • D. Hidratação venosa vigorosa.
  • E. Alimentação por sonda nasoenteral a partir do 3º ou 4º dia, dieta oligomérica.

IADES - Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares - EBSERH - BA (HUPES - UFBA/BA) - Médico - 2014
Questões de Medicina / Gastroenterologia

A diarreia é a manifestação clínica de inúmeras doenças na prática clínica. Considerando a situação a seguir, paciente jovem, negro, com história de diarreia há mais de 30 dias, com eliminação de fezes fragmentadas três a quatro vezes ao dia, volumosas, distensão e dor abdominal, fisiose e borborigmos frequentes, além de acidez perianal após a evacuação, iniciada após episódio de diarreia aguda infecciosa, assinale a alternativa que apresenta o diagnóstico mais provável.

  • A. Diarreia crônica parasitária.
  • B. Síndrome disabsortiva de etiologia a esclarecer.
  • C. Neoplasia de colon direito.
  • D. Diverticulite.
  • E. Síndrome do intestino irritável.

IADES - Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares - EBSERH - BA (HUPES - UFBA/BA) - Médico - 2014
Questões de Medicina / Gastroenterologia

A doença de Crohn e a retocolite ulcerativa inespecífica estão frequentemente associadas a manifestações extraintestinais e às doenças de origem autoimune. Considerando as afecções apresentadas, assinale aquela que não se associa a essa afirmação.

  • A. Diabetes mellitus.
  • B. Doença celíaca.
  • C. Colangite esclerosante primária.
  • D. Psoríase.
  • E. Mieloma múltiplo.

IADES - Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares - EBSERH - BA (HUPES - UFBA/BA) - Médico - 2014
Questões de Medicina / Gastroenterologia

Assinale a alternativa que não apresenta afecções ou comprometimentos esofágicos que podem evoluir com estenoses.

  • A. Nutcraker Esophagus.
  • B. Esofagite erosiva na doença do refluxo gastro-esofagiano.
  • C. Ingestão voluntária ou acidental de hidróxido de cálcio.
  • D. Esofagite eosinofílica.
  • E. Impactação de corpos estranhos no esôfago com perfuração.

IADES - Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares - EBSERH - BA (HUPES - UFBA/BA) - Médico - 2014
Questões de Medicina / Gastroenterologia

Considerando que o esôfago pode ser sede de várias afecções não pépticas, assinale a alternativa incorreta.

  • A. O papiloma escamoso é uma lesão frequente em exames de endoscopia digestiva alta se apresenta; usualmente como lesão elevada séssil, com superfície verrucosa; tem etiologia viral, bom prognóstico e são facilmente removidos através das pinças de biópsias convencionais.
  • B. O vírus herpes simples tipo I é frequente causa de esofagite em pacientes portadores de SIDA-HIV. As lesões esofágicas mais frequentes, à endoscopia, apresentam-se como numerosas ulcerações de bordos elevados.
  • C. As lesões ulceradas esofágicas, causadas pelo citomegalovírus, podem ser superficiais ou profundas, isoladas ou múltiplas, outras vezes podem simular esofagite péptica.
  • D. As lesões ulceradas causadas por medicamentos são frequentes em idosos em função dos vários medicamentos utilizados e os distúrbios motores esofágicos nessa faixa etária. São frequentemente assintomáticas e não interferem da ingestão alimentar.
  • E. A Cândida albicans é o agente infeccioso mais frequente que compromete o esôfago; pode ser encontrado mesmo em pacientes imunocompetentes.

IADES - Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares - EBSERH - BA (HUPES - UFBA/BA) - Médico - 2014
Questões de Medicina / Gastroenterologia

O esôfago de Barrett é uma complicação da doença do refluxo gastro-esofágico. Com relação ao seu tratamento, assinale a alternativa correta.

  • A. A fundoplicatura com válvula antirrefluxo é o tratamento de escolha e evita, de forma definitiva, o surgimento de neoplasia no epitélio metaplásico.
  • B. A re-epitelização esofágica, cobrindo superficialmente o epitélio metaplásico, é frequente após o uso prolongado de inibidores da bomba de prótons e previne o surgimento de neoplasia colunar.
  • C. A ressecção endoscópica com mucosectomia em casos selecionados pode erradicar o tecido displásico com ótimo prognóstico.
  • D. A utilização de inibidores da bomba de prótons, por longos períodos, é isenta de complicações.
  • E. A phmetria esofágica de 24 horas é obrigatória no tratamento do esôfago de Barrett.

Estude Grátis é uma simples e poderosa ferramenta que lhe ajudará a passar nos melhores Concursos Públicos. São milhares de Questões de Concurso para você filtrar e estudar somente aqueles temas que estão especificados em seu Edital.

Estude Grátis © 2017 - Desde 2011