Questões de Odontologia da FGV

A guta-percha é um material impermeável e isolante, considerada como o padrão para obturação dos canais radiculares. No entanto, ela não se adere às paredes dentinárias, sendo necessário o emprego conjunto de um cimento durante a obturação no sentido de reduzir a interface existente entre a guta-percha e as paredes do canal.

Sobre os cimentos endodônticos utilizados para esse fim, é correto afirmar que:

  • A. cimentos à base de óxido de zinco e eugenol (OZE) sem aditivos apresentam uma alta capacidade adesiva às paredes do canal e baixo escoamento, reduzindo a chance de extravasamento pelo ápice durante a obturação;
  • B. o hidróxido de cálcio, com conhecidos efeitos biológicos benéficos, possui aplicação como cimento endodôntico selador se for adicionado de veículos e outras substâncias que melhorem suas propriedades físico-químicas;
  • C. cimentos endodônticos resinosos possuem propriedades adesivas na dentina radicular, pois contêm componentes resinosos. No entanto, deve-se utilizar obturação com guta- percha termoplastificada;
  • D. cimentos de fosfato de zinco são considerados padrão-ouro para a obturação de canais radiculares devido a suas propriedades antibacterianas, efeito cariostático, adesão química à estrutura dentária e biocompatibilidade;
  • E. cimentos à base de silicone possuem excelentes propriedades físicas e biológicas, porém seu uso é incompatível com a obturação do sistema de canais radiculares com cones de guta-percha.
Clique em uma opção abaixo para responder a questão:

O uso de agentes antimicrobianos no controle da gengivite e da doença periodontal deve ser feito de forma complementar à utilização dos métodos mecânicos de remoção de placa convencionais.

Nesse sentido, o cirurgião-dentista deve reconhecer que:

  • A. as novas formulações à base de clorexidina possuem menos efeitos colaterais, incluindo a ausência de manchamento dos dentes após o uso prolongado;
  • B. antibióticos podem ser usados através da via tópica como agentes preventivos contra a gengivite e a doença periodontal;
  • C. o triclosan é um antimicrobiano não iônico do grupo dos fenóis que tem sua ação antimicrobiana reduzida pela presença do zinco nos dentifrícios;
  • D. a clorexidina é igualmente eficaz como agente preventivo ou terapêutico e por isso deve ser utilizada como um complemento subgengival no tratamento da periodontite;
  • E. a clorexidina tem uma importante ação antimicrobiana em bactérias Gram-positivas, Gram-negativas, fungos, leveduras (incluindo cândida) e alguns vírus.
Clique em uma opção abaixo para responder a questão:

A desordem sistêmica denominada síndrome trico-dento-óssea é uma síndrome autossômica dominante com alterações corporais que incluem cabelo ondulado, osteoesclerose e unhas quebradiças. A osteoesclerose afeta primeiramente a base do crânio e o processo mastoide, mas a mandíbula com frequência exibe um ramo encurtado e um ângulo obtuso.

Na dentição, além de taurodontia, o padrão de alteração segue a:

  • A. odontodisplasia regional;
  • B. amelogênese imperfeita;
  • C. dentinogêse imperfeita;
  • D. displasia dentinária tipo 1;
  • E. cúspide em garras.
Clique em uma opção abaixo para responder a questão:

Durante o exame clínico para identificar lesões de cárie, o cirurgião-dentista deve descrever o tipo da lesão e sua provável extensão, para facilitar as decisões de tratamento. Com relação ao tipo da lesão, pode-se diferenciá-las, segundo sua atividade, em lesões ativas e inativas. S

obre as características e intervenções indicadas para cada uma delas, é correto afirmar que:

  • A. lesões inativas em dentina são altamente infectadas com microrganismos ao longo das fibras de colágeno expostas, e nos túbulos dentinários. Lesões ativas são minimamente infectadas já que o controle de placa remove o biofilme e também parte da dentina infectada amolecida;
  • B. o tratamento não operatório profissional e caseiro é capaz de evitar o aparecimento de novas lesões; no entanto, ele não consegue modificar a atividade das lesões ativas não cavitadas para lesões paralisadas não cavitadas. Isso só é possível para lesões cavitadas;
  • C. um paciente pode apresentar lesões de cárie ativas e inativas em um mesmo quadrante ou elemento, dependendo das condições de acúmulo de biofilme oferecidas pela superfície. Quando isso ocorre, o tratamento operatório imediato é indicado, com a restauração dos elementos envolvidos;
  • D. as características típicas de uma lesão em esmalte ativa não cavitada são uma superfície opaca esbranquiçada e áspera, quando deslizamos a ponta da sonda sobre ela. Por outro lado, as lesões inativas são brilhantes e lisas, com cor que varia do esbranquiçado ao castanho ou preto;
  • E. as lesões que refletem perda mineral contínua em função da atividade metabólica no biofilme são consideradas inativas. Por outro lado, as lesões ativas não requerem intervenção profissional, pois é improvável que a atividade metabólica resulte em perda mineral.
Clique em uma opção abaixo para responder a questão:

Um paciente portador de anemia falciforme comparece ao consultório odontológico para refazer uma restauração de compósito no elemento 16, que havia fraturado.

Para a realização da anestesia local, o dentista precisa considerar o risco de metemoglobinemia (diminuição da capacidade de transporte de oxigênio) que esses pacientes possuem.

Assim, deve-se evitar a utilização do seguinte anestésico local:

  • A. prilocaína a 4% com epinefrina 1:200.000;
  • B. lidocaína a 2% com adrenalina 1:100.000;
  • C. mepivacaína a 3% com levonordefrina 1:20.000;
  • D. lidocaína a 3% com norepinefrina 1:50.000;
  • E. articaína a 4% com epinefrina 1:100.000.
Clique em uma opção abaixo para responder a questão:

O HPV consiste em uma grande família de vírus de DNA de fita dupla do subgrupo A dos papovavírus, sendo que pelo menos 24 tipos estão associados às lesões da cabeça e do pescoço.

Uma patologia associada a esse vírus em paciente que possui lesão bucal com múltiplas pápulas de consistência macia e indolores, com coloração normal da mucosa, agrupadas de maneira tão próxima que toda a área toma uma aparência fissurada, é o(a):

  • A. leucoplasia pilosa;
  • B. molusco contagioso;
  • C. mácula melanótica oral;
  • D. nevo melanocítico adquirido;
  • E. hiperplasia epitelial multifocal.
Clique em uma opção abaixo para responder a questão:

Quando dentes com tratamento endodôntico estão indicados como pilares de prótese parcial fixa, um pino intrarradicular deve ser colocado, principalmente em caso de grandes perdas de estrutura coronária.

Durante a confecção de um pino metálico fundido, o cirurgião-dentista deve assegurar que:

  • A. o diâmetro do pino tenha pelo menos um terço do diâmetro da raiz e o comprimento tenha pelo menos metade do suporte ósseo;
  • B. haja pelo menos 1 mm de material obturador na região apical do conduto radicular, para garantir uma vedação efetiva nessa região;
  • C. o pino tenha pelo menos 0,1 mm de diâmetro em sua extremidade apical;
  • D. não haja nenhum remanescente coronário de dentina envolvendo qualquer uma das faces do pino;
  • E. as paredes do preparo sejam suficientemente inclinadas para aumentar a retenção do pino no interior da raiz.
Clique em uma opção abaixo para responder a questão:

O antagonismo indica que a resposta biológica ou clínica a um fármaco é reduzida pela administração de um segundo agente. Em alguns casos, a ação de um ou ambos os fármacos pode ser diminuída ou completamente perdida.

Um exemplo desse tipo de interação é visto, ocasionalmente, durante o uso concomitante de:

  • A. tetraciclinas e analgésicos;
  • B. clindamicina e corticoides;
  • C. penicilinas e contraceptivos orais;
  • D. metronidazol e anti-inflamatórios;
  • E. cefalosporinas e descongestionantes nasais.
Clique em uma opção abaixo para responder a questão:

Um quadro clínico clássico comum em um paciente diabético não diagnosticado ou mal controlado é o aparecimento de lesões periodontais específicas causadas pela supressão da função neutrofílica.

Esse quadro clínico é caracterizado por:

  • A. gengivite não relacionada ao acúmulo de biofilme;
  • B. gengivite ulcerativa necrosante aguda;
  • C. perda óssea aguda localizada;
  • D. abcessos periodontais;
  • E. necrose papilar.
Clique em uma opção abaixo para responder a questão:

Alguns métodos ou técnicas comportamentais podem ser aplicados para diminuir a ansiedade dos pacientes infantis no consultório odontológico.

Explicar, em uma linguagem adequada para a criança, demonstrar o procedimento a ser feito, e finalmente realizá-lo na cavidade bucal da criança corresponde à técnica:

  • A. modelagem;
  • B. distração;
  • C. reforço positivo;
  • D. dessensibilização;
  • E. dizer-mostrar-fazer.
Clique em uma opção abaixo para responder a questão: