Em um Programa de Saúde da Mulher, as orientações do...

Em um Programa de Saúde da Mulher, as orientações do Técnico de Enfermagem, quanto aos métodos contraceptivos incluem
  • A. abstenção de relações sexuais no período fértil, para maior eficácia no método Ogino Knaus.
  • B. desconsiderar o uso do preservativo masculino ou feminino, quando associar o método do muco cervical.
  • C. indicar a vasectomia e a ligadura de trompas, em homens e mulheres com capacidade civil plena, a partir de 18 anos de idade ou com pelo menos um filho vivo.
  • D. usar a pílula anticoncepcional de emergência, em até 10 dias após a relação sexual desprotegida.
  • E. considerar o diafragma como método eficiente, quando retirado da vagina, em até 30 minutos após a relação sexual.
Clique em uma opção abaixo para responder a questão:

Questões extras

Gláucia Diniz, em seu artigo Condição feminina: fator de risco para a saúde mental? (1999), enfatiza a diferenciação entre os termos sexo e gênero e suas implicações para a compreensão de questões fundamentais relacionadas à mulher e à sua inserção social. Afirma que, ao se examinarem as diferenças entre homens e mulheres com base na condição feminina (a questão de gênero: ser mulher), pode-se ampliar a compreensão sobre fatores que afetam diferencialmente a saúde mental da mulher. O termo gênero é usado para evidenciar que as características, os traços, os comportamentos e os papéis de homens e mulheres não são produtos biológicos naturais. Tudo isso resultaria de atribuição cultural feita a um e ao outro sexo. Gênero estabeleceria padrões de expectativas para as pessoas, ordenaria os processos sociais cotidianos e seria inerente às organizações e às estruturas da sociedade, como a economia, a política, a ideologia e a família. Nessa concepção, gênero é aprendido, transmitido de geração a geração e assimilado por instituições sociais; desse aprendizado resultariam estilos, orientações e experiências distintas do mundo para homens e mulheres. Diniz afirma que as funções reprodutivas das mulheres colocaram-nas em situação de risco, ao longo da história da humanidade. O ciclo reprodutivo (da menarca à menopausa) foi mistificado, por meio de rituais, tabus, estereótipos e medicalização. Estudos epidemiológicos em saúde mental mostram que ansiedade e outros transtornos emocionais são mais freqüentemente diagnosticados em mulheres adolescentes. A puberdade seria especialmente estressante para as meninas, pois as mudanças corporais e a sexualidade poderiam ser percebidas como associadas a riscos maiores de agressão, abuso sexual ou gravidez. Além disso, meninas estariam mais sujeitas a práticas discriminatórias de controle de comportamento culturalmente estabelecidas, sofrendo mais do que os meninos as pressões para a preser

A adoção do conceito apresentado por Diniz implica a atenção psicológica diferencial às mulheres, adolescentes ou adultas. Casos de ansiedade e depressão, cujo início é observado freqüentemente nas meninas adolescentes, poderiam ser examinados como problemas associados à estrutura da condição feminina.

Resolva a questão aqui ›


Seis juízes foram encarregados de analisar alguns processos e concluíram esse trabalho em treze dias. Sabendo que cada juiz levou três dias para analisar cada processo e que todos os juízes trabalharam nesse ritmo, julgue os itens seguintes.

Quatro juízes analisaram dez processos em sete dias.

Resolva a questão aqui ›


Acerca dos fatores que interferem no crescimento do gado de corte até a desmama, julgue os próximos itens.

O aumento da endogamia e a formação de linhagens menos consangüíneas acarreta aumento do peso dos bezerros até a desmama.

Resolva a questão aqui ›