Questões de Contabilidade de Custos da FEPESE

A empresa Dinâmica compra e vende produtos de terceiros, produz produtos próprios e também presta serviços para seus clientes. No final de 2017, a Dinâmica obteve um lucro bruto decorrente: da sua própria produção de R$ 45.850,00, das mercadorias que comprou de terceiros de 69.900,00, e dos serviços que prestou de R$ 34.120,00. No mesmo período, a Dinâmica gerou receitas: da sua própria produção de R$ 65.902,00, das mercadorias que adquiriu de terceiros de R$ 91.440,00, e dos serviços que prestou de R$ 98.870,00.

Considerando tais informações, os custos totais das atividades de produção, revenda e de serviços foram:

  • A. R$ 106.342,00.
  • B. R$ 149.870,00.
  • C. R$ 212.684,00.
  • D. R$ 256.212,00.
  • E. R$ 406.082,00.
Clique em uma opção abaixo para responder a questão:

Considere que a empresa Desterrados do Brasil tenha um custo fixo de R$ 240.000,00, um preço de venda unitário de R$ 12,00 e um custo variável unitário de R$ 8,00.

Qual é o Ponto de Equilíbrio caso a Desterrados pretenda obter um lucro de R$ 20.000,00?

  • A. 30.000 unidades
  • B. 32.500 unidades
  • C. 55.000 unidades
  • D. 60.000 unidades
  • E. 65.000 unidades
Clique em uma opção abaixo para responder a questão:
O conceito de custo-meta ou custo-alvo pode ser definido como sendo:
  • A. uma estratégia de gestão de custos que, a partir de um minucioso estudo de engenharia e da comparação com os principais concorrentes, determina qual seria o custo verdadeiro do produto.
  • B. uma estratégia de gestão de custos que, a partir do preço de mercado e de uma margem de lucro desejada, estabelece um teto de custo para os produtos ou serviços. Essa estratégia é mais eficaz quando ocorre na fase de projeto do produto.
  • C. uma estratégia de gestão de custos que, a partir do levantamento de todos os custos que realmente importam na formação do preço de venda, determina qual seria o verdadeiro custo que deveria ser alcançado.
  • D. uma estratégia de gestão de custos que foca na determinação de um custo-meta, considerando as melhores práticas de apuração de custos.
  • E. uma estratégia de gestão de custos que, a partir de um preço de mercado, de uma margem de contribuição positiva, da capacidade ociosa e dos custos de oportunidade envolvidos na operação, determina por quanto um produto poderá ser vendido.
Clique em uma opção abaixo para responder a questão:

A empresa Choque Térmico produz transformadores elétricos para pequenas empresas.

Qual seria o custo dos produtos vendidos?

  • A. R$ 27.970,00
  • B. R$ 162.680,00
  • C. R$ 228.580,00
  • D. R$ 232.780,00
  • E. R$ 244.830,00
Clique em uma opção abaixo para responder a questão:
Os custos conjuntos devem ser apropriados aos produtos conjuntos para serem usados nas tomadas de decisão de precificação para cada produto conjunto?
  • A. Sim, visto que todas as apropriações de custos conjuntos são, de certa maneira, arbitrárias.
  • B. Sim, visto que as apropriações de custos conjuntos são, de certa maneira, determinadas pelo sistema de custos.
  • C. Sim, visto que as apropriações são dependentes de um relacionamento de causa e efeito que identifica os recursos demandados na produção.
  • D. Não, visto que todas as apropriações de custos conjuntos são, de certa maneira, arbitrárias.
  • E. Não, visto que as todas as apropriações de custos conjuntos não são arbitrárias e ao mesmo tempo são dependentes de um relacionamento de causa e efeito que identifica os recursos demandados na produção.
Clique em uma opção abaixo para responder a questão:

Considere que uma determinada empresa tenha uma receita total na venda de um produto de R$ 800.000,00 e um custo total deste mesmo produto de R$ 880.000,00, sendo que R$ 400.000,00 deste valor são custos fixos.

Considere ainda que o gestor acredita que um investimento de R$ 300.000,00 com novas máquinas (melhoria no processo de produção e na qualidade dos produtos) aumentará as vendas substancialmente, fazendo com que a empresa possa sair do prejuízo. Considerando esse novo gasto, qual seria o valor das vendas no ponto de equilíbrio e qual seria o valor das vendas para a empresa obter um lucro de R$ 90.000,00?

  • A. R$ 1.166.666,00 e R$ 1.316.666,00
  • B. R$ 1.750.000,00 e R$ 1.975.000,00
  • C. R$ 2.000.000,00 e R$ 2.150.000,00
  • D. R$ 2.950.000,00 e R$ 3.175.000,00
  • E. R$ 3.000.000,00 e R$ 3.225.000,00
Clique em uma opção abaixo para responder a questão:
Orçamento flexível é:
  • A. Um plano financeiro estratégico que compreende a previsão de receitas e despesas futuras para a administração de determinado exercício (período de tempo).
  • B. Aquele que abrange todas as atividades da empresa, servindo como parâmetro para elaboração de todas as previsões da organização.
  • C. Aquele que procura avaliar e selecionar investimentos de longo prazo, que sejam coerentes com o objetivo da empresa de maximizar a riqueza dos proprietários.
  • D. Aquele que gera um plano financeiro anual ou plurianual consolidado e deve refletir os objetivos, as metas e as ações contidos nos instrumentos de planeamento da organização.
  • E. Aquele que se ajusta para as mudanças no volume de vendas e outras atividades direcionadoras de custo. O orçamento flexível pode ser idêntico ao orçamento mestre no formato, mas os gestores podem prepará-lo para qualquer nível de atividade.
Clique em uma opção abaixo para responder a questão:
Pode-se definir Orçamento Base Zero como sendo:
  • A. uma ferramenta estratégica que uma vez definida, não muda.
  • B. bastante aplicado para avaliar as despesas operacionais e de fabricação, podendo ser ajustado a qualquer nível de atividade antes, durante e, principalmente, depois do período orçamentário.
  • C. uma ferramenta estratégica utilizada pelas empresas na elaboração do Planejamento Orçamentário para um determinado período, sem levar em consideração Receitas, Custos, Despesas e Investimentos de exercícios anteriores, ou seja, a base histórica.
  • D. aplicado para um período contínuo, geralmente por um ano, com revisões mensais, trimestrais e até semestrais. Depende fundamentalmente dos acontecimentos anteriores ao período orçado.
  • E. aplicado mais em empresas de grande porte, por períodos de médio a longo prazo, com projeções de pelo menos dois ou mais anos. Depois de determinados seus valores, o orçamento base zero deve ser periodicamente “zerado” e novamente reiniciado.
Clique em uma opção abaixo para responder a questão: