A escolha de áreas prioritárias para a conservação, utili...

A escolha de áreas prioritárias para a conservação, utilização sustentável e repartição dos benefícios da biodiversidade deve levar em consideração aspectos como
  • A. complementariedade: duas ou mais áreas são complementares em função da alta redundância entre elas.
  • B. vulnerabilidade: uma área é vulnerável se apresentar baixa iminência de erradicação de alvos de conservação.
  • C. insubstituibilidade: uma área é insubstituível se for a única capaz de garantir o cumprimento de metas estabelecidas para determinado alvo.
  • D. representatividade: áreas selecionadas devem conter todas as espécies que compõem a biodiversidade da região.
  • E. alvos de conservação: elementos da biodiversidade restritos às espécies de interesse para conservação.
Clique em uma opção abaixo para responder a questão:

Questões extras

Com o auxílio do esquema acima, que representa um corte transversal de uma folha, julgue os itens a seguir.

Considerando que a estrutura 4 ilustra o sistema condutor, é correto afirmar que o esquema ilustra o corte transversal de uma folha de um vegetal que é haplóide durante a maior parte do seu ciclo de vida.

Resolva a questão aqui ›


Considerando as características e definições de uma função em linguagem de programação, assinale a opção correta.

Resolva a questão aqui ›


A respeito de economia aberta, julgue os itens que se seguem.

O argumento de que mercados imperfeitos acarretam falhas de mercado é frequentemente utilizado para justificar a adoção de protecionismo setorial de indústrias nascentes.

Resolva a questão aqui ›