Questões sobre Seguros e Resseguros

A precificação em seguro começa com o cálculo do prêmio de risco, que é o quociente entre a expectativa de sinistros incorridos (inclusive despesas de regulação de sinistros) e o número de unidades expostas ao risco. Esse prêmio também é conhecido como:
  • A. comercial;
  • B. bruto;
  • C. líquido;
  • D. tarifário;
  • E. estatístico.
Clique em uma opção abaixo para responder a questão:
Quanto à responsabilidade pela exploração, os ramos de seguros são divididos em:
  • A. danos e pessoas;
  • B. sociais e privados;
  • C. públicos e privados;
  • D. vida, saúde e ramos elementares;
  • E. puros, particulares e fundamentais.
Clique em uma opção abaixo para responder a questão:
Na operação de seguros destacam-se como sujeitos:
  • A. o risco e a apólice;
  • B. o prêmio e o segurado;
  • C. o corretor e o segurado;
  • D. o segurado e a seguradora;
  • E. a seguradora e a indenização.
Clique em uma opção abaixo para responder a questão:
A finalidade básica do seguro é:
  • A. permitir ao segurado ampliar seu patrimônio sempre que houver a ocorrência de sinistro;
  • B. restabelecer o equilíbrio econômico perturbado pela ocorrência de sinistro;
  • C. indenizar o valor total segurado em todo e qualquer sinistro coberto pela apólice de seguro;
  • D. dar lucro ao segurado, quando o seguro for contratado com importância segurada superior ao valor real do bem;
  • E. trocar uma despesa incerta futura e de valor elevado por outra, certa, antecipada e de valor comparativamente menor.
Clique em uma opção abaixo para responder a questão:
Uma das características do seguro é oferecer proteção às pessoas com relação a perdas e danos que venham a sofrer no futuro, atingindo elas próprias ou suas propriedades ou bens. Uma pessoa que se preocupa em resguardar a si ou a seus bens contra os possíveis riscos a que estão expostos no dia a dia pratica a seguinte característica do seguro:
  • A. incerteza;
  • B. previdência;
  • C. mutualismo;
  • D. solidariedade;
  • E. voluntariedade.
Clique em uma opção abaixo para responder a questão:
De acordo com as Condições Gerais do Seguro de Automóvel, padronizadas pela SUSEP, é considerado prejuízo NÃO indenizável:
  • A. queda de raio sobre o veículo segurado;
  • B. queda de árvore sobre o veículo segurado;
  • C. colisão do veículo com o muro de uma residência;
  • D. alagamento do veículo segurado decorrente de enchente;
  • E. danos ao veículo segurado decorrentes de defeito na instalação elétrica.
Clique em uma opção abaixo para responder a questão:
De acordo com as Condições Gerais para Seguros Compreensivos Empresariais, quando ocorre a indenização em um sinistro de danos, decorrente de um vendaval ou alagamento ou outro evento garantido, a Importância Segurada (IS) ou o Limite Máximo de Indenização (LMI) da referida cobertura fica reduzido do valor da indenização paga pela seguradora. Entretanto, se o segurado desejar que a Importância Segurada (IS) ou o Limite Máximo de Indenização (LMI) voltem ao seu valor original, poderá fazê-lo pagando um prêmio adicional. Trata-se do processo de:
  • A. resseguro;
  • B. retrocessão;
  • C. sub-rogação;
  • D. reintegração;
  • E. ressarcimento.
Clique em uma opção abaixo para responder a questão:
Considere o caso de colisão de um veículo segurado, com perda parcial e com a existência de uma franquia a ser descontada dos prejuízos indenizáveis. É correto afirmar que essa franquia é do tipo:
  • A. simples;
  • B. parcial;
  • C. dedutível;
  • D. facultativa I;
  • E. facultativa II;
Clique em uma opção abaixo para responder a questão:
A seguradora dispõe do prazo de 15 dias, contados a partir da data de recebimento da proposta, para recusar ou aceitar o risco que lhe foi proposto, quer se trate de seguro novo ou de renovação, bem como para alterações que impliquem modificações do risco. A única exceção, em que esse prazo é reduzido para 7 dias, é para apólice:
  • A. de Seguro de Vida em Grupo;
  • B. de Seguro de Acidentes Pessoais;
  • C. de Seguro de Fiança Locatícia;
  • D. de Averbação do Seguro de RCTR-C;
  • E. Avulsa do Seguro de Transporte.
Clique em uma opção abaixo para responder a questão:

Vitória recebeu pela internet uma oferta de contratação de seguro feita por uma seguradora. Na mensagem publicitária as informações não eram corretas, claras, precisas, ostensivas sobre as características do produto.

Vitória não se interessou pela oferta e não realizou a contratação do seguro.

Sendo certo que se trata de publicidade em desacordo com as prescrições do Código de Defesa do Consumidor, é correto afirmar que Vitória:

  • A. não poderá exigir a adequação da publicidade às normas do Código de Defesa do Consumidor, porque não celebrou o contrato e não se tornou consumidora;
  • B. poderá exigir a adequação da publicidade às normas do Código de Defesa do Consumidor, ainda que não tenha celebrado o contrato, pois equiparam-se aos consumidores todas as pessoas, determináveis ou não, expostas às práticas nele previstas;
  • C. poderá exigir a adequação da publicidade às normas do Código de Defesa do Consumidor, desde que o faça em até sete dias da data do recebimento da oferta de contratação;
  • D. não poderá exigir a adequação da publicidade às normas do Código de Defesa do Consumidor porque a publicidade de oferta de seguro se submete apenas às prescrições da SUSEP – Superintendência de Seguros Privados;
  • E. não poderá exigir a adequação da publicidade às normas do Código de Defesa do Consumidor porque a oferta da contratação do seguro foi feita entre ausentes, impondo a aplicação exclusiva das disposições do Código Civil.
Clique em uma opção abaixo para responder a questão: