Questões sobre O Lado Monetário da Economia

De acordo com a visão keynesiana, mudanças na oferta monetária afetam o nível de renda e de produto na economia. Acerca desse tema, assinale a alternativa correta.
  • A. Aumento na oferta monetária provoca queda na taxa de juros, resultando no aumento no nível de emprego e renda.
  • B. Para aumentar a oferta de moeda, o governo deve reduzir a taxa de juros.
  • C. Uma queda na taxa de juros reduz as despesas de investimento.
  • D. As despesas de consumo variam inversamente à oferta monetária.
  • E. A demanda de moeda varia diretamente com a taxa de juros.
Clique em uma opção abaixo para responder a questão:
A política fiscal é um dos instrumentos de política macroeconômica que o governo utiliza, a fim de estimular ou reduzir o crescimento da economia. A esse respeito, assinale a alternativa correta.
  • A. Um sistema tributário é regressivo quando o aumento da renda implica aumento proporcional da carga tributária.
  • B. Os impostos diretos incidem sobre a renda dos indivíduos, enquanto os impostos indiretos incidem sobre a riqueza.
  • C. Sistemas tributários progressivos concentram maior ênfase na arrecadação de impostos sobre o consumo.
  • D. Se o objetivo da política fiscal for elevar o nível de atividade econômica, então o governo deverá reduzir a carga tributária e o gasto público.
  • E. Em uma política fiscal keynesiana, uma forma de estimular a demanda agregada é incidir em deficits públicos.
Clique em uma opção abaixo para responder a questão:
Supondo o modelo keynesiano de determinação da renda com consumo, investimento e governo, a renda de equilíbrio será maior quando
  • A. a propensão marginal a consumir se aproximar da unidade.
  • B. a alíquota tributária se aproximar da unidade.
  • C. o consumo autônomo diminuir.
  • D. o investimento autônomo diminuir.
  • E. o gasto público autônomo diminuir.
Clique em uma opção abaixo para responder a questão:
Qual foi o princípio criado por Keynes e pelo polonês Michal Kalecki que afirma que a demanda agregada é que determina as variações do produto e da renda a curto prazo e que inverte a Lei de Say, que propunha que a oferta agregada é que seria determinante.
  • A. Princípio da demanda efetiva.
  • B. Princípio da capacidade de pagamento.
  • C. Princípio da equidade.
  • D. Princípio da não vinculação de receitas.
Clique em uma opção abaixo para responder a questão:
Pela teoria Keynesiana da determinação da renda podese afirmar que:
  • A. O consumo não é uma função da renda.
  • B. A renda é uma função do consumo.
  • C. Uma mudança num componente autônomo da demanda agregada provoca uma mudança ainda maior na renda de equilíbrio.
  • D. A política fiscal não afeta a renda de equilíbrio.
Clique em uma opção abaixo para responder a questão:
O conjunto de ideias que propunham a intervenção estatal na vida econômica com o objetivo de conduzir a um regime de pleno emprego está de acordo com a:
  • A. Teoria Weberiana.
  • B. Teoria Keynesiana.
  • C. Teoria Liberal.
  • D. Teoria Mercantilista.
Clique em uma opção abaixo para responder a questão:
São exemplos de moedas fiduciárias, EXCETO:
  • A. Papel moeda.
  • B. Letra de câmbio.
  • C. Cheque.
  • D. Título de crédito.
Clique em uma opção abaixo para responder a questão:
Na década de 30, durante a Grande Depressão, a teoria econômica debatia, entre outros temas, as causas do persistente desemprego, que assolava grandes contingentes populacionais. Uma das publicações que ganhou maior destaque nesse debate foi a Teoria geral do emprego, do juro e da moeda (1936), de John Maynard Keynes. Nessa obra, Keynes marcou os princípios teóricos que revolucionaram o pensamento econômico e até hoje é referência nas discussões sobre os determinantes do emprego, da renda e da produção agregados. Acerca das contribuições de Keynes à teoria macroeconômica e das deliberações produzidas durante a Conferência de Bretton Woods (1944), da qual Keynes participou ativamente, julgue (C ou E) os itens seguintes. Para um quadro de crise, uma proposição de política econômica keynesiana seria o governo ampliar os gastos públicos como forma de elevar a demanda agregada e recuperar o nível de emprego, ao passo que, para um momento de superaquecimento, a recomendação keynesiana seria reduzir gastos.
  • C. Certo
  • E. Errado
Clique em uma opção abaixo para responder a questão:
Na década de 30, durante a Grande Depressão, a teoria econômica debatia, entre outros temas, as causas do persistente desemprego, que assolava grandes contingentes populacionais. Uma das publicações que ganhou maior destaque nesse debate foi a Teoria geral do emprego, do juro e da moeda (1936), de John Maynard Keynes. Nessa obra, Keynes marcou os princípios teóricos que revolucionaram o pensamento econômico e até hoje é referência nas discussões sobre os determinantes do emprego, da renda e da produção agregados. Acerca das contribuições de Keynes à teoria macroeconômica e das deliberações produzidas durante a Conferência de Bretton Woods (1944), da qual Keynes participou ativamente, julgue (C ou E) os itens seguintes. A suposição feita por Keynes de que os salários nominais e outros elementos de custo permanecem constantes altera a natureza do raciocínio que ele desenvolveu para explicar os determinantes do volume de emprego agregado.
  • C. Certo
  • E. Errado
Clique em uma opção abaixo para responder a questão:
Na década de 30, durante a Grande Depressão, a teoria econômica debatia, entre outros temas, as causas do persistente desemprego, que assolava grandes contingentes populacionais. Uma das publicações que ganhou maior destaque nesse debate foi a Teoria geral do emprego, do juro e da moeda (1936), de John Maynard Keynes. Nessa obra, Keynes marcou os princípios teóricos que revolucionaram o pensamento econômico e até hoje é referência nas discussões sobre os determinantes do emprego, da renda e da produção agregados. Acerca das contribuições de Keynes à teoria macroeconômica e das deliberações produzidas durante a Conferência de Bretton Woods (1944), da qual Keynes participou ativamente, julgue (C ou E) os itens seguintes. Conforme Keynes, o nível de emprego agregado não se define meramente como um ponto de equilíbrio parcial, dado no encontro de curvas agregadas de oferta e de demanda por trabalho. Para ele, em uma dada estrutura produtiva, o nível de emprego resulta da decisão dos empresários de empregar a força de trabalho em função das expectativas de consumo e de investimento na economia. Assim, poderá persistir o desemprego involuntário enquanto o nível de demanda efetiva for demasiadamente baixo.
  • C. Certo
  • E. Errado
Clique em uma opção abaixo para responder a questão: