Os três modelos de gestão pública na história do Bras...

Os três modelos de gestão pública na história do Brasil são: Patrimonialista, Burocrático e Gerencial. Sobre o assunto, marque V para as afirmativas verdadeiras e F para as falsas.

( ) A Burocrática apresenta especificidades como a não separação entre o que é público e privado e divisão do trabalho.

( ) A Gerencial preconiza que o governo deve normatizar processos e predominar a vontade unipessoal do dirigente.

( ) A Patrimonialista caracteriza-se pela separação entre propriedade e administração e cargos públicos ocupados por meritocracia.

( ) A Gerencial fundamenta-se pela eficiência, qualidade do serviço público e empreendedorismo.

Assinale sequência correta.

  • A. F, F, F, V
  • B. V, F, F, V
  • C. F, F, V, F
  • D. V, V, F, F
Clique em uma opção abaixo para responder a questão:

Questões extras

O estagiário de uma empresa recebeu uma imagem de satélite para realizar um trabalho. Ele então gerou o histograma dessa imagem, onde o eixo horizontal representava os Níveis de Cinza (NC) e o eixo vertical representava a frequência de ocorrência de cada NC.

Ao analisar o histograma gerado, ele percebeu que o mesmo apresentava dois agrupamentos bem definidos de Níveis de Cinza. Um grupamento estava mais próximo dos valores mais baixos de NC e outro mais próximo dos valores mais altos de NC. Além disso, o primeiro grupamento apresentava valor máximo menor do que o valor máximo do segundo grupamento. Após essa análise inicial, procurando melhorar a imagem de satélite para que ele pudesse observá-la melhor, o estagiário aplicou uma equalização sobre a imagem.

Desta forma, o histograma foi alterado porque

Resolva a questão aqui ›


Julgue os itens que se seguem, relativos às placas de sinalização vertical correspondentes às figuras acima.

As figuras mostradas ilustram três placas de advertência e uma placa de regulamentação.

Resolva a questão aqui ›


Ainda com relação ao direito processual penal, julgue os itens subsequentes.

A jurisprudência tem acolhido a prova emprestada no processo penal, desde que seja produzida em outro processo judicial, apenas, e extraída por meio de documentos hábeis a comprovar a alegação da parte requerente, inserindo-a em outro feito, ressalvado o contraditório e a ampla defesa.

Resolva a questão aqui ›