Regência nominal: a relação entre preposições e nomes

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email

Série Dicas

Na regência nominal, diferente da regência verbal, estamos tratando das preposições e suas regências. Porém dessa vez são os nomes, e não os verbos os termos regentes.

Nomes são considerados os substantivos, advérbios e adjetivos. Portanto a regência nominal trata da relação dessas classes com as preposições.

 

PRINCIPAIS CASOS DE REGÊNCIA NOMINAL

  • anterior a;

ex: Essa resolução foi anterior à sua solicitação mas pretendemos lhe ajudar mesmo assim.

  • contrário a;

ex: O que solicita é contrário Ao estatuto portanto não poderemos atendê-lo.

  • fácil de;

ex: Foi fácil de identificar a fraude cometida pelos servidores em questão, ou seja, foram pegos com a “boca na botija”.

  • natural de;

ex: Tais atitudes são naturais de pessoas dessa índole,por isso esteja ciente das providências que tomaremos.

  • cuidadoso com;

ex: O rapaz é sempre muito cuidadoso com as palavras que utiliza.

  • descontente com;

ex: O garoto estava sempre descontente com tudo que lhe acontecia.

  • perito em;

ex: Atua como perito em desavenças familiares.

  • essencial para;

Ex: O estudo tornou-se essencial para empreender com propriedade e sabedoria.

  • respeito por;

Espero que tenha respeito por pessoas que venha a conhecer.

 

  • etc.

 

Esses são alguns casos de regência nominal, porém a identificação vem do mesmo ponto de partida que a regência verbal, onde é necessário identificar no nome se lhe cabe a preposição ou não. Portanto também se é obrigatória e em que casos.

Um dicionário de regência verbal e nominal também pode ajudar, mas a princípio entender o conceito já é o maior passo a ser dado. Vejamos um exemplo dos dados acima:

Espero que tenha respeito por pessoas que venha a conhecer.

Nesse caso devemos raciocinar da seguinte forma: Quem tem respeito, deve o ter POR alguém ou POR alguma coisa). Aí está a explicação para a necessidade da preposição POR.

 

Outro caso:

Atua como perito em desavenças familiares.

Quem é perito, deve o ser EM alguma coisa (sendo que perito é sinônimo de especialista).

 

Você pode perceber, portanto, que a regência nominal segue a mesma lógica da regência verbal. Ambas estão associadas ao termo regente e o termo regido.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Scroll Up

{TITLE}

{CONTENT}

{TITLE}

{CONTENT}
Precisa de ajuda? Entre em contato!
0%
Aguarde, enviando solicitação!

Carregando...

Leia o post anterior:
Conjuncao: a classe que da coesao ao texto
Conjunção: a classe que dá coesão ao texto

A conjunção é a palavra que serve para unir as orações dentro de um período, portanto estabelecendo relações de sentido...

Fechar