Parônimos e Homônimos – acerte todas as questões

Série Dicas

Parônimos e homônimos são palavras que possuem semelhanças no som e na grafia, porém tem significados diferentes e fazem parte do estudo da semântica. É muito comum confundir o uso dessas palavras. Leia esse artigo e não erre mais nenhuma questão sobre o tema!

O que são parônimos?

São palavras que apresentam significados diferentes embora sejam parecidas na grafia ou na pronúncia.

Exemplos para facilitar a compreensão: parônimos e homônimos

 

absolver (perdoar, inocentar) absorver (aspirar, sorver)
apóstrofe (figura de linguagem) apóstrofo (sinal gráfico)
aprender (tomar conhecimento) apreender (capturar, assimilar)
arrear (pôr arreios) arriar (descer, cair)
ascensão (subida) assunção (elevação a um cargo)
bebedor (aquele que bebe) bebedouro (local onde se bebe)
cavaleiro (que cavalga) cavalheiro (homem gentil)
comprimento (extensão) cumprimento (saudação)
deferir (atender) diferir (distinguir-se, divergir)
delatar (denunciar) dilatar (alargar)
descrição (ato de descrever) discrição (reserva, prudência)
descriminar (tirar a culpa) discriminar (distinguir)
despensa (local onde se guardam mantimentos) dispensa (ato de dispensar)
docente (relativo a professores) discente (relativo a alunos)
emigrar (deixar um país) imigrar (entrar num país)
eminência (elevado) iminência (qualidade do que está iminente)
eminente (elevado) iminente (prestes a ocorrer)
esbaforido (ofegante, apressado) espavorido (apavorado)
estada (permanência em um lugar) estadia (permanência temporária em um lugar)
flagrante (evidente) fragrante (perfumado)
fluir (transcorrer, decorrer) fruir (desfrutar)
fusível (aquilo que funde) fuzil (arma de fogo)
imergir (afundar) emergir (vir à tona)
inflação (alta dos preços) infração (violação)
infligir (aplicar pena) infringir (violar, desrespeitar)
mandado (ordem judicial) mandato (procuração)
peão (aquele que anda a pé, domador de cavalos) pião (tipo de brinquedo)
precedente (que vem antes) procedente (proveniente; que tem fundamento)
ratificar (confirmar) retificar (corrigir)
recrear (divertir) recriar (criar novamente)
soar (produzir som) suar (transpirar)
sortir (abastecer, misturar) surtir (produzir efeito)
sustar (suspender) suster (sustentar)
tráfego (trânsito) tráfico (comércio ilegal)

O que são homônimos?

Os homônimos são palavras que possuem a mesma pronúncia, às vezes até mesma grafia, mas com significados distintos.

Os homônimos podem ser divididos em palavras:

  • Homógrafas: são palavras iguais na grafia diferentes na pronúncia, por exemplo: jogo (substantivo) e jogo (verbo); denúncia (substantivo) e denuncia (verbo).
  • Homófonas: são palavras iguais na pronúncia e diferentes na grafia, por exemplo: concertar (harmonizar) e consertar (reparar); censo (recenseamento) e senso (juízo).
  • Perfeitas: são palavras iguais na grafia e iguais na pronúncia, por exemplo: caminho (substantivo) e caminho (verbo); cedo (verbo) e cedo (advérbio de tempo); livre (adjetivo) e livre (verbo).

Lista de homônimos:

acento (sinal gráfico) assento (local onde se senta)
acerto (ato de acertar) asserto (afirmação)
apreçar (ajustar o preço) apressar (tornar rápido)
bucheiro (tripeiro) buxeiro (pequeno arbusto)
bucho (estômago) buxo (arbusto)
caçar (perseguir animais) cassar (tornar sem efeito)
cegar (deixar cego) segar (cortar, ceifar)
cela (pequeno quarto) sela (forma do verbo selar; arreio)
censo (recenseamento) senso (entendimento, juízo)
céptico (descrente) séptico (que causa infecção)
cerração (nevoeiro) serração (ato de serrar)
cerrar (fechar) serrar (cortar)
cervo (veado) servo (criado)
chá (bebida) xá (antigo soberano do Irã)
cheque (ordem de pagamento) xeque (lance no jogo de xadrez)
círio (vela) sírio (natural da Síria)
cito (forma do verbo citar) sito (situado)
concertar (ajustar, combinar) consertar (reparar, corrigir)
concerto (sessão musical) conserto (reparo)
coser (costurar) cozer (cozinhar)
esotérico (secreto) exotérico (que se expõe em público)
espectador (aquele que assiste) expectador (aquele que tem esperança, que espera)
esperto (perspicaz) experto (experiente, perito)
espiar (observar) expiar (pagar pena)
espirar (soprar, exalar) expirar (terminar)
estático (imóvel) extático (admirado)
esterno (osso do peito) externo (exterior)
estrato (camada) extrato (o que se extrai de algo)
estremar (demarcar) extremar (exaltar, sublimar)
incerto (não certo, impreciso) inserto (inserido, introduzido)
incipiente (principiante) insipiente (ignorante)
laço (nó) lasso (frouxo)
ruço (pardacento, grisalho) russo (natural da Rússia)
tacha (prego pequeno) taxa (imposto, tributo)

Parônimos e Homônimos em questões de concurso

 1- (CESPE – 2012 – PC-AL – Escrivão de Polícia) parônimos e homônimos

Em cada um dos itens seguintes são apresentados trechos adaptados de reportagens jornalísticas. Julgue-os em relação à grafia e acentuação gráfica das palavras e a aspectos morfossintáticos e textuais, como emprego e colocação de vocábulos, concordância e regência nominal e verbal, pontuação e coerência.

Em operação que começou na madrugada de domingo e encerrada na manhã de terça-feira, agentes da polícia civil aprenderam com o grupo criminoso especializado em roubos de malotes de supermercados, oito carros, pistolas de diversos calibres, munições e coletes de uso restrito.

Resposta: Errado.

Aprenderam: Entenderam mentalmente; compreenderam.

Apreenderam: confiscaram;  tomaram. Provocar a apreensão de algo ou alguém; apanhar:

O correto seria: (…) Agentes da polícia civil APREENDERAM (…)

2- (CESPE – 2010 – SEDU-ES – Professor B — Ensino Fundamental e Médio)

Se se quer melhorar a cultura do país, não se há de pensar como político, mas como (…)

Com base no vocabulário utilizado no texto e nos seus aspectos semânticos, julgue o item seguinte.

Os dois primeiros vocábulos do texto constituem caso de homonímia.

Resposta: Certo. Mesma grafia e mesma pronuncia, mas são palavras com significado diferentes( homônimas perfeitas).

3- (FCC – 2011 – TRE-PE – Técnico Judiciário – Área Administrativa) parônimos e homônimos

O par grifado que constitui exemplo de parônimos está em:

a) No espaço de uma noite, o rio havia transbordado e inundado o quintal da casa. Pela manhã, foi possível constatar a força destrutiva das águas.

b) O rio se convertera em um caudaloso fluxo de águas sujas. O menino se assustou com a violência barrenta das águas.

c) Famílias eminentes podiam ir para o campo, fugindo do bulício da cidade. Eram iminentes os riscos causados pela inundação das águas barrentas do rio.

d) Era urgente a necessidade de obras para a contenção do rio. Havia heroísmo na concentração dos homens que lutavam contra a corrente.

e) No pomar atrás da casa havia frutas, entre elas, mangas e cajus. Em mangas de camisa, homens tentavam salvar o que as águas levavam.

Resposta: letra C.

Explicação:

a) São palavras antônimas noite e manhã, diz-se de ou unidade significativa da língua (morfema, palavra, locução, frase) cujo sentido é contrário ou incompatível com o de outra.

b) Caudaloso= que possui intensa corrente ou fluxo (diz-se de rio ou similar); caudal, torrencial é sinônimo da violência barrenta das águas.

c) Eminete e iminete são parônimos = diz-se de ou cada um dos dois ou mais vocábulos que são quase homônimos, diferenciando-se ligeiramente na grafia e na pronúncia.

d) são palavras diferentes.

e) Mangas são homônimos.

 4- FCC – 2011 – TRT – 24ª REGIÃO (MS) – Analista Judiciário – Biblioteconomia

Avalie as afirmativas a seguir relacionadas a vocabulários controlados: I. Em geral, a homonímia entre termos não ocorre porque a atividade terminológica se dá sempre em uma área de assunto específica. Entretanto, quando ocorrer, um qualificador deve ser usado para resolver a ambiguidade. II. A sinonímia ocorre quando um conceito pode ser representado por diferentes termos que têm significado igual ou semelhante. Nesse caso, um desses termos deve ser identificado como termo autorizado (descritor), enquanto os demais sinônimos ou variantes são listados como termos não autorizados. III. Vários tipos de relações sintáticas podem ser identificados entre os termos de uma área de assunto, incluindo relações de equivalência, hierárquicas e associativas. Ocorre que

a) todas estão incorretas; a primeira se refere à sinonímia, a segunda, ao problema de homônimos e a terceira, às relações entre conceitos.

b) a terceira está incorreta; entre os termos de um vocabulário controlado, as relações são semânticas.

c) a primeira está incorreta; embora na língua geral a homonímia total não ocorra, na área técnica ela é mais frequente do que se imagina.

d) a segunda está incorreta; a sinonímia ocorre quando um termo comporta mais de um significado, representando mais de um conceito.

e) todas estão corretas; o controle da ambiguidade e dos sinônimos e a definição de relações entre termos são princípios fundamentais na elaboração de vocabulários controlados.

Resposta: Letra B.

5- (FCC – 2011 – TRE-TO – Analista Judiciário – Área Judiciária) parônimos e homônimos

… capaz de fornecer as mais diferentes soluções para questões humanas eminentes. (último parágrafo)

Considerando-se o par de palavras eminentes / iminentes, é correto afirmar que se trata de exemplo de

a) antonímia.

b) sinonímia.

c) paronímia.

d) homonímia.

e) homofonia.

Resposta: letra c.

Explicação: parônimos e homônimos

  • antonímia = significados contrários, opostos, ou seja, excluem-se.
  • sinonímia = não repetir o mesmo termo, casa/ lar [ mesma ideia].
  • paronímia – semelhança gráfica e/ou fonética entre palavras.
  • homonímia = é a identidade fonética e/ou gráfica de palavras com significados diferentes.
  • homofonia = Mesmo som / significado diferente Exemplo: concerto/ conserto.

 

Faça mais questões aqui!

 

Gostou do conteúdo? Deixe um comentário abaixo.


1 Comentário

  1. Francisca Maria Henriques disse:

    Bastante proveitoso todo o conteúdo e os exercícios.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Scroll Up

{TITLE}

{CONTENT}

{TITLE}

{CONTENT}
Precisa de ajuda? Entre em contato!
0%
Aguarde, enviando solicitação!

Carregando...

Leia o post anterior:
Leis de Morgan – Tudo que você precisa saber para o seu concurso

Quem dá nome às Leis de Morgan é Augustus de Morgan, matemático e lógico indiano, nascido em 27 de junho...

Fechar