Concurso TRE PE – Saiba tudo sobre o certame

Série Dicas

O concurso TRE PE – Tribunal Regional Eleitoral de Pernambuco é uma ótima oportunidade para quem procura vagas para técnico ou analista judiciário. Saiba mais no artigo abaixo.

O Órgão

O Objetivo do TRE de Pernambuco é garantir a legitimidade do processo eleitoral e o livre exercício do direito de votar e ser votado, a fim de fortalecer a democracia. Também é disponibilizar de forma clara os atos e informações institucionais.

Vagas Oferecidas

As vagas (imediatas e cadastro de reserva) foram divididas da seguinte forma para o último edital do concurso TRE PE:

  • Analista Judiciário – Área: Administrativa
  • Contabilidade
  • Apoio Especializado: Análise de Sistemas
  • Medicina
  • Área Judiciária
  • Técnico – Administrativo

O número de vagas depende da quantidade de cargos vagos oferecidas pelo edital de interesse.

Cargos e Requisitos

Técnico Judiciário Concurso TRT PE

Certificado, devidamente registrado, de conclusão de curso de ensino médio (antigo segundo grau) ou curso técnico equivalente, expedido por instituição de ensino reconhecida pelo MEC.

Analista Judiciário

Requisito

Diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de nível superior em qualquer área de formação, exceto licenciatura curta, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC) na devida área de formação.

Jornada técnico e analista: 40 horas semanais.

Remuneração

Respeitando o plano de carreira de cada cargo, os salários iniciais e finais do último concurso TRE PE foram:

  • ANALISTA JUDICIÁRIO
    • Inicial: 12.455,3
    • Final: 18.701,52
  • TÉCNICO JUDICIÁRIO
    • Inicial: 7.591,37
    • Final: 11.398,39

Na remuneração dos dois cargos também será acrescido o auxílio alimentação.

Etapas Concurso TRE PE

A prova do último concurso TRE PE contou com a prova objetiva para ambos os cargos e discursiva para cargos de nível superior.

Prova Objetiva

Caráter eliminatório e classificatório, constou de 60 questões do tipo de múltipla escolha, com cinco opções (A, B, C, D e E), sendo uma única resposta correta.

Disciplinas

As disciplinas cobradas na prova objetiva foram:

  • Língua portuguesa;
  • Noções de informática – exceto para o cargo de Analista Judiciário – área: apoio especializado – especialidade: Análise de Sistemas;
  • Normas aplicáveis aos servidores públicos federais;
  • Noções de sustentabilidade;
  • Noções sobre direitos da pessoa com deficiência; e
  • Conhecimentos específicos.

Prova discursiva

Somente para os cargos de analista judiciário.  A prova discursiva valerá 10,00 pontos e consistirá da redação de texto dissertativo, de até 30 linhas, a respeito de temas atuais.

Critérios de desempate

Em caso de empate na nota final no concurso, terá preferência o candidato que, na seguinte ordem:

Tiver idade igual ou superior a 60 anos;

Obtiver a maior nota na prova objetiva de Conhecimentos Específicos P2;

Obtiver a maior nota na prova discursiva P3 (somente o cargo de Analista Judiciário);

Obtiver a maior nota na prova objetiva de Conhecimentos Gerais P1;

Tiver maior tempo de exercício efetivo da função de jurado;

Tiver maior tempo de serviço prestado à Justiça Eleitoral;

Tiver maior idade.

agosto de 21cespe unb prazo de validade 28 de agosto portaria


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Scroll Up

{TITLE}

{CONTENT}

{TITLE}

{CONTENT}
Precisa de ajuda? Entre em contato!
0%
Aguarde, enviando solicitação!

Carregando...

Leia o post anterior:
Concurso TRT
Concurso TRT BA – Saiba tudo sobre o edital

O Concurso TRT BA oferece vagas para diversas áreas, tanto de nível médio, como superior. Saiba mais sobre o concurso...

Fechar