Questões de Português de Substantivos

 /   /   /  Substantivos

Pesquise mais Questões de Português de Substantivos abaixo,

FUNCAB - DETRAN - PB - Agente de Trânsito - 2013
Português / Substantivos

Leia o texto abaixo e responda a questão proposta.

Pedestre que bebe em excesso é fator de
insegurança no trânsito



Quem pensa que a responsabilidade no
trânsito é só do motorista está enganado. Cabe
também ao pedestre garantir a sua segurança e a de
quem está conduzindo veículos nas vias públicas
afinal, sob o efeito do álcool, pode ser tão perigoso
quantoummotorista que bebeuemdemasia.

O atropelamento é uma das principais causas
de morte no trânsito. Justamente após ter bebido sem
medida, é o pedestre que, muitas vezes, se colocaem
situação de risco por não ter condição de avaliar a
distância e a velocidade dos veículos.

Para Ana Glória Melcop, coordenadora geral
da pesquisa “Consumo de Álcool e os Acidentes de
Trânsito”, do Instituto de Medicina Integral Professor
Fernando Figueira (Imip), é um equívoco pensar o
consumo de bebida alcoólica apenas sob a
perspectiva dos condutores de veículos. “Alegislação
brasileira atual está correta em punir severamente os
motoristas que dirigem alcoolizados. Entretanto, é
necessário considerar todos os outros atores
envolvidos que arriscam igualmente as suas vidas
nas vias públicas”, observa.

[...]

De acordo com o advogado Cid Vieira de
Souza Filho, da Comissão de Estudos sobre
Educação e Prevenção de Drogas e Afins da OAB
(Ordem dosAdvogados do Brasil),emSão Paulo, não
é porque o pedestre tem a preferência que não pode
ser responsabilizado por acidentes. “Quem atravessa
uma via alcoolizado, repentinamente, na frente de um
veículo, fazendo-o, por exemplo, colidir comumposte
ou em outro, pode ser indiciado por lesão corporal
culposa”, analisa.

Qualquer pedestre, mesmo aquele que não
estiver sob efeito da substância, pode causar um
acidente por ser imprudente e, em tese, ser
responsabilizado penalmente. Já no Código Nacional
de Trânsito, o artigo 254 impõe penalidades leves,
inclusive com valores de multa. Entretanto, os casos
são raríssimos.

Para o advogado, a solução é a prevenção.
Por isso, defende uma intensa campanha educativa.
“A segurança se aplica a todos”, diz; mas lembra:
“contudo, se o motorista não estiver atento e não
respeitar os limites de velocidade, mesmo com o
pedes t re embr iagado, não el imina sua
responsabilidade. A possibilidade de um acidente
sério está muito mais nas mãos de quem conduz o
veículo do que de quem atravessa a rua”, finaliza.



(In
acessoem20/11/2012)


De acordo com a leitura global do texto, no período "Entretanto, é necessário considerar todos os outros atores envolvidos que arriscam igualmente as suas vidas nas vias públicas [...]" (parágrafo 3), o substantivo atores, na expressão TODOS OS OUTROSATORES, se refere direta e principalmente, no trecho, a:

a) condutores de veículo.
b) agentes de trânsito.
c) legisladores.
d) acidentes.
e) pedestres.

CETRO - Prefeitura de Campinas - Agente de Apoio Administrativo - 2012
Português / Substantivos

Em relação ao plural dos nomes, assinale a alternativa correta de acordo com a norma-padrão da Língua Portuguesa.

a) Peão - peães.
b) Tórax - tóraxes.
c) Míssil - míssis.
d) Cidadão - cidadãos

CESPE - TRE - ES - Técnico Judiciário - Taquigrafia - 2011
Português / Substantivos

Convocada por D. Pedro em junho de 1822, a
constituinte só seria instalada um ano mais tarde, no dia 3 de
maio de 1823, mas acabaria dissolvida seis meses depois, em
12 de novembro.

Os membros da constituinte eram escolhidos por meio
dos mesmos critérios estabelecidos para a eleição dos
deputados às cortes de Lisboa. Os eleitores eram apenas os
homens livres, com mais de vinte anos e que residissem por,
pelo menos, um ano na localidade em que viviam, e
proprietários de terra. Cabia a eles escolher um colégio
eleitoral, que, por sua vez, indicava os deputados de cada
região. Estes tinham de saber ler e escrever, possuir bens e
virtudes. Em uma época em que a taxa de analfabetismo
alcançava 99% da população, só um entre cem brasileiros era
elegível. Os nascidos em Portugal tinham de estar residindo
por, pelo menos, doze anos no Brasil. Do total de cem
deputados eleitos, só 89 tomaram posse. Era a elite intelectual
e política do Brasil, composta de magistrados, membros do
clero, fazendeiros, senhores de engenho, altos funcionários,
militares e professores. Desse grupo, sairiam mais tarde 33
senadores, 28 ministros de Estado, dezoito presidentes de
província, sete membros do primeiro conselho de Estado e
quatro regentes do Império.

O local das reuniões era a antiga cadeia pública, que,
em 1808, havia sido remodelada pelo vice-rei conde dos Arcos
para abrigar parte da corte portuguesa de D. João. No dia da
abertura dos trabalhos, D. Pedro chegou ao prédio em uma
carruagem puxada por oito mulas. Discursou de cabeça
descoberta, o que, por si só, sinalizava alguma concessão ao
novo poder constituído nas urnas. A coroa e o cetro, símbolos
do seu poder, também foram deixados sobre uma mesa.

Laurentino Gomes. 1822. Rio de Janeiro: Nova
Fronteira, 2010, p. 213-16 (com adaptações).

Com base nas estruturas linguísticas e semânticas do texto acima, julgue os itens.

De acordo com o texto, portugueses recém-chegados ao Brasil que possuíssem riquezas e virtudes poderiam, mediante concessão especial, tornar-se membros da constituinte.

CESPE - TRE - ES - Técnico Judiciário - Taquigrafia - 2011
Português / Substantivos

Convocada por D. Pedro em junho de 1822, a
constituinte só seria instalada um ano mais tarde, no dia 3 de
maio de 1823, mas acabaria dissolvida seis meses depois, em
12 de novembro.

Os membros da constituinte eram escolhidos por meio
dos mesmos critérios estabelecidos para a eleição dos
deputados às cortes de Lisboa. Os eleitores eram apenas os
homens livres, com mais de vinte anos e que residissem por,
pelo menos, um ano na localidade em que viviam, e
proprietários de terra. Cabia a eles escolher um colégio
eleitoral, que, por sua vez, indicava os deputados de cada
região. Estes tinham de saber ler e escrever, possuir bens e
virtudes. Em uma época em que a taxa de analfabetismo
alcançava 99% da população, só um entre cem brasileiros era
elegível. Os nascidos em Portugal tinham de estar residindo
por, pelo menos, doze anos no Brasil. Do total de cem
deputados eleitos, só 89 tomaram posse. Era a elite intelectual
e política do Brasil, composta de magistrados, membros do
clero, fazendeiros, senhores de engenho, altos funcionários,
militares e professores. Desse grupo, sairiam mais tarde 33
senadores, 28 ministros de Estado, dezoito presidentes de
província, sete membros do primeiro conselho de Estado e
quatro regentes do Império.

O local das reuniões era a antiga cadeia pública, que,
em 1808, havia sido remodelada pelo vice-rei conde dos Arcos
para abrigar parte da corte portuguesa de D. João. No dia da
abertura dos trabalhos, D. Pedro chegou ao prédio em uma
carruagem puxada por oito mulas. Discursou de cabeça
descoberta, o que, por si só, sinalizava alguma concessão ao
novo poder constituído nas urnas. A coroa e o cetro, símbolos
do seu poder, também foram deixados sobre uma mesa.

Laurentino Gomes. 1822. Rio de Janeiro: Nova
Fronteira, 2010, p. 213-16 (com adaptações).

Com base nas estruturas linguísticas e semânticas do texto acima, julgue os itens.

No primeiro parágrafo do texto, as formas nominais "Convocada", "instalada" e "dissolvida" têm como substantivos correlatos, respectivamente, convocação, instalação e dissolvição.

CESPE - TRE - ES - Técnico Judiciário - Taquigrafia - 2011
Português / Substantivos

Convocada por D. Pedro em junho de 1822, a
constituinte só seria instalada um ano mais tarde, no dia 3 de
maio de 1823, mas acabaria dissolvida seis meses depois, em
12 de novembro.

Os membros da constituinte eram escolhidos por meio
dos mesmos critérios estabelecidos para a eleição dos
deputados às cortes de Lisboa. Os eleitores eram apenas os
homens livres, com mais de vinte anos e que residissem por,
pelo menos, um ano na localidade em que viviam, e
proprietários de terra. Cabia a eles escolher um colégio
eleitoral, que, por sua vez, indicava os deputados de cada
região. Estes tinham de saber ler e escrever, possuir bens e
virtudes. Em uma época em que a taxa de analfabetismo
alcançava 99% da população, só um entre cem brasileiros era
elegível. Os nascidos em Portugal tinham de estar residindo
por, pelo menos, doze anos no Brasil. Do total de cem
deputados eleitos, só 89 tomaram posse. Era a elite intelectual
e política do Brasil, composta de magistrados, membros do
clero, fazendeiros, senhores de engenho, altos funcionários,
militares e professores. Desse grupo, sairiam mais tarde 33
senadores, 28 ministros de Estado, dezoito presidentes de
província, sete membros do primeiro conselho de Estado e
quatro regentes do Império.

O local das reuniões era a antiga cadeia pública, que,
em 1808, havia sido remodelada pelo vice-rei conde dos Arcos
para abrigar parte da corte portuguesa de D. João. No dia da
abertura dos trabalhos, D. Pedro chegou ao prédio em uma
carruagem puxada por oito mulas. Discursou de cabeça
descoberta, o que, por si só, sinalizava alguma concessão ao
novo poder constituído nas urnas. A coroa e o cetro, símbolos
do seu poder, também foram deixados sobre uma mesa.

Laurentino Gomes. 1822. Rio de Janeiro: Nova
Fronteira, 2010, p. 213-16 (com adaptações).

Com base nas estruturas linguísticas e semânticas do texto acima, julgue os itens.

Aos acontecimentos citados no primeiro parágrafo do texto estão relacionadas expressões indicativas de tempo, tais como "um ano mais tarde" e "seis meses depois", que exercem a função de adjuntos adverbiais de tempo.

CESPE - TRE - ES - Técnico Judiciário - Taquigrafia - 2011
Português / Substantivos

Convocada por D. Pedro em junho de 1822, a
constituinte só seria instalada um ano mais tarde, no dia 3 de
maio de 1823, mas acabaria dissolvida seis meses depois, em
12 de novembro.

Os membros da constituinte eram escolhidos por meio
dos mesmos critérios estabelecidos para a eleição dos
deputados às cortes de Lisboa. Os eleitores eram apenas os
homens livres, com mais de vinte anos e que residissem por,
pelo menos, um ano na localidade em que viviam, e
proprietários de terra. Cabia a eles escolher um colégio
eleitoral, que, por sua vez, indicava os deputados de cada
região. Estes tinham de saber ler e escrever, possuir bens e
virtudes. Em uma época em que a taxa de analfabetismo
alcançava 99% da população, só um entre cem brasileiros era
elegível. Os nascidos em Portugal tinham de estar residindo
por, pelo menos, doze anos no Brasil. Do total de cem
deputados eleitos, só 89 tomaram posse. Era a elite intelectual
e política do Brasil, composta de magistrados, membros do
clero, fazendeiros, senhores de engenho, altos funcionários,
militares e professores. Desse grupo, sairiam mais tarde 33
senadores, 28 ministros de Estado, dezoito presidentes de
província, sete membros do primeiro conselho de Estado e
quatro regentes do Império.

O local das reuniões era a antiga cadeia pública, que,
em 1808, havia sido remodelada pelo vice-rei conde dos Arcos
para abrigar parte da corte portuguesa de D. João. No dia da
abertura dos trabalhos, D. Pedro chegou ao prédio em uma
carruagem puxada por oito mulas. Discursou de cabeça
descoberta, o que, por si só, sinalizava alguma concessão ao
novo poder constituído nas urnas. A coroa e o cetro, símbolos
do seu poder, também foram deixados sobre uma mesa.

Laurentino Gomes. 1822. Rio de Janeiro: Nova
Fronteira, 2010, p. 213-16 (com adaptações).

Com base nas estruturas linguísticas e semânticas do texto acima, julgue os itens.

No primeiro parágrafo do texto, o autor resume a história da assembleia constituinte de 1822.

CESPE - TRE - ES - Técnico Judiciário - Taquigrafia - 2011
Português / Substantivos

Convocada por D. Pedro em junho de 1822, a
constituinte só seria instalada um ano mais tarde, no dia 3 de
maio de 1823, mas acabaria dissolvida seis meses depois, em
12 de novembro.

Os membros da constituinte eram escolhidos por meio
dos mesmos critérios estabelecidos para a eleição dos
deputados às cortes de Lisboa. Os eleitores eram apenas os
homens livres, com mais de vinte anos e que residissem por,
pelo menos, um ano na localidade em que viviam, e
proprietários de terra. Cabia a eles escolher um colégio
eleitoral, que, por sua vez, indicava os deputados de cada
região. Estes tinham de saber ler e escrever, possuir bens e
virtudes. Em uma época em que a taxa de analfabetismo
alcançava 99% da população, só um entre cem brasileiros era
elegível. Os nascidos em Portugal tinham de estar residindo
por, pelo menos, doze anos no Brasil. Do total de cem
deputados eleitos, só 89 tomaram posse. Era a elite intelectual
e política do Brasil, composta de magistrados, membros do
clero, fazendeiros, senhores de engenho, altos funcionários,
militares e professores. Desse grupo, sairiam mais tarde 33
senadores, 28 ministros de Estado, dezoito presidentes de
província, sete membros do primeiro conselho de Estado e
quatro regentes do Império.

O local das reuniões era a antiga cadeia pública, que,
em 1808, havia sido remodelada pelo vice-rei conde dos Arcos
para abrigar parte da corte portuguesa de D. João. No dia da
abertura dos trabalhos, D. Pedro chegou ao prédio em uma
carruagem puxada por oito mulas. Discursou de cabeça
descoberta, o que, por si só, sinalizava alguma concessão ao
novo poder constituído nas urnas. A coroa e o cetro, símbolos
do seu poder, também foram deixados sobre uma mesa.

Laurentino Gomes. 1822. Rio de Janeiro: Nova
Fronteira, 2010, p. 213-16 (com adaptações).

Com base nas estruturas linguísticas e semânticas do texto acima, julgue os itens.

Se os primeiros dois parágrafos fossem reunidos em um só, o primeiro parágrafo original corresponderia a uma sentença tópico, e o segundo parágrafo original, ao desenvolvimento desse novo parágrafo.

TJ - SC - TJ - SC - Assistente Social - 2010
Português / Substantivos

Assinale a afirmativa correta em relação ao período: "Criou-se recentemente um projeto voltado para a população carente do município".

a) "Carente" é um advérbio.
b) São substantivos: projeto, população, município.
c) O termo "recentemente" pertence à classe dos adjetivos.
d) São artigos: um, para, a.
e) Na palavra "voltado" temos um pronome relativo.

CESGRANRIO - BNDES - Téc- Administrativo - 2010
Português / Substantivos

Sonhos, ousadia e ação



Albert Einstein ( 1879-1955 ), físico alemão famoso
por desenvolver a Teoria da Relatividade, mencionou,
durante sua vida, várias frases famosas. Uma
delas é: “Nunca penso no futuro. Ele chega rápido
demais”. Para um gênio como Einstein que vivia muito
à frente de sua época, tal frase poderia ter certo
sentido. Mas também deixa claro que sua preocupação
era agir no presente, no hoje, e as consequências
dessas ações seriam repercutidas no futuro.
Ainda utilizando frases do físico, mais uma vez
ele quebra um paradigma quando cita: “A imaginação
é mais importante do que o conhecimento”. Os
céticos podem insistir em afirmar que o mais importante
é adquirir conhecimento. No entanto, sem
a criatividade nascida de uma boa imaginação, de
nada adianta possuir conhecimento se você não tem
curiosidade em ir além.

O conhecimento é muito importante para validar
a criatividade e colocá-la em prática, mas antes de
qualquer ação existiu a imaginação, um sonho que
aliado ao conhecimento e habilidades pode transformar-
se em algo concreto. Já a imaginação criativa,
sem ações, permanece apenas como um sonho.

Ainda à frente de sua época e indiretamente
colaborando para os dias atuais, Einstein mais uma
vez apresenta uma citação interessante: “no meio
de qualquer dificuldade encontra-se a oportunidade”.
Ou seja, mesmo em meio a uma crise, podemos
encontrar oportunidades. Oportunidades aos empreendedores,
aos inovadores, às pessoas e empresas
que tiverem atitude e criatividade, que saiam da mesmice,
que não se apeguem a fatos já conhecidos,
mas busquem o novo, o desconhecido.

Como profissionais, precisamos ser flexíveis e
multifuncionais. Devemos deixar de nos conformarmos
em saber executar apenas uma atividade e
conhecer várias outras, nas quais com interesse e
dedicação podemos ser diferenciados. Já as organizações
devem encontrar, em uma nova realidade,
novos usos de produtos e boas oportunidades para
os mercados que passaram a existir.

E para fechar este artigo com chave de ouro,
cito outra sábia frase de Einstein: “Algo só é impossível
até que alguém duvide e acabe provando o contrário”.
Acredite, tudo é possível desde que seja dado
o primeiro passo. Você pode realizar seus sonhos se
tiver confiança e lutar por eles. Poderá encontrar novas
oportunidades desde que olhe “fora da caixa” e
seja o primeiro a descobrir uma chance que ninguém
está conseguindo ver.

Para se chegar a uma longa distância é preciso,
antes de tudo, dar o primeiro passo. Parecia impossível
o homem voar e ir à lua. Quem imaginou, 30 anos
atrás, que poderíamos acessar milhares de informações
em milésimos de segundos através da Internet?
Mas para estas perguntas, por mais óbvias que sejam
as soluções, faço das palavras de Einstein minha
resposta: alguém que duvidou e provou o contrário.



CAMPOS, Wagner. Disponível em: . Acesso em: 02 jul 2010. (adaptado)


Em “‘A imaginação é mais importante do que o conhecimento’”. ( L. 11-12 ), o vocábulo destacado só apresenta uma forma de plural. Dentre os substantivos listados abaixo, aquele que também só apresenta uma forma de plural é

a) cidadão.
b) corrimão.
c) vulcão.
d) refrão.
e) guardião.

FUNRIO - INVEST RIO - Contabilidade - 2010
Português / Substantivos

Marque a alternativa em que se enumeram substantivos dispostos em gradação ascendente.

a) garotinho gracioso, criativo e inquieto.
b) estava sempre amimado, limpo, arrumado.
c) tinha atitude ( ..., e seriedade, certa magnificência.
d) matar a aula, caçar aves belas ou perseguir raposas felpudas.
e) desempenhar as funções de presidente, ministro, general

Seja aprovado em 1 ano Conheça o método para ser aprovado em Concurso Público

Estude Grátis é uma simples e poderosa ferramenta que lhe ajudará a passar nos melhores Concursos Públicos. São milhares de Questões de Concurso para você filtrar e estudar somente aqueles temas que estão especificados em seu Edital.