Questões da COPESE/UFPI

Encontre Questões da Banca COPESE/UFPI com o filtro abaixo,

O Ministro de Estado da Saúde, no uso de suas atribuições previstas no inciso II do parágrafo único do art. 87 da Constituição Federal brasileira, instituiu o estabelecimento das prioridades, objetivos, metas e indicadores de monitoramento e avaliação do Pacto pela Saúde, nos componentes pela Vida e de Gestão, bem como as orientações, prazos e diretrizes do seu processo de pactuação para o biênio 2010 – 2011. Este excerto encontra-se na:

  • A. Portaria nº 2.669, de 03 de novembro de 2009.
  • B. Portaria nº 2.668, de 03 de novembro de 2009.
  • C. Portaria nº 2.668, de 03 de novembro de 2009.
  • D. Lei de Diretrizes da Saúde nº 2.669 de 2009.
  • E. Lei de Diretrizes e Base da Saúde nº 2.667 de 2009.
Sua resposta é:

Do programa que nasceu na Fundação Nacional de Saúde, com transferências conveniais de recursos, hoje se tem uma estratégia de abrangência nacional, presente em todos os Estados da Federação e em quase 100% dos Municípios. Tornou-se uma política de Estado e um dos pilares de sustentação do Sistema Único de Saúde, desenvolvendo as ações no campo da Atenção Primária de Saúde. Estas são características do(a):

  • A. Programa de Agentes Comunitários de Saúde.
  • B. Programa de Educação Permanente em Saúde.
  • C. Estratégia Saúde da Família.
  • D. Programa de Saúde da Família.
  • E. Estratégia de Atenção Primeira da Saúde.
Sua resposta é:

Atuar na promoção da democratização do Estado de Direito, na garantia da participação da população na política pública de saúde, reafirmando o caráter deliberativo dos Conselhos de Saúde, para o fortalecimento do controle social no Sistema Único de Saúde, e responsabilizar-se pela construção do Plano de Saúde são ações da:

  • A. Plenária da Estratégia Saúde da Família (ESF).
  • B. Política Nacional de Educação Permanente para o Controle Social no Sistema Único de Saúde (SUS).
  • C. Plenária Nacional de Conselhos de Saúde.
  • D. Política de Educação Estadual de Saúde.
  • E. Política de Educação Permanente de Seguridade Social.
Sua resposta é:

O Sistema Único de Assistência Social (SUAS) é um sistema público que organiza, de forma descentralizada, os serviços socioassistenciais no Brasil. Coordenado pelo Ministério de Desenvolvimento Social e Combate a Fome (MDS), ele organiza as ações em dois tipos de proteção social:

  • A. Proteção Específica e Proteção Especial.
  • B. Proteção Especializada e Proteção Social Básica.
  • C. Proteção Social Especial e Proteção Essencial.
  • D. Proteção Social Especializada e Proteção Social Específica.
  • E. Proteção Social Básica e Proteção Social Especial.
Sua resposta é:
Questões de Psicologia Geral
Ano: 2012 Banca: COPESE/UFPI Concurso: Prefeitura de Teresina - PI, Cargo: Psicólogo

Assinale a opção CORRETA.

  • A. O cuidado ambiental é um dos princípios do Código de Ética do Psicólogo.
  • B. Entre os deveres fundamentais do psicólogo, encontra-se a defesa dos princípios do SUS.
  • C. A greve é vetada aos psicólogos pelo código de ética profissional.
  • D. Para realizar atendimento não eventual de criança, adolescente ou interdito, o psicólogo deverá obter autorização de, ao menos, um de seus responsáveis, observadas as determinações da legislação vigente.
  • E. O sigilo do atendimento psicológico não poderá ser, em nenhuma hipótese, violado, de acordo com o Código de Ética.
Sua resposta é:
Questões de Psicologia Geral
Ano: 2012 Banca: COPESE/UFPI Concurso: Prefeitura de Teresina - PI, Cargo: Psicólogo

Assinale a opção INCORRETA.

  • A. Acesso se refere a condições físicas do serviço de saúde, enquanto acessibilidade se refere à cultura organizacional, de acordo com Schmidt e Figueiredo.
  • B. O acesso pode ser abordado a partir de fatores geográficos, econômicos, organizacionais e socioculturais, além dos fatores individuais dos usuários de serviços de saúde.
  • C. Silva Júnior e Mascarenhas destacam três dimensões do acolhimento: postura, técnica e princípio de reorientação do serviço. A primeira dimensão implica a atitude humanizada e receptiva dos profissionais, ao receber, escutar e tratar as demandas dos usuários, implicando em relação de interesse mútuo, confiança e apoio.
  • D. O acompanhamento da clientela é um dos maiores desafios do trabalho na saúde mental. Junto com os eixos acesso e acolhimento, o acompanhamento é visto como um analisador da qualidade da assistência. Goldberg afirma que, dada a reabilitação psicossocial ser um processo, o serviço tem de prestar a continuidade do cuidado para que seus objetivos sejam possíveis. Não se trata de uma novidade no campo, mas de um princípio fundamental do cuidado.
  • E. O profissional que acolhe o paciente deve ocupar o papel de técnico de referência, ou seja, o profissional que o acolhe tem a prerrogativa de acompanhá-lo. Se o paciente for encaminhado a outra unidade de saúde, o técnico de referência deve realizar o seguimento. Para o paciente que permanece em tratamento no serviço (matriculado), a função de técnico de referência pode passar para outro profissional, na medida em que o paciente tem participação ativa na escolha do técnico de referência, a partir das relações terapêuticas e vínculos (transferências) que vão-se criando ao longo do tratamento: uma modulação entre preferências, referências e transferências na relação entre usuários e técnicos.
Sua resposta é:
Questões de Psicologia Geral
Ano: 2012 Banca: COPESE/UFPI Concurso: Prefeitura de Teresina - PI, Cargo: Psicólogo

Leia as proposições a seguir.

I. A atenção psicossocial deve ser compreendida como um processo social complexo, que se desenvolve no bojo do processo paradigmático de transição da ciência na modernidade, e supõe a articulação de mudanças em várias dimensões simultâneas e inter-relacionadas, referentes aos campos epistemológico, técnico-assistencial, jurídico-político e sociocultural.

II. A 1ª Conferência Nacional de Saúde Mental (CNSM), ocorrida em 1987, salientou que era imprescindível a reforma curricular nos cursos de graduação, na área da saúde, e que as universidades deveriam assumir seu papel de formação e reciclagem dos profissionais e agentes de saúde;

III. A 2ª CNSM, que aconteceu em 1992, além de reafirmar as recomendações da 1ª CNSM sobre a formação dos profissionais, propôs: a inclusão, nos cursos formadores de profissionais, de temas de saúde mental da saúde coletiva e a obrigatoriedade de estágios acadêmicos nas redes pública e privada de saúde; a regulamentação do artigo constitucional que atribui ao SUS a ordenação da formação dos trabalhadores da saúde e a criação de programas de pós-graduação em saúde mental, na perspectiva da saúde coletiva;

IV. A 3ª CNSM, realizada em 2001, acrescentou que seria importante, além das propostas apontadas nas outras conferências: integrar assistência-ensino-pesquisa, de sorte que todos os serviços substitutivos fossem voltados para o ensino e a pesquisa de práticas inovadoras; rever os currículos, para que possibilitem uma capacitação interprofissional e generalista dos docentes e discentes acerca da saúde pública e saúde mental, e de uma prática profissional por meio da extensão universitária, especializações, residências e estágios para todos os profissionais da área;

V. A IV Conferência de Saúde Mental reafirma os princípios do SUS e foca sua atenção na questão da exclusão. Ocorreu em 2003 e expressou a nova política de saúde mental implantada no governo Lula.

  • A. Todas as proposições estão corretas.
  • B. Somente as proposições I, II e III estão corretas.
  • C. Somente as proposições I, II e IV estão corretas.
  • D. Somente as proposições,II, III e IV estão corretas.
  • E. Somente as proposições I, III e IV estão corretas.
Sua resposta é:
Questões de Psicologia Geral
Ano: 2012 Banca: COPESE/UFPI Concurso: Prefeitura de Teresina - PI, Cargo: Psicólogo

Quanto ao Modelo Cognitivo para a Psicopatologia da Dependência e uso de substâncias psicoativas de Beck, é INCORRETO afirmar:

  • A. As experiências de vida precoce podem influenciar o desenvolvimento de uma crença básica disfuncional. Diante de situações específicas, crenças e suposições serão ativadas e o indivíduo desenvolverá padrões comportamentais denominados de estratégias compensatórias. As estratégias compensatórias visam aliviar a aflitiva crença básica. Diversas situações de vida podem ativar a mesma crença básica. Entretanto, para cada situação, o comportamento pode variar.
  • B. As crenças relacionadas à droga mantêm uma relação coerente com as crenças básicas de caráter mais genérico. Assim, o modelo cognitivo postula que a dependência é resultado da interação entre o contato inicial com a droga e as cognições que se formarão por influência das crenças básicas. Não são, portanto, todas as pessoas que, ao ter contato com a droga, desenvolverão dependência.
  • C. Marlatt descreve: "A Prevenção de Recaída (PR) é um programa de manejo que visa melhorar o estágio de manutenção do Processo de Mudança de Hábitos". A PR complementa aos modelos de doença e moral, admitindo que a dependência química é um mau hábito adquirido e passível de mudança, com a participação do paciente. Para tanto, é necessário explorar de modo afícuo as atitudes e os comportamentos que facilitam a manutenção do hábito.
  • D. As crenças relacionadas às drogas são de duas naturezas: 1) facilitadoras e 2) de expectativas positivas. O paciente, ao avaliar sua situação de estudante como muito árdua, começa a pensar que “merece” descontrair-se no bar durante o período da tarde; que beber “melhora o estresse” e que vai ser “agradável a conversa com os amigos”. Estas crenças são suficientes para eliciar pensamentos automáticos como “vou beber” e desencadear a fissura. Outras crenças, agora na vigência da fissura, aparecem: são crenças facilitadoras. Por exemplo, “não consigo suportar a vontade”; “só há um modo de melhorar essa vontade: usar!”. Esse conjunto de cognições impulsiona o paciente ao uso, fechando um ciclo cognitivo para o uso continuado da droga.
  • E. De acordo com Proshaska e DiClemente, a motivação do paciente segue uma espiral constituída dos seguintes estágios: 1) pré-contemplação: o paciente não reconhece que tem problemas relacionados ao uso de substâncias psicoativas; 2) contemplação: o paciente reconhece que tem um problema, porém, não consegue mudar seu comportamento, nem seu estilo de vida para atingir, como meta, a abstinência; 3) ação: o paciente reconhece seu problema relacionado ao uso de drogas psicoativas e se compromete a mudar seu comportamento através de estratégias eficazes (mudança do estilo de vida, reconhecimento e enfrentamento de situações de risco, etc); 4) manutenção: o paciente, uma vez que conseguiu atingir a abstinência, toma decisões no sentido de manter o novo comportamento.
Sua resposta é:
Questões de Psicologia Geral
Ano: 2012 Banca: COPESE/UFPI Concurso: Prefeitura de Teresina - PI, Cargo: Psicólogo

Assinale a opção INCORRETA.

  • A. A dor aguda é cruciante e pungente e normalmente relacionada com lesões a tecidos.
  • B. O estágio pré-crônico da dor ocorre quando a dor aguda persiste além do tempo normal e a pessoa desenvolve um senso de impotência em relação à dor.
  • C. A dor crônica pode ser contínua ou intermitente, moderada ou grave em intensidade e sentida em quase todos os tecidos do corpo.
  • D. A dor crônica associada a processos malignos tende a tornar-se mais grave à medida em que o estado clínico geral do paciente piora.
  • E. A hiperalgesia ocorre quando a pessoa que sofre de dor crônica torna-se mais tolerante a ela com o passar do tempo.
Sua resposta é:
Questões de Psicologia Geral
Ano: 2012 Banca: COPESE/UFPI Concurso: Prefeitura de Teresina - PI, Cargo: Psicólogo

Assinale a opção CORRETA.

  • A. O HIV avança em quatro estágios de infecção, cuja duração varia de pessoa para pessoa.
  • B. O complexo de demenciação da AIDS ocorre em todos os estágios de infecção do HIV.
  • C. A prática de atividade física em pacientes com HIV positivo não se relaciona com a imunocompetência, embora seja recomendável.
  • D. O papel do apoio social não é algo consensual nas pesquisas sobre o enfrentamento da depressão por parte de pacientes soropositivos sintomáticos.
  • E. O papel dos animais de estimação no enfrentamento da depressão por pacientes soropositivos sintomáticos mostrou-se importante, independente do apego que os pacientes possuíam por seus animais.
Sua resposta é: