Questões de Segurança no Trabalho de Previdência Social

 /   /   /  Previdência Social

Pesquise mais Questões de Segurança no Trabalho de Previdência Social abaixo,

CESGRANRIO - Liquigás - Engenheiro Júnior - Segurança do Trabalho - 2013
Segurança no Trabalho / Previdência Social

O seguinte comportamento NÃO se encontra em circunstâncias que causam um acidente do trabalho:

a) Fumar em ambiente onde existe a presença de produtos altamente inflamáveis.
b) Permanecer trabalhando sob uma carga que está sendo içada por um guindaste.
c) Trabalhar sem a utilização de capacete em recintos onde existe o risco de queda de objetos.
d) Executar serviços de soldagem em ambiente confinado sem uma exaustão adequada.
e) Operar um tipo de máquina com movimento rotacional (movimento da placa de um torno mecânico) sem a presença de luvas de proteção.

FCC - TRT 5ª - Analista Judiciário - Engenharia (Segurança do Tra - 2013
Segurança no Trabalho / Previdência Social

A partir da nova concepção no sistema de prova do acidente do trabalho, o critério para definir o nexo causal da doença ocupacional passa a levar em conta dados estatísticos epidemiológicos. A abordagem passa

a) do critério da presunção para o regime da reparação civil.
b) de um viés individual para uma abordagem coletiva.
c) da lesão corporal para a perturbação funcional.
d) de associações espúrias para benefícios por incapacidade.
e) da razão do desempenho para o custo da gravidade.

CESGRANRIO - PETROBRAS DISTRIBUIDORA - Técnico de Segurança Júnior - 2013
Segurança no Trabalho / Previdência Social

O código GFIP de número 4 colocado no Perfil Profissiográfico Previdenciário considera com um único vínculo empregatício o trabalhador que

a) nunca esteve exposto a agente nocivo algum.
b) esteve exposto a agente nocivo no passado e hoje não sofre mais tal exposição, devido a ações eficazes de proteção por parte da empresa.
c) está exposto a agente nocivo ou a associação de agentes, tendo direito à aposentadoria especial em 15 anos de atividade.
d) está exposto a agente nocivo ou a associação de agentes, tendo direito à aposentadoria especial em 20 anos de atividade.
e) está exposto a agente nocivo ou a associação de agentes, tendo direito à aposentadoria especial em 25 anos de atividade.

FCC - TRT 5ª - Analista Judiciário - Engenharia (Segurança do Tra - 2013
Segurança no Trabalho / Previdência Social

A comprovação da efetiva exposição aos agentes nocivos será feita mediante o Perfil Profissiográfico Previdenciário. Este será preenchido pela empresa ou seu preposto, com base no

a) PCMAT - Programa de Condições e Meio Ambiente de Trabalho na Indústria da Construção.
b) SESMT - Serviço Especializado em Engenharia e em Medicina do Trabalho.
c) PPRA - Programa de Prevenção de Riscos Ambientais.
d) CAT - Comunicação de Acidente de Trabalho.
e) LTCAT - Laudo Técnico de Condiçõ es Ambientais de Trabalho.

FCC - SERGIPE GAS - Engenheiro de Segurança - 2013
Segurança no Trabalho / Previdência Social

Com relação à aposentadoria especial, é correto afirmar:

a) A contribuição da empresa, destinada ao financiamento da aposentadoria especial, a trabalhador exposto a risco de acidente grave e/ou ambiente de trabalho nocivo, é de dez por cento.
b) Se o Fator Acidentário de Prevenção da empresa for igual ou menor que 1 (um), a contribuição da empresa, destinada ao financiamento da aposentadoria especial, será desconsiderada mesmo que sua atividade preponderante tenha risco de acidente do trabalho considerado leve.
c) A contribuição da empresa, destinada ao financiamento da aposentadoria especial, é de um por cento para a empresa em, cuja atividade preponderante, o risco de acidente do trabalho seja considerado leve.
d) A contribuição da empresa, destinada ao financiamento da aposentadoria especial, a trabalhador exposto a risco de acidente mediano e/ou ambiente de trabalho pouco nocivo, é de cinco por cento.
e) Cabe à empresa recolher 15% sobre o salário bruto de todo trabalhador sujeito a risco de acidente grave e/ou ambiente de trabalho de alto risco, a fim de garantir aposentadoria especial ao fim de 25 anos de trabalho, quando o Fator Acidentário de Prevenção for maior ou igual a 11/1000 (acidentes por mil funcionários).

FCC - FHEMIG - Técnico em Segurança no Trabalho - 2013
Segurança no Trabalho / Previdência Social

Na emissão da Comunicação de Acidente de Trabalho - CAT, considere:

I. Emissão obrigatória da CAT relativa ao acidente ou doença profissional ou do trabalho ocorrido com o aposentado por tempo de serviço ou idade, que permaneça ou retorne à atividade após a aposentadoria, embora não tenha direito a benefícios pelo INSS em razão do acidente, salvo a reabilitação profissional.
II. O óbito decorrente de acidente por doença ocupacional, ocorrido após a emissão da CAT inicial ou da CAT reabertura, será comunicado ao INSS através de Comunicado de Aviso de Óbito emitido pela empresa, onde deve constar a data do acidente inicial e a causa mortis, e juntar a cópia do laudo de necropsia emitido pelo SESMT.
III. No caso de acidente do trabalho, deverá ser informada a parte exterior do corpo lesionada, diretamente atingida pelo agente causador ou, no caso de doença do trabalho, relatar o acompanhamento da evolução da doença no órgão ou membro afetado.

Está correto o que consta em

a) II, apenas.
b) I, apenas.
c) I, II e III.
d) I e II, apenas.
e) II e III, apenas.

FCC - FHEMIG - Técnico em Segurança no Trabalho - 2013
Segurança no Trabalho / Previdência Social

Tendo em vista a concessão das prestações pecuniárias do Regime Geral de Previdência Social, conforme determina o Decreto nº 3.048, de 6 de maio de 1999, em que pese o cumprimento de prazos, o limite de carência para fazer jus ao benefício deve ser de

a) duas contribuições mensais, no caso de salário-maternidade, quando ocorrer parto antecipado onde, o cálculo do benefício se dará pela metade do número de contribuições mensais em relação ao parto em período normal.
b) cento e vinte contribuições mensais, nos casos de aposentadoria por idade, tempo de contribuição e especial.
c) nove contribuições mensais, no caso de salário-maternidade, para as seguradas contribuintes individual, especial ou facultativa.
d) vinte e quatro contribuições mensais em caso de pensão por morte, auxílio-reclusão, salário-família e auxílio-acidente de qualquer natureza.
e) doze contribuições mensais, nos casos de auxílio-doença e aposentadoria por invalidez.

FCC - FHEMIG - Técnico em Segurança no Trabalho - 2013
Segurança no Trabalho / Previdência Social

Sobre o Perfil Profissiográfico Previdenciário - PPP, considere:

I. No formulário do perfil do trabalhador, entre outras informações, deve constar, obrigatoriamente, o nome do trabalhador, a sua condição de BR - Beneficiário Reabilitado ou PDH - Portador de Deficiência Habilitado, se está sob regime de revezamento, sua função, CBO - Classificação Brasileira de Ocupação e o código GFIP - Guia de Recolhimento do FGTS.
II. O formulário do perfil deve conter a descrição das atividades realizadas pelo trabalhador, registrando o número do laudo de saúde ocupacional, o nome do médico responsável, seu registro profissional e o código COFIP - Código Operacional Fiscal da previdência da atividade.
III. De maneira geral, o preenchimento do perfil fornece dados sobre a efetiva exposição dos empregados a agentes nocivos, sobre os ambientes a que o trabalhador é exposto e para o controle de sua saúde ocupacional.

Está correto o que consta em

a) II e III, apenas.
b) I, II e III.
c) I e III, apenas.
d) I, apenas.
e) II, apenas.

COVEST - UFPE - Administrador de Edifícios - 2013
Segurança no Trabalho / Previdência Social

O que significa PPP?

a) Perfil Profissiográfico Profissional.
b) Perfil Previdenciário Profissional.
c) Perfil Previdenciário Permanente.
d) Perfil Profissiográfico Previdenciário.
e) Perfil Profissional Previdenciário.

IBFC - HEMOMINAS - Técnico de Segurança do Trabalho - 2013
Segurança no Trabalho / Previdência Social

Entre as situações abaixo, assinale a que não caracteriza acidente de trabalho, de acordo com a legislação vigente:

a) Técnico de enfermagem de um hospital situado em área endêmica de malária, adquire malária sem antes ter saído da localidade, onde esse estabelecimento de saúde está situado.
b) Auxiliar de enfermagem sofre queda fora do horário e local do trabalho, quando realizava espontaneamente um serviço ao hospital em que trabalha.
c) Enfermeiro sofre acidente de carro fora do local de trabalho, no percurso do hospital para sua residência.
d) Médico sofre ofensa física praticada por pessoa privada do uso da razão, quando estava de plantão em unidade de emergência.



Seja aprovado em 1 ano Conheça o método para ser aprovado em Concurso Público

Estude Grátis é uma simples e poderosa ferramenta que lhe ajudará a passar nos melhores Concursos Públicos. São milhares de Questões de Concurso para você filtrar e estudar somente aqueles temas que estão especificados em seu Edital.