Questões da Banca FUNDATEC

 /   /  FUNDATEC

Encontre Questões da Banca FUNDATEC com o filtro abaixo,

FUNDATEC - Prefeitura de Nova Roma do Sul - Contador - 2013
Legislação Especial / Servidores Públicos - Outros

Para responder à questão, considere a Lei Orgânica do Município de Nova Roma do Sul.


Com base na referida Lei Orgânica, assinale V (verdadeiro) ou F (falso) para as afirmativas que seguem, relacionadas ao capítulo - Do Poder Executivo:

( ) O Poder Executivo é exercido pelo Prefeito, auxiliado pelos Secretários e/ou Diretores equivalentes.
( ) O Vice-Prefeito substituirá o Prefeito, no caso de impedimento.
( ) O mandato do Prefeito será de quatro anos, sendo vedada a reeleição para o período subsequente.
( ) Caberá ao Vice-Prefeito, além das atribuições que lhe são conferidas por lei complementar, auxiliar o Prefeito sempre que convocado.
( ) O Prefeito e o Vice-Prefeito não poderão, sem licença da Câmara Municipal de Vereadores, ausentar-se do País, do Estado nem do Município por dez (10) dias consecutivos, sob pena de perda do cargo.

A ordem correta de preenchimento dos parênteses, de cima para baixo, é:

a) V - V - F - V - V.
b) F - V - V - F - V.
c) V - F - V - F - F.
d) V - V - F - V - F.
e) F - F - V - V - F.

FUNDATEC - Prefeitura de Nova Roma do Sul - Contador - 2013
Legislação Especial / Servidores Públicos - Outros

Para responder à questão, considere a Lei Orgânica do Município de Nova Roma do Sul.


De acordo com o artigo 90 da referida Lei, os atos administrativos de competência do Prefeito devem ser expedidos com observância das seguintes normas: Decreto numerado em ordem cronológica, Portaria e Contrato.
Assim, segundo àquelas disposições, dentre os casos em que devem ser expedidas Portarias estão:

I. Provimento e vacância dos cargos públicos e demais atos de efeitos individuais.
II. Abertura de sindicância e processos administrativos internos.
III. Lotação e relotação nos quadros de pessoal.
IV. Aprovação de regulamento ou regimento.

Quais estão corretas?

a) Apenas I e II.
b) Apenas II e III.
c) Apenas I, II e III.
d) Apenas II, III e IV.
e) I, II, III e IV.

FUNDATEC - CREA - PR - Contador - 2013
Legislação Especial / Tributário e Financeiro

Segundo a Lei nº 5.194/1966, que regula o exercício das profissões de Engenheiro, Arquiteto e Engenheiro-Agrônomo, constituem renda dos Conselhos Regionais dentre outras:

I. Anuidades cobradas de profissionais e pessoas jurídicas.
II. Emolumentos sobre registros, vistos e outros procedimentos.
III. Taxa de licença para execução de obras.
IV. Taxas de expedição de carteira profissional e documentos diversos.

Quais estão corretas?

a) Apenas I.
b) Apenas I e II.
c) Apenas I, II e IV.
d) Apenas I, III e IV.
e) I, II, III e IV.

FUNDATEC - CREA - PR - Contador - 2013
Legislação Especial / Outras Áreas Especiais

Constam na Lei nº 5.194/1966 os seguintes regramentos em relação ao registro profissional de engenheiros, arquitetos e engenheiros-agrônomos, EXCETO:

a) Os profissionais habilitados só poderão exercer a profissão após registro no Conselho Regional, sob cuja jurisdição se achar o local de sua atividade.
b) A carteira profissional, para efeitos da referida lei substituirá o diploma, valerá como documento de identidade e terá fé pública.
c) Será automaticamente cancelado o registro do profissional que não efetuar o pagamento da anuidade até o dia trinta e um de março de cada exercício.
d) Se o profissional, firma ou organização, registrado em qualquer Conselho Regional, exercer atividade em outra região, ficará obrigado a visar, nela, o seu registro.
e) A expedição da carteira fica sujeita à taxa que for arbitrada pelo Conselho Federal.

FUNDATEC - CREA - PR - Contador - 2013
Legislação Especial / Outras Áreas Especiais

Considerando o disposto na Lei nº 6.496/1977, todo contrato, escrito ou verbal, para a execução de obras ou prestação de quaisquer serviços profissionais referentes à Engenharia, à Arquitetura e à Agronomia fica sujeito

a) à aprovação da Prefeitura Municipal da jurisdição onde o serviço será realizado.
b) ao Registro no Conselho de Classe competente.
c) à Anotação de Responsabilidade Técnica.
d) à liberação pelos órgãos competentes.
e) à análise e à liberação pelo presidente do CREA.

FUNDATEC - CREA - PR - Contador - 2013
Legislação Especial / Servidores Públicos - Outros

Sobre a Mútua de Assistência aos Profissionais da Engenharia, Arquitetura e Agronomia, tendo em vista o que dispõe a Lei 6.496/1977, analise as afirmativas abaixo, assinalando V, para verdadeiro, e F, para falso.
A Mútua, na forma de regimento e de acordo com suas disponibilidades, assegurará, dentre outros, os seguintes benefícios e prestações aos associados:

( ) Auxílio funeral.
( ) Assistência médica, hospitalar e dentária, aos associados e seus dependentes, sem caráter obrigatório, desde que reembolsável, ainda que parcialmente.
( ) Facilidades na aquisição, por parte dos inscritos, de equipamentos e livros úteis ou necessários ao desempenho de suas atividades profissionais.
( ) Auxílios pecuniários, temporários e reembolsáveis, aos associados comprovadamente necessitados, por falta eventual de trabalho ou invalidez ocasional.
( ) Bolsas de estudo aos filhos de associados carentes de recursos ou a candidatos a escolas de Engenharia, de Arquitetura ou de Agronomia, nas mesmas condições de carência.
( ) Pecúlio aos cônjuges supérstites e filhos menores dos associados.

A sequência correta de preenchimento dos parênteses, de cima para baixo, é:

a) V - V - F - V- V - V.
b) F - F - F - F - F - F.
c) V - F - V - V - V - V.
d) V - V - V - V - V - V.
e) F - F - F - V - V - F.

FUNDATEC - CREA - PR - Contador - 2013
Português / Geral

Esses jovens


O jovem com vontades é uma invenção recente da humanidade. E o jovem ______ de influenciar os
outros com suas vontades é uma invenção com pouco mais de 40 anos. Antes do maio de 68, em Paris,
eles poderiam ser rebeldes como James Dean e Marlon Brando, mas sem competência de fazer a cabeça
alheia. Poderiam ser transviados, mas não tinham uma retórica própria e não configuravam um estágio da
vida. Jovens eram um improviso, apenas a transição para a idade adulta, como um alevino ou uma larva.
Jovens eram idiotas.
Desde 68, não é mais assim. Foi ali, quando não dava mais para confiar em quem tinha mais de 30
anos, que os jovens se transformaram em protagonistas incômodos. Tudo o que o mundo avançou nas
últimas décadas ou quase tudo foi sob os impulsos dos jovens.
Mas como eles andavam reacionários ultimamente! Nada é mais triste do que um jovem
reacionário, apegado a pragmatismos, a projetos de velhos e a calças marcadas. Como os jovens usaram
calças de ______ no final do século 20! Como apararam os cabelos como militares, como usaram gravatas
aos 18 anos e como fizeram esforço para ganhar vagas de trainee e crescer na área financeira das firmas.
Como suaram para ganhar o primeiro milhão na bolsa antes dos 20 anos. Como teve, que eu sei, jovem
torcendo contra a aprovação do casamento entre gays. A juventude andava reacionária no mundo todo.
Aos poucos, neste início de século 21, os jovens voltam a ser jovens, inspirados – acreditem – nas
rebeliões árabes. Há um ______ de novas vontades acionando a puberdade ocidental. Há jovens invadindo
a reitoria da USP. A gurizada chilena enfrenta polícia e cães há meses para mudar a educação. Mas que
vontades movem mesmo esses rebeldes? Dia desses, em entrevista à Globo News, Daniel Cohn-Bendit, o
Vermelho, líder do maio de 68, repetiu que ninguém sabia direito que vontades os moviam naqueles
tempos. Há anarquistas e comunistas (ainda existem comunistas?) entre os invasores da USP, como há
reacionários que não ___ outro programa e acampam entre os indignados contra a ganância do mercado
financeiro. Havia reacionários em 68.
Mas parece que hoje falta algo, e não é o topete do Vermelho. Falta um bom slogan aos indignados
do mundo, algo como “é proibido proibir”. Assim como parece que faltou uma frase forte, que faltou um bom
roteiro aos invasores da USP. Se a síntese tuiteira das redes sociais é o que agrega esses jovens, por que
agora falta síntese na retórica, a síntese que sobrava nos tempos de eloquência e de exageros dos anos
60? É estranho que ninguém tenha pichado um muro com algo semelhante àquela frase que em 68 deve ter
sido borrifada por uma bebedeira: a imaginação toma o poder.
Talvez não entendamos direito os jovens e as suas vontades em qualquer época. A juventude
continua querendo fumar maconha sem repressão, como os invasores da USP, ou pôr um freio na
especulação financeira, como os indignados com Wall Street. Ou só quer diversão e arte?
Mas falta força literária, falta imaginação às transgressões de hoje. Ainda estão nos devendo uma
frase, um bordão. Ou quem sabe falte mesmo um bonitão como Cohn-Bendit.

(FONTE: Moisés Mendes, Zero Hora, 13.Nov.2011 – Texto Adaptado)


Avalie as seguintes afirmações:

I. Se na linha 03 o pronome eles fosse passado para o singular, ____ outras palavras deveriam ser alteradas para manter a correção do período.
II. Caso na linha 11 a palavra jovens fosse substituída por jovem, até a linha 14, ___ formas verbais deveriam ser alteradas a fim de estabelecer a correta relação de concordância.

As lacunas das afirmações I e II acima ficam correta e respectivamente preenchidas por

a) 2
b) 3
c) 3
d) 2
e) 4

FUNDATEC - CREA - PR - Contador - 2013
Português / Geral

Esses jovens


O jovem com vontades é uma invenção recente da humanidade. E o jovem ______ de influenciar os
outros com suas vontades é uma invenção com pouco mais de 40 anos. Antes do maio de 68, em Paris,
eles poderiam ser rebeldes como James Dean e Marlon Brando, mas sem competência de fazer a cabeça
alheia. Poderiam ser transviados, mas não tinham uma retórica própria e não configuravam um estágio da
vida. Jovens eram um improviso, apenas a transição para a idade adulta, como um alevino ou uma larva.
Jovens eram idiotas.
Desde 68, não é mais assim. Foi ali, quando não dava mais para confiar em quem tinha mais de 30
anos, que os jovens se transformaram em protagonistas incômodos. Tudo o que o mundo avançou nas
últimas décadas ou quase tudo foi sob os impulsos dos jovens.
Mas como eles andavam reacionários ultimamente! Nada é mais triste do que um jovem
reacionário, apegado a pragmatismos, a projetos de velhos e a calças marcadas. Como os jovens usaram
calças de ______ no final do século 20! Como apararam os cabelos como militares, como usaram gravatas
aos 18 anos e como fizeram esforço para ganhar vagas de trainee e crescer na área financeira das firmas.
Como suaram para ganhar o primeiro milhão na bolsa antes dos 20 anos. Como teve, que eu sei, jovem
torcendo contra a aprovação do casamento entre gays. A juventude andava reacionária no mundo todo.
Aos poucos, neste início de século 21, os jovens voltam a ser jovens, inspirados – acreditem – nas
rebeliões árabes. Há um ______ de novas vontades acionando a puberdade ocidental. Há jovens invadindo
a reitoria da USP. A gurizada chilena enfrenta polícia e cães há meses para mudar a educação. Mas que
vontades movem mesmo esses rebeldes? Dia desses, em entrevista à Globo News, Daniel Cohn-Bendit, o
Vermelho, líder do maio de 68, repetiu que ninguém sabia direito que vontades os moviam naqueles
tempos. Há anarquistas e comunistas (ainda existem comunistas?) entre os invasores da USP, como há
reacionários que não ___ outro programa e acampam entre os indignados contra a ganância do mercado
financeiro. Havia reacionários em 68.
Mas parece que hoje falta algo, e não é o topete do Vermelho. Falta um bom slogan aos indignados
do mundo, algo como “é proibido proibir”. Assim como parece que faltou uma frase forte, que faltou um bom
roteiro aos invasores da USP. Se a síntese tuiteira das redes sociais é o que agrega esses jovens, por que
agora falta síntese na retórica, a síntese que sobrava nos tempos de eloquência e de exageros dos anos
60? É estranho que ninguém tenha pichado um muro com algo semelhante àquela frase que em 68 deve ter
sido borrifada por uma bebedeira: a imaginação toma o poder.
Talvez não entendamos direito os jovens e as suas vontades em qualquer época. A juventude
continua querendo fumar maconha sem repressão, como os invasores da USP, ou pôr um freio na
especulação financeira, como os indignados com Wall Street. Ou só quer diversão e arte?
Mas falta força literária, falta imaginação às transgressões de hoje. Ainda estão nos devendo uma
frase, um bordão. Ou quem sabe falte mesmo um bonitão como Cohn-Bendit.

(FONTE: Moisés Mendes, Zero Hora, 13.Nov.2011 – Texto Adaptado)



Para responder à questão, considere o seguinte período:

Jovens eram um improviso, apenas a
transição para a idade adulta, como um alevino ou
uma larva. Jovens eram idiotas. (l. 05-06)


Em relação ao período acima, são feitas as seguintes afirmações:

I. No fragmento acima, a comparação de jovens com alevino ou larva está relacionada apenas a um determinado momento de vida.
II. Ao comparar jovens com alevinos e larvas, o critério de comparação é apenas o tamanho.
III. Dizer que jovens eram idiotas está relacionado ao fato de eles terem o mesmo comportamento de alevinos e larvas.

Quais estão corretas?

a) Apenas I.
b) Apenas II.
c) Apenas III.
d) Apenas I e II.
e) Apenas II e III.

FUNDATEC - CREA - PR - Contador - 2013
Português / Geral

Esses jovens


O jovem com vontades é uma invenção recente da humanidade. E o jovem ______ de influenciar os
outros com suas vontades é uma invenção com pouco mais de 40 anos. Antes do maio de 68, em Paris,
eles poderiam ser rebeldes como James Dean e Marlon Brando, mas sem competência de fazer a cabeça
alheia. Poderiam ser transviados, mas não tinham uma retórica própria e não configuravam um estágio da
vida. Jovens eram um improviso, apenas a transição para a idade adulta, como um alevino ou uma larva.
Jovens eram idiotas.
Desde 68, não é mais assim. Foi ali, quando não dava mais para confiar em quem tinha mais de 30
anos, que os jovens se transformaram em protagonistas incômodos. Tudo o que o mundo avançou nas
últimas décadas ou quase tudo foi sob os impulsos dos jovens.
Mas como eles andavam reacionários ultimamente! Nada é mais triste do que um jovem
reacionário, apegado a pragmatismos, a projetos de velhos e a calças marcadas. Como os jovens usaram
calças de ______ no final do século 20! Como apararam os cabelos como militares, como usaram gravatas
aos 18 anos e como fizeram esforço para ganhar vagas de trainee e crescer na área financeira das firmas.
Como suaram para ganhar o primeiro milhão na bolsa antes dos 20 anos. Como teve, que eu sei, jovem
torcendo contra a aprovação do casamento entre gays. A juventude andava reacionária no mundo todo.
Aos poucos, neste início de século 21, os jovens voltam a ser jovens, inspirados – acreditem – nas
rebeliões árabes. Há um ______ de novas vontades acionando a puberdade ocidental. Há jovens invadindo
a reitoria da USP. A gurizada chilena enfrenta polícia e cães há meses para mudar a educação. Mas que
vontades movem mesmo esses rebeldes? Dia desses, em entrevista à Globo News, Daniel Cohn-Bendit, o
Vermelho, líder do maio de 68, repetiu que ninguém sabia direito que vontades os moviam naqueles
tempos. Há anarquistas e comunistas (ainda existem comunistas?) entre os invasores da USP, como há
reacionários que não ___ outro programa e acampam entre os indignados contra a ganância do mercado
financeiro. Havia reacionários em 68.
Mas parece que hoje falta algo, e não é o topete do Vermelho. Falta um bom slogan aos indignados
do mundo, algo como “é proibido proibir”. Assim como parece que faltou uma frase forte, que faltou um bom
roteiro aos invasores da USP. Se a síntese tuiteira das redes sociais é o que agrega esses jovens, por que
agora falta síntese na retórica, a síntese que sobrava nos tempos de eloquência e de exageros dos anos
60? É estranho que ninguém tenha pichado um muro com algo semelhante àquela frase que em 68 deve ter
sido borrifada por uma bebedeira: a imaginação toma o poder.
Talvez não entendamos direito os jovens e as suas vontades em qualquer época. A juventude
continua querendo fumar maconha sem repressão, como os invasores da USP, ou pôr um freio na
especulação financeira, como os indignados com Wall Street. Ou só quer diversão e arte?
Mas falta força literária, falta imaginação às transgressões de hoje. Ainda estão nos devendo uma
frase, um bordão. Ou quem sabe falte mesmo um bonitão como Cohn-Bendit.

(FONTE: Moisés Mendes, Zero Hora, 13.Nov.2011 – Texto Adaptado)


Em relação ao uso de pontuação no texto, afirma-se que:

I. O ponto da linha 01 poderia ser substituído por uma vírgula, fazendo-se as alterações quanto ao uso de letra minúscula, sem provocar incorreção ao texto.
II. As duas vírgulas da linha 02 justificam-se pelo mesmo motivo.
III. A segunda vírgula da linha 07 e a vírgula da linha 08 isolam um segmento oracional.
IV. Na linha 24, a supressão da vírgula não promoveria qualquer incorreção.

Quais estão corretas?

a) Apenas I e IV.
b) Apenas II e III.
c) Apenas I, II e III.
d) Apenas II, III e IV.
e) I, II, III e IV.

FUNDATEC - Prefeitura de Nova Roma do Sul - Contador - 2013
Direito Financeiro / Lei de Responsabilidade Fiscal (Lei nº 101/2000)

No capítulo I da Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF), surge um importante conceito que é parâmetro para várias informações geradas na gestão pública. Esse elemento chama-se Receita Corrente Líquida (RCL). Assinale V (verdadeiro) ou F (falso) às afirmações seguintes sobre Receita Corrente Líquida (RCL).

( ) A receita corrente líquida (RCL) serve como parâmetro para calcular o limite do montante global para as operações de créditos.
( ) A receita corrente líquida (RCL), de acordo com o § 3º do art. 2º da LRF, é apurada somando-se as receitas arrecadadas no mês em referência e nos doze anteriores, excluídas as duplicidades.
( ) Para cálculo da receita corrente líquida (RCL) do Distrito Federal e dos Estados do Amapá e de Rondônia, não serão considerados os recursos recebidos da União para atendimento das despesas de pessoal daqueles entes, conforme o § 2º, do art. 2º, da LRF.
( ) Para efeito do cálculo da receita corrente líquida (RCL), são deduzidas as compensações financeiras (§ 9º do art. 201 da Constituição Federal) da receita corrente.

A sequência correta de preenchimento dos parênteses, de cima para baixo, é:

a) V - F - F - V.
b) V - F - F - F.
c) F - F - F - F.
d) V - V - V - V.
e) F - F - V - V.

Seja aprovado em 1 ano Conheça o método para ser aprovado em Concurso Público

Estude Grátis é uma simples e poderosa ferramenta que lhe ajudará a passar nos melhores Concursos Públicos. São milhares de Questões de Concurso para você filtrar e estudar somente aqueles temas que estão especificados em seu Edital.