Questões da Banca EXATUS

Encontre Questões da Banca EXATUS com o filtro abaixo,

EXATUS - Prefeitura Godoy Moreira - PR - Auxiliar de Enfermagem - 2012
Português / Geral

A lição final - Realize seus sonhos


Quais são seus sonhos? O que você imaginou ainda criança e que gostaria de realizar? Ainda não levou a cabo algum deles? Continua a persegui-los de forma incansável? Ou os abandonou e passou a viver de forma mais “realista”? Randy Pausch, professor da Universidade Carnegie Mellon, renomado especialista em ciência da computação, ao descobrir-se doente, com câncer no pâncreas, e com apenas alguns meses de vida pela frente, resolveu falar em uma palestra de despedida sobre os sonhos que sempre acalentara.
Não queria remoer os ferimentos e as dores provocadas pela doença terminal que, aos 46 anos, determinaram que ele teria muito pouco tempo pela frente na estrada da vida. Deram-lhe entre três e seis meses. Ele já ultrapassou essa marca em quase cinco meses e continua firme, batalhando, contando com o apoio de familiares, amigos e desconhecidos que se sensibilizaram com o seu discurso final na Carnegie Mellon.
Sua apresentação ganhou o mundo virtual da internet. É possível vê-la na íntegra no YouTube. E realmente mexe com o coração e a cabeça de todos. Pausch conseguiu muito mais falando sobre os sonhos do que discorrendo sobre a enfermidade que lhe acometeu. Esse cidadão agiu como um moderno Peter Pan, que não quer crescer (no caso dele, morrer) e que também não deseja separar-se de sua sombra (que em sua história seria representada por sua família, amigos, trabalho).
Mas a despeito disso, falou com o coração ao discursar sobre seus sonhos e permitir que inúmeras pessoas do mundo inteiro viessem a conhecer seus pensamentos. Para tornar ainda maior o eco em relação ao discurso e as ideias do professor Pausch, surgiu também o livro A lição final, escrito em parceria com o jornalista Jeffrey Zaslow. O livro, diga-se de passagem, não é apenas uma reprodução das principais ideias apresentadas em sua famosa e difundida palestra. Tampouco pode ser qualificado como obra de autoajuda. Randy Pausch resolveu, no livro, ir além das receitas que poderiam compor um livro de tal natureza. Ao discorrer sobre os sonhos, resgata valores, acontecimentos, encontros, realizações profissionais e fala sobre a família (lembrando-se, com carinho, tanto da convivência e das lições de seus pais, quanto de toda a convivência com sua esposa Jai e os filhos Logan, Dylan e Chloe ).
(...) Pausch fala da vida de forma otimista, ciente de que cada minuto que temos é valioso demais e que, nesse sentido, em vez de reclamar de sua condição, vale muito mais a pena viver intensamente o que lhe resta, agradecendo a benção recebida.
Vale destacar que o pensamento do professor Randy Pausch contrasta com a vida de muitos de nós. Afinal, ainda há incontáveis pessoas que não perceberam que, no final das contas, a finitude do tempo é uma realidade, em maior ou menor escala, para todos, e que, por isso, deveríamos mesmo utilizá-lo com maior sabedoria do que estamos fazendo na maioria dos casos...
Isso significa, de acordo com Randy, agarrar seus sonhos com unhas e dentes, buscar sua realização a todo custo (desde que dentro dos limites da ética e da responsabilidade ), não deixar jamais de ter metas e, é claro, amar a vida e suas possibilidades.
Penso que o livro de Randy Pausch, “A lição final”, se tornou um elemento de inspiração que pode ser bastante poderoso para quem se dispuser a ler não apenas com os olhos, a mente, a racionalidade, mas, principalmente, com o coração...

João Luís de Almeida Machado



O texto apresentado trata-se de um artigo escrito pelo professor João Luís de Almeida Machado estudioso sobre educação, o que o faz ter maior conhecimento para comentar sobre a palestra e o livro de Randy Pausch. Assinale a alternativa que delimita a ideia central do artigo em questão:

a) Trata-se da apresentação de um livro de autoajuda para motivar pessoas que se encontram na mesma situação que o escritor.
b) O artigo relata a vida de Randy Pausch e a efemeridade com que a doença o atingiu, mostrando que ele é um caso raro da medicina que ultrapassou o limite dado para que continuasse vivo, o que tem chamado a atenção de todos na internet.
c) Conscientizar as pessoas de empregar sua existência de modo sábio, aproveitando todos os prazeres que a vida oferece, sem se importar com o dia de amanhã.
d) Apresenta a experiência vivida por um professor que tem empregado seus últimos dias de vida em tentar mexer com o sentimento e com o intelecto das pessoas, levando-as a refletir sobre como viver intensamente e de forma otimista.

EXATUS - Prefeitura Godoy Moreira - PR - Auxiliar de Enfermagem - 2012
Português / Geral

A lição final - Realize seus sonhos


Quais são seus sonhos? O que você imaginou ainda criança e que gostaria de realizar? Ainda não levou a cabo algum deles? Continua a persegui-los de forma incansável? Ou os abandonou e passou a viver de forma mais “realista”? Randy Pausch, professor da Universidade Carnegie Mellon, renomado especialista em ciência da computação, ao descobrir-se doente, com câncer no pâncreas, e com apenas alguns meses de vida pela frente, resolveu falar em uma palestra de despedida sobre os sonhos que sempre acalentara.
Não queria remoer os ferimentos e as dores provocadas pela doença terminal que, aos 46 anos, determinaram que ele teria muito pouco tempo pela frente na estrada da vida. Deram-lhe entre três e seis meses. Ele já ultrapassou essa marca em quase cinco meses e continua firme, batalhando, contando com o apoio de familiares, amigos e desconhecidos que se sensibilizaram com o seu discurso final na Carnegie Mellon.
Sua apresentação ganhou o mundo virtual da internet. É possível vê-la na íntegra no YouTube. E realmente mexe com o coração e a cabeça de todos. Pausch conseguiu muito mais falando sobre os sonhos do que discorrendo sobre a enfermidade que lhe acometeu. Esse cidadão agiu como um moderno Peter Pan, que não quer crescer (no caso dele, morrer) e que também não deseja separar-se de sua sombra (que em sua história seria representada por sua família, amigos, trabalho).
Mas a despeito disso, falou com o coração ao discursar sobre seus sonhos e permitir que inúmeras pessoas do mundo inteiro viessem a conhecer seus pensamentos. Para tornar ainda maior o eco em relação ao discurso e as ideias do professor Pausch, surgiu também o livro A lição final, escrito em parceria com o jornalista Jeffrey Zaslow. O livro, diga-se de passagem, não é apenas uma reprodução das principais ideias apresentadas em sua famosa e difundida palestra. Tampouco pode ser qualificado como obra de autoajuda. Randy Pausch resolveu, no livro, ir além das receitas que poderiam compor um livro de tal natureza. Ao discorrer sobre os sonhos, resgata valores, acontecimentos, encontros, realizações profissionais e fala sobre a família (lembrando-se, com carinho, tanto da convivência e das lições de seus pais, quanto de toda a convivência com sua esposa Jai e os filhos Logan, Dylan e Chloe ).
(...) Pausch fala da vida de forma otimista, ciente de que cada minuto que temos é valioso demais e que, nesse sentido, em vez de reclamar de sua condição, vale muito mais a pena viver intensamente o que lhe resta, agradecendo a benção recebida.
Vale destacar que o pensamento do professor Randy Pausch contrasta com a vida de muitos de nós. Afinal, ainda há incontáveis pessoas que não perceberam que, no final das contas, a finitude do tempo é uma realidade, em maior ou menor escala, para todos, e que, por isso, deveríamos mesmo utilizá-lo com maior sabedoria do que estamos fazendo na maioria dos casos...
Isso significa, de acordo com Randy, agarrar seus sonhos com unhas e dentes, buscar sua realização a todo custo (desde que dentro dos limites da ética e da responsabilidade ), não deixar jamais de ter metas e, é claro, amar a vida e suas possibilidades.
Penso que o livro de Randy Pausch, “A lição final”, se tornou um elemento de inspiração que pode ser bastante poderoso para quem se dispuser a ler não apenas com os olhos, a mente, a racionalidade, mas, principalmente, com o coração...

João Luís de Almeida Machado



Quanto ao livro publicado por Randy Pausch, pode-se afirmar que a obra é:

a) uma biografia.
b) um livro de auto-ajuda.
c) apenas uma receita que orienta pessoas a terem uma vida mais saudável, afim de evitar possíveis patologias futuras, baseadas em sua experiência de vida.
d) um livro baseado na palestra elaborada para difundir as ideias do autor como o resgate de valores, realizações profissionais, família enfim a realização de sonhos.

EXATUS - Prefeitura Godoy Moreira - PR - Auxiliar de Enfermagem - 2012
Português / Geral

A lição final - Realize seus sonhos


Quais são seus sonhos? O que você imaginou ainda criança e que gostaria de realizar? Ainda não levou a cabo algum deles? Continua a persegui-los de forma incansável? Ou os abandonou e passou a viver de forma mais “realista”? Randy Pausch, professor da Universidade Carnegie Mellon, renomado especialista em ciência da computação, ao descobrir-se doente, com câncer no pâncreas, e com apenas alguns meses de vida pela frente, resolveu falar em uma palestra de despedida sobre os sonhos que sempre acalentara.
Não queria remoer os ferimentos e as dores provocadas pela doença terminal que, aos 46 anos, determinaram que ele teria muito pouco tempo pela frente na estrada da vida. Deram-lhe entre três e seis meses. Ele já ultrapassou essa marca em quase cinco meses e continua firme, batalhando, contando com o apoio de familiares, amigos e desconhecidos que se sensibilizaram com o seu discurso final na Carnegie Mellon.
Sua apresentação ganhou o mundo virtual da internet. É possível vê-la na íntegra no YouTube. E realmente mexe com o coração e a cabeça de todos. Pausch conseguiu muito mais falando sobre os sonhos do que discorrendo sobre a enfermidade que lhe acometeu. Esse cidadão agiu como um moderno Peter Pan, que não quer crescer (no caso dele, morrer) e que também não deseja separar-se de sua sombra (que em sua história seria representada por sua família, amigos, trabalho).
Mas a despeito disso, falou com o coração ao discursar sobre seus sonhos e permitir que inúmeras pessoas do mundo inteiro viessem a conhecer seus pensamentos. Para tornar ainda maior o eco em relação ao discurso e as ideias do professor Pausch, surgiu também o livro A lição final, escrito em parceria com o jornalista Jeffrey Zaslow. O livro, diga-se de passagem, não é apenas uma reprodução das principais ideias apresentadas em sua famosa e difundida palestra. Tampouco pode ser qualificado como obra de autoajuda. Randy Pausch resolveu, no livro, ir além das receitas que poderiam compor um livro de tal natureza. Ao discorrer sobre os sonhos, resgata valores, acontecimentos, encontros, realizações profissionais e fala sobre a família (lembrando-se, com carinho, tanto da convivência e das lições de seus pais, quanto de toda a convivência com sua esposa Jai e os filhos Logan, Dylan e Chloe ).
(...) Pausch fala da vida de forma otimista, ciente de que cada minuto que temos é valioso demais e que, nesse sentido, em vez de reclamar de sua condição, vale muito mais a pena viver intensamente o que lhe resta, agradecendo a benção recebida.
Vale destacar que o pensamento do professor Randy Pausch contrasta com a vida de muitos de nós. Afinal, ainda há incontáveis pessoas que não perceberam que, no final das contas, a finitude do tempo é uma realidade, em maior ou menor escala, para todos, e que, por isso, deveríamos mesmo utilizá-lo com maior sabedoria do que estamos fazendo na maioria dos casos...
Isso significa, de acordo com Randy, agarrar seus sonhos com unhas e dentes, buscar sua realização a todo custo (desde que dentro dos limites da ética e da responsabilidade ), não deixar jamais de ter metas e, é claro, amar a vida e suas possibilidades.
Penso que o livro de Randy Pausch, “A lição final”, se tornou um elemento de inspiração que pode ser bastante poderoso para quem se dispuser a ler não apenas com os olhos, a mente, a racionalidade, mas, principalmente, com o coração...

João Luís de Almeida Machado



Analise a pontuação do trecho destacado e assinale a alternativa correta:
Penso que o livro de Randy Pausch, "A lição final", se tornou um elemento de inspiração que pode ser bastante poderoso para quem se dispuser a ler não apenas com os olhos, a mente, a racionalidade, mas principalmente, com o coração...

A ) As aspas em "A lição final" foram utilizadas para evidenciar o título da obra.
B ) As vírgulas do trecho grifado foram usadas para separar os itens de uma enumeração.
C ) As reticências no final do trecho, para mostrar que o pensamento não foi concluído, causando assim um efeito coesivo.
D ) As vírgulas que apresentam o título do livro, foram empregadas para isolar o vocativo.

a) Todas as afirmativas estão corretas.
b) As afirmativas estão corretas, exceto a letra D.
c) Apenas as afirmativas A e C estão corretas.
d) As afirmativas estão corretas, exceto a letra B.

EXATUS - Prefeitura Godoy Moreira - PR - Auxiliar de Enfermagem - 2012
Português / Concordância Nominal

A lição final - Realize seus sonhos


Quais são seus sonhos? O que você imaginou ainda criança e que gostaria de realizar? Ainda não levou a cabo algum deles? Continua a persegui-los de forma incansável? Ou os abandonou e passou a viver de forma mais “realista”? Randy Pausch, professor da Universidade Carnegie Mellon, renomado especialista em ciência da computação, ao descobrir-se doente, com câncer no pâncreas, e com apenas alguns meses de vida pela frente, resolveu falar em uma palestra de despedida sobre os sonhos que sempre acalentara.
Não queria remoer os ferimentos e as dores provocadas pela doença terminal que, aos 46 anos, determinaram que ele teria muito pouco tempo pela frente na estrada da vida. Deram-lhe entre três e seis meses. Ele já ultrapassou essa marca em quase cinco meses e continua firme, batalhando, contando com o apoio de familiares, amigos e desconhecidos que se sensibilizaram com o seu discurso final na Carnegie Mellon.
Sua apresentação ganhou o mundo virtual da internet. É possível vê-la na íntegra no YouTube. E realmente mexe com o coração e a cabeça de todos. Pausch conseguiu muito mais falando sobre os sonhos do que discorrendo sobre a enfermidade que lhe acometeu. Esse cidadão agiu como um moderno Peter Pan, que não quer crescer (no caso dele, morrer) e que também não deseja separar-se de sua sombra (que em sua história seria representada por sua família, amigos, trabalho).
Mas a despeito disso, falou com o coração ao discursar sobre seus sonhos e permitir que inúmeras pessoas do mundo inteiro viessem a conhecer seus pensamentos. Para tornar ainda maior o eco em relação ao discurso e as ideias do professor Pausch, surgiu também o livro A lição final, escrito em parceria com o jornalista Jeffrey Zaslow. O livro, diga-se de passagem, não é apenas uma reprodução das principais ideias apresentadas em sua famosa e difundida palestra. Tampouco pode ser qualificado como obra de autoajuda. Randy Pausch resolveu, no livro, ir além das receitas que poderiam compor um livro de tal natureza. Ao discorrer sobre os sonhos, resgata valores, acontecimentos, encontros, realizações profissionais e fala sobre a família (lembrando-se, com carinho, tanto da convivência e das lições de seus pais, quanto de toda a convivência com sua esposa Jai e os filhos Logan, Dylan e Chloe ).
(...) Pausch fala da vida de forma otimista, ciente de que cada minuto que temos é valioso demais e que, nesse sentido, em vez de reclamar de sua condição, vale muito mais a pena viver intensamente o que lhe resta, agradecendo a benção recebida.
Vale destacar que o pensamento do professor Randy Pausch contrasta com a vida de muitos de nós. Afinal, ainda há incontáveis pessoas que não perceberam que, no final das contas, a finitude do tempo é uma realidade, em maior ou menor escala, para todos, e que, por isso, deveríamos mesmo utilizá-lo com maior sabedoria do que estamos fazendo na maioria dos casos...
Isso significa, de acordo com Randy, agarrar seus sonhos com unhas e dentes, buscar sua realização a todo custo (desde que dentro dos limites da ética e da responsabilidade ), não deixar jamais de ter metas e, é claro, amar a vida e suas possibilidades.
Penso que o livro de Randy Pausch, “A lição final”, se tornou um elemento de inspiração que pode ser bastante poderoso para quem se dispuser a ler não apenas com os olhos, a mente, a racionalidade, mas, principalmente, com o coração...

João Luís de Almeida Machado



Considerando que concordância nominal é a relação entre os nomes, assinale a alternativa que completa corretamente as orações com a palavra indicada pelos parênteses:
A ) As simples ações são ______________válidas para a construção de uma vida melhor. ( bastante )
B ) Sonhar é___________ em todos os momentos da vida. (bom)
C ) Todos os que estavam presentes na palestra ficaram _________ confusos sobre seu posicionamento em relação à vida e decidiram que era melhor repensar suas ações. (meio)
D ) A senhora não falou muito _______________ para o palestrante. (obrigado)
E ) Eles ______________ ficaram assustados com sua incapacidade para sonhar. (próprio)

a) bastante, bom, meio, obrigada, próprios.
b) bastantes, bom, meio, obrigada, próprio.
c) bastantes, bom, meios, obrigado, próprios.
d) bastante, bom, meios, obrigada, próprio.

EXATUS - Prefeitura Godoy Moreira - PR - Auxiliar de Enfermagem - 2012
Português / Geral

A lição final - Realize seus sonhos


Quais são seus sonhos? O que você imaginou ainda criança e que gostaria de realizar? Ainda não levou a cabo algum deles? Continua a persegui-los de forma incansável? Ou os abandonou e passou a viver de forma mais “realista”? Randy Pausch, professor da Universidade Carnegie Mellon, renomado especialista em ciência da computação, ao descobrir-se doente, com câncer no pâncreas, e com apenas alguns meses de vida pela frente, resolveu falar em uma palestra de despedida sobre os sonhos que sempre acalentara.
Não queria remoer os ferimentos e as dores provocadas pela doença terminal que, aos 46 anos, determinaram que ele teria muito pouco tempo pela frente na estrada da vida. Deram-lhe entre três e seis meses. Ele já ultrapassou essa marca em quase cinco meses e continua firme, batalhando, contando com o apoio de familiares, amigos e desconhecidos que se sensibilizaram com o seu discurso final na Carnegie Mellon.
Sua apresentação ganhou o mundo virtual da internet. É possível vê-la na íntegra no YouTube. E realmente mexe com o coração e a cabeça de todos. Pausch conseguiu muito mais falando sobre os sonhos do que discorrendo sobre a enfermidade que lhe acometeu. Esse cidadão agiu como um moderno Peter Pan, que não quer crescer (no caso dele, morrer) e que também não deseja separar-se de sua sombra (que em sua história seria representada por sua família, amigos, trabalho).
Mas a despeito disso, falou com o coração ao discursar sobre seus sonhos e permitir que inúmeras pessoas do mundo inteiro viessem a conhecer seus pensamentos. Para tornar ainda maior o eco em relação ao discurso e as ideias do professor Pausch, surgiu também o livro A lição final, escrito em parceria com o jornalista Jeffrey Zaslow. O livro, diga-se de passagem, não é apenas uma reprodução das principais ideias apresentadas em sua famosa e difundida palestra. Tampouco pode ser qualificado como obra de autoajuda. Randy Pausch resolveu, no livro, ir além das receitas que poderiam compor um livro de tal natureza. Ao discorrer sobre os sonhos, resgata valores, acontecimentos, encontros, realizações profissionais e fala sobre a família (lembrando-se, com carinho, tanto da convivência e das lições de seus pais, quanto de toda a convivência com sua esposa Jai e os filhos Logan, Dylan e Chloe ).
(...) Pausch fala da vida de forma otimista, ciente de que cada minuto que temos é valioso demais e que, nesse sentido, em vez de reclamar de sua condição, vale muito mais a pena viver intensamente o que lhe resta, agradecendo a benção recebida.
Vale destacar que o pensamento do professor Randy Pausch contrasta com a vida de muitos de nós. Afinal, ainda há incontáveis pessoas que não perceberam que, no final das contas, a finitude do tempo é uma realidade, em maior ou menor escala, para todos, e que, por isso, deveríamos mesmo utilizá-lo com maior sabedoria do que estamos fazendo na maioria dos casos...
Isso significa, de acordo com Randy, agarrar seus sonhos com unhas e dentes, buscar sua realização a todo custo (desde que dentro dos limites da ética e da responsabilidade ), não deixar jamais de ter metas e, é claro, amar a vida e suas possibilidades.
Penso que o livro de Randy Pausch, “A lição final”, se tornou um elemento de inspiração que pode ser bastante poderoso para quem se dispuser a ler não apenas com os olhos, a mente, a racionalidade, mas, principalmente, com o coração...

João Luís de Almeida Machado



Observe as orações abaixo e assinale a alternativa que apresenta a análise gramatical correta quanto a concordância verbal, ( C ) corretas e (I) incorretas:
A ) Recebeu aplausos, no mês passado, a palestra do Professor Pausch.
B ) Recebeu inúmeros elogios as pessoas que passaram a colocar a realização dos sonhos como meta de vida.
C ) Devem fazer dois anos que não me dedico à realização de meus sonhos.
D ) Houve momentos de emoção e de lembranças durante a leitura do livro A lição final. Assinale a seqüência correta de cima para baixo:

a) C, I, I, C.
b) I, C, I, C.
c) C, C, I, I.
d) I, I, C, C.

EXATUS - Prefeitura Godoy Moreira - PR - Auxiliar de Enfermagem - 2012
Português / Geral

A lição final - Realize seus sonhos


Quais são seus sonhos? O que você imaginou ainda criança e que gostaria de realizar? Ainda não levou a cabo algum deles? Continua a persegui-los de forma incansável? Ou os abandonou e passou a viver de forma mais “realista”? Randy Pausch, professor da Universidade Carnegie Mellon, renomado especialista em ciência da computação, ao descobrir-se doente, com câncer no pâncreas, e com apenas alguns meses de vida pela frente, resolveu falar em uma palestra de despedida sobre os sonhos que sempre acalentara.
Não queria remoer os ferimentos e as dores provocadas pela doença terminal que, aos 46 anos, determinaram que ele teria muito pouco tempo pela frente na estrada da vida. Deram-lhe entre três e seis meses. Ele já ultrapassou essa marca em quase cinco meses e continua firme, batalhando, contando com o apoio de familiares, amigos e desconhecidos que se sensibilizaram com o seu discurso final na Carnegie Mellon.
Sua apresentação ganhou o mundo virtual da internet. É possível vê-la na íntegra no YouTube. E realmente mexe com o coração e a cabeça de todos. Pausch conseguiu muito mais falando sobre os sonhos do que discorrendo sobre a enfermidade que lhe acometeu. Esse cidadão agiu como um moderno Peter Pan, que não quer crescer (no caso dele, morrer) e que também não deseja separar-se de sua sombra (que em sua história seria representada por sua família, amigos, trabalho).
Mas a despeito disso, falou com o coração ao discursar sobre seus sonhos e permitir que inúmeras pessoas do mundo inteiro viessem a conhecer seus pensamentos. Para tornar ainda maior o eco em relação ao discurso e as ideias do professor Pausch, surgiu também o livro A lição final, escrito em parceria com o jornalista Jeffrey Zaslow. O livro, diga-se de passagem, não é apenas uma reprodução das principais ideias apresentadas em sua famosa e difundida palestra. Tampouco pode ser qualificado como obra de autoajuda. Randy Pausch resolveu, no livro, ir além das receitas que poderiam compor um livro de tal natureza. Ao discorrer sobre os sonhos, resgata valores, acontecimentos, encontros, realizações profissionais e fala sobre a família (lembrando-se, com carinho, tanto da convivência e das lições de seus pais, quanto de toda a convivência com sua esposa Jai e os filhos Logan, Dylan e Chloe ).
(...) Pausch fala da vida de forma otimista, ciente de que cada minuto que temos é valioso demais e que, nesse sentido, em vez de reclamar de sua condição, vale muito mais a pena viver intensamente o que lhe resta, agradecendo a benção recebida.
Vale destacar que o pensamento do professor Randy Pausch contrasta com a vida de muitos de nós. Afinal, ainda há incontáveis pessoas que não perceberam que, no final das contas, a finitude do tempo é uma realidade, em maior ou menor escala, para todos, e que, por isso, deveríamos mesmo utilizá-lo com maior sabedoria do que estamos fazendo na maioria dos casos...
Isso significa, de acordo com Randy, agarrar seus sonhos com unhas e dentes, buscar sua realização a todo custo (desde que dentro dos limites da ética e da responsabilidade ), não deixar jamais de ter metas e, é claro, amar a vida e suas possibilidades.
Penso que o livro de Randy Pausch, “A lição final”, se tornou um elemento de inspiração que pode ser bastante poderoso para quem se dispuser a ler não apenas com os olhos, a mente, a racionalidade, mas, principalmente, com o coração...

João Luís de Almeida Machado



Leia o seguinte pensamento de Shakespeare: "Nós somos do tecido de que são feitos os sonhos!" Qual é a relação temática entre o texto e esse pensamento?

a) Ambos foram criados por escritores renomados.
b) Os dois textos tratam da importância dos sonhos para a vida.
c) Os textos falam que a atividade de sonhar é inerente aos seres humanos.
d) Não há nenhuma relação temática entre o texto e o pensamento.

EXATUS - Prefeitura São Tomé - PR - Auxiliar de Enfermagem - 2012
Enfermagem / Geral

O linfogranuloma venéreo, a lesão primaria chamada de inaculação, surge após quanto tempo após a transmissão?

a) 1 a 4 semanas.
b) 2 a 4 semanas.
c) 1 a 6 semanas.
d) 2 a 5 semanas.

EXATUS - Prefeitura São Tomé - PR - Auxiliar de Enfermagem - 2012
Enfermagem / Geral

O condiloma acuminado caracteriza-se pelo surgimento de pequenas verrugas na região da genitália após quanto tempo da sua transmissão aparece os sintomas?

a) entre 2 a 4 meses.
b) entre 3 a 4 meses.
c) entre 4 a 6 meses.
d) entre 2 a 6 meses.

EXATUS - Prefeitura São Tomé - PR - Auxiliar de Enfermagem - 2012
Enfermagem / Geral

O indivíduo pode contrair o HIV em:

a) relação sexual desprotegida.
b) drogas injetáveis compartilhadas.
c) material biológico.
d) todas as alternativas estão corretas.

EXATUS - Prefeitura São Tomé - PR - Auxiliar de Enfermagem - 2012
Enfermagem / Geral

Quando deve ser realizado o curativo do coto umbilical?

a) diariamente.
b) a cada 2 dias.
c) 1 vez por semana.
d) todas as alternativas estão corretas.

Seja aprovado em 1 ano Conheça o método para ser aprovado em Concurso Público

Estude Grátis é uma simples e poderosa ferramenta que lhe ajudará a passar nos melhores Concursos Públicos. São milhares de Questões de Concurso para você filtrar e estudar somente aqueles temas que estão especificados em seu Edital.