Questões de Serviço Social da COMPERVE

O assistente social, no seu campo de trabalho e intervenção, deve desenvolver uma atitude investigativa. Ao ser demandado para atuar na gestão, formulação e avaliação de políticas públicas, essa atuação requer competência teórico-metodológica, ético-política e técnico operativa. Nesse sentido, a pesquisa da realidade social constitui-se o principal modo de qualificar o exercício profissional do assistente social porque
  • A. o assistente social, em seu processo de formação profissional, dispõe de referencial ético-político que lhe possibilita apreender as diferentes manifestações da questão social, desconectados da totalidade social.
  • B. as informações produzidas sobre a realidade social pelos institutos oficiais de pesquisa não são disponibilizadas para a sociedade, inviabilizando a apropriação do conhecimento pelo assistente social.
  • C. a gestão de políticas requer acúmulo de informações sobre a totalidade social, que envolve dados referentes às várias formas de manifestação das contradições e sua vivência pelos sujeitos sociais.
  • D. a pesquisa da realidade social é uma atribuição privativa do assistente social porque cabe a esse profissional a coleta dos dados, enquanto, aos demais cabem a sistematização dos dados e a elaboração de relatórios.
Clique em uma opção abaixo para responder a questão:
O Brasil é hoje um dos países do mundo com maior concentração de pobreza e desigualdade social. Estudos recentes, incluindo aqueles que utilizam dados do Banco Mundial, indicam 16 milhões de pessoas vivendo abaixo da linha de pobreza. Numa perspectiva crítica, a superação dessa realidade encontra limites em muitos desafios relacionados à prevalência de mecanismos que favorecem a concentração de renda e riqueza em nosso país, dentre os quais, encontra-se
  • A. a falta de estímulo à capacidade das pessoas.
  • B. a progressividade da política tributária brasileira.
  • C. a ausência de uma reforma da previdência.
  • D. a ausência de uma política tributária justa.
Clique em uma opção abaixo para responder a questão:
As contrarreformas do Estado neoliberal têm impactos nas políticas sociais, mediante a desconstrução do princípio da universalidade do acesso, da privatização dos serviços sociais e da precarização das relações de trabalho. Essas contrarreformas também afetam diretamente o trabalho do assistente social em duas dimensões, quais sejam:
  • A. As contrarreformas do Estado neoliberal têm impactos nas políticas sociais, mediante a desconstrução do princípio da universalidade do acesso, da privatização dos serviços sociais e da precarização das relações de trabalho. Essas contrarreformas também afetam diretamente o trabalho do assistente social em duas dimensões, quais sejam:
  • B. qualificação profissional do assistente social e redução da demanda da população usuária das políticas de seguridade social.
  • C. aumento da responsabilidade do Estado na implementação de direitos e ampliação das oportunidades de trabalho na seguridade social.
  • D. instabilidade dos direitos trabalhistas do profissional e aumento da demanda da população usuária no contexto de desmonte de direitos.
Clique em uma opção abaixo para responder a questão:

A partir dos anos de 1970, as transformações societárias ganharam impulso trazendo mudanças ao mundo do trabalho provocadas pelas requisições do capital, num contexto neoliberal. Essas transformações não se esgotaram no âmbito produtivo, mas alcançaram a totalidade social. O desdobramento dessas transformações atingiu com intensidade os países periféricos, dentre estes, o Brasil. Acerca das estratégias para implementação do projeto neoliberal nos países de capitalismo periférico, considere os itens abaixo.

I Privatização do patrimônio do Estado, transferindo ao grande capital as riquezas nacionais.

II Flexibilização da produção e das relações de trabalho, alterando as configurações taylorista-fordistas e reduzindo os direitos trabalhistas.

III Pleno emprego, em decorrência da ampliação expressiva do processo produtivo industrial e de serviços.

IV Regulamentação da reforma tributária, afirmando um orçamento progressivo na seguridade social.

A implementação do projeto neoliberal nos países de capitalismo periférico, pressupõe a mobilização das estratégias apresentadas nos itens

  • A. III e IV.
  • B. I e III.
  • C. II e IV.
  • D. I e II.
Clique em uma opção abaixo para responder a questão:

Os anos que se seguiram ao período de reconstrução do segundo pós‐guerra, estendendo-se até os anos 1970, nos países centrais, foram marcados por altas taxas de crescimento econômico, ampliação de empregos e salários e uma forte intervenção do Estado no social. No final dos anos de 1960 e, mais precisamente, a partir de 1973, esse ciclo econômico começa a se exaurir e os neoliberais atribuem à atuação agigantada do Estado a responsabilidade pela crise. A programática neoliberal para superação da crise incluía algumas proposições básicas. Sobre essa temática, considere as proposições abaixo.

I Um Estado forte para romper o poder dos sindicatos e controlar a moeda e um Estado parco para os gastos sociais e regulamentações econômicas.

II Um Estado ampliado no social com a promoção do pleno emprego e o fortalecimento do poder dos sindicatos e estabilidade monetária.

 III Uma reforma fiscal, diminuindo os impostos sobre os rendimentos mais altos e o desmonte dos direitos sociais.

 IV A minimização do Estado para a reprodução do capital e a maximização do Estado no social com ampliação de direitos.

As proposições neoliberais para saída da crise estão presentes nos itens

  • A. I e IV.
  • B. II e III.
  • C. II e IV.
  • D. I e III.
Clique em uma opção abaixo para responder a questão:
De acordo com a literatura da área do serviço social que trata de política de saúde, o processo saúde-doença é compreendido como uma decorrência das condições de vida e de trabalho. Considerando o exposto e o esperado compromisso do assistente social com a defesa de direitos sociais e o que defende o projeto ético-político da profissão, uma estratégia possível de ação profissional no âmbito da política de saúde na perspectiva da garantia de direitos sociais pode ser:
  • A. a intervenção nos conflitos familiares, comunitários e interpessoais com vistas à prevenção e à reabilitação da saúde.
  • B. o fortalecimento de espaços de participação social com vistas à construção de novos sujeitos coletivos.
  • C. o atendimento de indivíduos que não tiveram suas necessidades atendidas, com vistas à defesa de direitos e terapias comunitárias.
  • D. o fortalecimento da participação por meio de terapias comunitárias com vistas à superação dos problemas trazidos pelos sujeitos coletivos e individuais.
Clique em uma opção abaixo para responder a questão:
A perspectiva de seguridade social defendida no projeto ético-político do serviço social tem como horizonte a construção de uma sociedade justa e igualitária. Exige uma intervenção profissional comprometida com os direitos sociais e interesses dos usuários na defesa da qualidade dos serviços. A busca pela qualidade dos serviços implica, necessariamente, na garantia de alguns requisitos essenciais, como:
  • A. espaços físicos adequados, equipamentos suficientes, recursos humanos efetivos e recursos orçamentários e financeiros assegurados.
  • B. boletins informativos com indicadores, capacitações profissionais, condições para ações de promoção da saúde e práticas de saúde pública aos mais pobres.
  • C. benefícios práticos a clientes que não dispõem de planos de saúde, equipamentos básicos, condições de trabalho e recursos humanos voluntários.
  • D. condições de trabalho, recursos financeiros para ações de saúde, recursos humanos e benefícios práticos a clientes que não dispõem de planos de saúde.
Clique em uma opção abaixo para responder a questão:
A ética é constituída por valores que norteiam as concepções de homem e de mundo e se materializa a partir das escolhas que realizamos. Um projeto ético-político remete a uma intencionalidade e implica num posicionamento político. De acordo com a literatura da área de serviço social e considerando o debate da categoria profissional, o elemento “político” do projeto ético-político do serviço social reforça a ideia de que
  • A. não há lugar para aceitação das injustiças, considerando que uma ação é justa se atribui a cada um o que é seu.
  • B. não há lugar para a neutralidade no exercício profissional e que esse projeto de profissão se vincula a um determinado projeto de sociedade.
  • C. o assistente social é um profissional cujo fazer profissional possui uma dimensão política e que o projeto de profissão se vincula a uma justiça restaurativa.
  • D. o projeto profissional se vincula a um determinado projeto institucional, considerando o alinhamento com a defesa dos direitos sociais.
Clique em uma opção abaixo para responder a questão:
O trabalho em saúde é um trabalho coletivo que envolve diferentes profissionais e diferentes saberes e tem na cooperação o elemento central. Entretanto, com frequência, convive-se com uma divisão parcelar do trabalho em saúde e com a centralidade em uma determinada etapa do projeto terapêutico. De acordo com o debate crítico na área do serviço social e da área de saúde coletiva, a divisão parcelar do trabalho e sua centralidade em uma determinada etapa do projeto terapêutico implica em
  • A. ampliação das atividades articuladas e de caráter interdisciplinar com vistas à construção de valores humanitários.
  • B. ampliação da concepção de saúde, que em face da crise estrutural do capital, valoriza as tecnologias simples e de baixo custo.
  • C. alienação, que decorre do surgimento de novos perfis profissionais e conduz à criação de metodologias tradicionais e de formas híbridas de organização do trabalho.
  • D. alienação, que dificulta o reconhecimento do trabalho realizado e conduz o profissional a não se sentir sujeito ativo do processo de trabalho.
Clique em uma opção abaixo para responder a questão:
O assistente social trabalha com múltiplas expressões da questão social. De acordo com a literatura da área do serviço social, é importante que o profissional saiba decifrar as novas mediações por meio das quais a questão social se expressa. Isso exige apreender
  • A. as várias expressões do capitalismo contemporâneo e criar proteção social contra as mazelas e desigualdades sociais.
  • B. as novas formas de resistência e decifrar os processos de desfiliação resultantes da precarização do trabalho.
  • C. as metamorfoses da questão social e construir formas de resistência em face do fim da sociedade salarial.
  • D. as várias expressões das desigualdades sociais e forjar formas de resistência e defesa da vida.
Clique em uma opção abaixo para responder a questão: