Engenharia de custos é o ramo das engenharias voltado a...

Engenharia de custos é o ramo das engenharias voltado ao aspecto custo de uma obra ou serviço. Compreende a cuidadosa e minuciosa elaboração de orçamentos, porém não é só. Como autêntica ciência do custeio, faz mais que isso: atua na concepção do empreendimento, verificando-lhe, conjuntamente com os demais, a viabilidade técnico-econômica, realizando, dessa forma, análise, diagnóstico, prognóstico, enfim, a necessária síntese quanto ao que há de ser — se consumado for — o empreendimento.

Assinale a alternativa que contém o conceito de BDI – Benefícios e Despesas Indiretas, na Engenharia de Custos.

  • A. É todo elemento de custo de um empreendimento, a ser dispendido (em dinheiro, tempo, esforço, etc. — mensurados em dinheiro) diretamente, seja em material, seja em elemento operativo sobre o material (mão-de-obra, equipamento-obra, instrumento-obra, software-obra etc.), para se obter a sua consumação. Costumeira e tradicionalmente (até por motivos históricos, posto que, em época de trabalho apenas humano, intervinha apenas a mão-de-obra) os elementos operativos sobre o material indexavam-se, apenas, em homem-hora; porém, corretamente, devem ser expressos cada qual em sua unidade específica (equipamento-hora, instrumento-hora, software-hora etc.), eventualmente compostos todos numa só unidade, tipicamente chamada "unidade de serviço" – US, ou similar).
  • B. É o elemento orçamentário destinado a cobrir todas as despesas que, em uma obra ou serviço, segundo critérios claramente definidos, classificam-se como indiretas (por simplicidade, as que não expressam diretamente nem o custeio do material nem dos elementos operativos sobre o material — mão-de-obra, equipamento-obra, instrumento-obra etc.), e, também, necessariamente, atender o lucro (algumas vezes dito margem de contribuição).
  • C. É todo elemento de custo de um empreendimento, indiretamente, incidente na composição orçamentária, tal que represente não especificamente os elementos do grupo anterior (alternativa B), mas que são imprescindíveis para que o empreendimento aconteça, como: custo de administração geral rateada, custo financeiro de inversões tomadas, custo de carga tributária incidente e custo de risco assumido.
  • D. É o ato, atributo ou efeito de orçar, isto é "avaliar, computar ou — ainda melhor — estimar o montante de algo", o que quer que seja esse algo. Em se tratando de algo no domínio de finanças, fala-se em orçamento financeiro. A sua concretização em termos de aquisição resulta no gasto financeiro.
Clique em uma opção abaixo para responder a questão: