Questões sobre Libras

Uma das grandes dificuldades encontradas por tradutor e intérprete de língua de sinais (TILS) ao executar a interpretação é repassar o que é dito no extenso léxico da Língua Portuguesa para o léxico de Libras, ainda em desenvolvimento. Utilizar técnicas de interpretação que privilegiam a tradução de palavras pode se tornar um problema. Assim, é indicado aos TILS utilizarem uma estratégia diferenciada de atuação na qual:

1) há ênfase no significado e não nas palavras;

2) cultura e contexto apresentam um papel importante em qualquer mensagem;

3) tempo é considerado o problema crítico (a atividade é exercida em tempo real, envolvendo processos mentais de curto e longo prazo); e

4) interpretação adequada é definida em termos de como a mensagem original é retida e passada para a língua alvo, considerando-se também a reação da plateia. Os intérpretes devem saber as línguas envolvidas, entender as culturas em jogo e ter familiaridade com cada tipo de interpretação e com o assunto.

Essa descrição refere-se ao modelo

  • A. bilíngue e bicultural.
  • B. de esforço.
  • C. de Roberts.
  • D. interlinguístico.
  • E. comunicativo.
Clique em uma opção abaixo para responder a questão:
Referente aos aspectos linguísticos da Língua Brasileira de Sinais, podemos destacar os sinais icônicos, cuja sua melhor definição é:
  • A. Se diferem do seu referente utilizando aspectos morfológicos para a tradução.
  • B. Não mantêm relação de semelhança alguma com seu referente.
  • C. Não conseguem traduzir seus conceitos em toda sua complexidade.
  • D. Se diferem de uma comunidade para a outra.
  • E. Reproduzem a imagem do referente, isto é, a pessoa ou coisa fotografada. Assim, gestos que fazem alusão à imagem do seu significado também são alguns sinais da Libras.
Clique em uma opção abaixo para responder a questão:
Vandresen define a linguística contrastiva como “uma subárea da linguística geral, interessante em apontar similaridades e diferenças estruturais entre a língua materna e uma língua estrangeira”. Estabelecer diferenças e similaridades entre línguas é um quesito importante a ser dominado pelos tradutores e intérpretes de língua de sinais (TILS) no que tange a dominar a língua fonte e a alvo. Com relação ao exposto, assinale a alternativa que indica um erro de formação contrastiva entre a Língua Portuguesa e a Libras.
  • A. A Libras utiliza as referências anafóricas por meio de pontos estabelecidos no espaço, o que exclui ambiguidades que são possíveis na Língua Portuguesa.
  • B. A Libras não tem marcação de gênero, enquanto que na Língua Portuguesa, o gênero é marcado a ponto de ser redundante.
  • C. A Libras é tátil-espacial e a Língua Portuguesa é oral-auditiva
  • D. A Libras atribui um valor gramatical às expressões faciais. Esse fator não é considerado como relevante na Língua Portuguesa, apesar de poder ser substituído pela prosódia.
  • E. A Libras utiliza a estrutura tópico-comentário, enquanto que a Língua Portuguesa evita esse tipo de construção.
Clique em uma opção abaixo para responder a questão:
Traduzir e interpretar são ações corriqueiras na atuação dos TILS. O bom entendimento do conceito de ambos os termos é necessário para que haja a adequada preparação do profissional que realizará a ação. Acerca do exposto, é correto afirmar que a tradução
  • A. ocorre com base nas interações do TILS frente a um palestrante.
  • B. exige o revezamento entre dois ou mais profissionais TILS para garantir a qualidade do serviço prestado.
  • C. demanda um conhecimento prévio do material que sofrerá intervenção do TILS.
  • D. é utilizada na mediação por TILS entre pessoas com surdocegueira e surdez.
  • E. depende da habilidade e competência do TILS diante do uso da memória de curto prazo para a respectiva ação de excelência.
Clique em uma opção abaixo para responder a questão:
Considerando a legislação específica que regulamenta a oferta da educação de surdos e o ensino da Língua Brasileira de Sinais (Libras) no Brasil, assinale a alternativa correta.
  • A. A Libras deve ser inserida como disciplina curricular obrigatória nos cursos de formação de professores para o exercício do magistério com acompanhamento de profissionais de Fonoaudiologia.
  • B. A Libras deve ser inserida como disciplina curricular obrigatória nos cursos de formação de professores para o exercício do magistério, em nível médio e superior, assim como nos cursos de Fonoaudiologia, de instituições de ensino, públicas e privadas, do sistema federal de ensino e dos sistemas de ensino dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios.
  • C. A Libras deve ser introduzida como disciplina curricular obrigatória nos cursos de educação profissional.
  • D. A Libras deve ser optativa nos cursos de magistério e educação superior nas instituições privadas.
  • E. A Libras deve ser inserida como disciplina curricular obrigatória nos cursos de formação de professores para exercício do magistério em nível fundamental, nível médio e nível superior exclusivamente para a comunidade surda.
Clique em uma opção abaixo para responder a questão:
Qual o conceito mais adequado para a Libras, Língua Brasileira de Sinais?
  • A. Qual o conceito mais adequado para a Libras, Língua Brasileira de Sinais?
  • B. É uma língua com gramática gestual e visual que possibilita a comunicação entre pessoas ouvintes, surdas e com outras deficiências.
  • C. É uma língua que tem regras próprias e possibilita uma forma de comunicação e expressão que facilita o entendimento entre surdos e deficientes auditivos.
  • D. É a linguagem oficial da comunidade surda.
  • E. É o meio de comunicação e expressão, em que o sistema linguístico de natureza visual-auditiva permite que o sujeito surdo apreenda a gramática da língua falada, conseguindo, assim, comunicação efetiva.
Clique em uma opção abaixo para responder a questão:
Os sinais, na Língua Brasileira de Sinais, são constituídos a partir da:
  • A. Percepção e criatividade de seus usuários, que não precisam seguir regras fixas.
  • B. Inserção dos movimentos de negação, afirmação e elementos semânticos.
  • C. Configuração de mãos associada ao conhecimento da língua portuguesa.
  • D. Configuração de mãos, movimento, semântica e morfologia.
  • E. Configuração de mãos, movimento, locação, expressão e ponto de articulação.
Clique em uma opção abaixo para responder a questão:
Em vários países há tradutores e intérpretes de língua de sinais. A história da constituição desse profissional se deu a partir de que marco?
  • A. De atividades voluntárias que foram sendo valorizadas enquanto atividade laboral na medida em que os surdos foram conquistando o seu exercício de cidadania.
  • B. Da oficialização das línguas de sinais como segunda língua.
  • C. Da participação de ouvintes nas discussões sociais, que representou e representa a chave para a profissionalização dos tradutores e intérpretes de língua de sinais.
  • D. Do interesse e da participação de ouvintes nas comunidades surdas, trazendo a relevância de práticas de tradução.
  • E. Da presença de fatos históricos relevantes sobre a constituição do profissional intérprete de língua de sinais em diferentes países, facilitando o acesso às práticas oralistas.
Clique em uma opção abaixo para responder a questão:

No geral, a sociedade brasileira ainda não reconheceu a atuação do tradutor e intérprete de língua de sinais (TILS) como uma ação profissional. Muitos entendem que todos que sabem Libras são, por natureza, intérpretes. Assim, familiares, amigos e até mesmo iniciantes na aquisição da Libras são contratados e podem gerar grave prejuízo aos usuários da Libras, principalmente, quando atuam em provas de concursos, em escolas, em audiências ou outros ambientes oficiais. Segundo a legislação atual, a formação profissional do tradutor e intérprete de Libras-Língua Portuguesa pode ser realizada

  • A. concomitantemente ao Ensino Médio em escolas de formação bilíngue.
  • B. por instituições de ensino superior em cursos de extensão universitária ou formação continuada.
  • C. em cursos livres de, no mínimo, 180 horas de duração promovidos por escolas de idiomas que possuam credenciamento junto ao Prolibras.
  • D. em cursos promovidos por organizações da sociedade civil representativas da comunidade surda, que, pela respectiva representatividade, dispensam a convalidação do certificado, desde que sejam credenciadas no Prolibras.
  • E. em cursos de aperfeiçoamento profissional de, no mínimo, 180 horas, promovidos na modalidade presencial ou semipresencial, sendo vedado o curso exclusivamente na modalidade de educação a distância.
Clique em uma opção abaixo para responder a questão:

Na Língua Portuguesa, algumas palavras com a mesma grafia assumem muitos significados de acordo com o contexto em que estão inseridas. Por exemplo, a palavra "pena", que pode assumir o significado de dó (piedade); pluma (pena de ave); castigo (pena de prisão); ou instrumento de escrita (bico de pena). Em Libras, isso também pode acontecer com palavras que possuem parâmetros formativos idênticos. É correto citar, como exemplo, as palavras

  • A. trabalho e televisão.
  • B. faltar (pessoas) e faltar (coisas).
  • C. desculpas e azar.
  • D. pedra e queijo.
  • E. laranja e sábado.
Clique em uma opção abaixo para responder a questão: