Sobre os princípios norteadores da Política Nacional das ...

Sobre os princípios norteadores da Política Nacional das Relações de Consumo, analise as afirmativas a seguir.

I. Educar e informar os fornecedores e consumidores, quanto aos seus direitos e deveres, com vistas à melhoria do mercado de consumo.

II. Incentivar a criação pelos fornecedores de meios eficientes de controle de qualidade e segurança de produtos e serviços, com exclusão de mecanismos alternativos de solução de conflitos de consumo.

III. Coibir e reprimir todos os abusos praticados no mercado de consumo, inclusive a concorrência desleal e a utilização indevida de inventos e criações industriais que possam causar prejuízos aos consumidores.

Está correto o que se afirma em

  • A. I, somente.
  • B. II, somente.
  • C. I e III, somente.
  • D. II e III, somente.
  • E. I, II e III.
Clique em uma opção abaixo para responder a questão:

Questões extras

Considerando o texto acima apenas como referência inicial, julgue os itens que se seguem.

A doença de Alzheimer é a causa mais comum de demência no idoso e caracteriza-se por evolução rapidamente progressiva dos deficits cognitivos.

Resolva a questão aqui ›


Observe a acentuação gráfica da palavra acústicos (l.7) e, a seguir, assinale a opção que contém um vocábulo cuja acentuação obedeça à mesma regra.

Resolva a questão aqui ›


Em cada um dos itens seguintes, é apresentada uma situação hipotética relativa ao conceito de salário-de-contribuição, seguida de uma assertiva a ser julgada. Alguns sindicatos patronais e de trabalhadores firmaram convenções coletivas de trabalho que dispõem sobre a concessão mensal de pequenos reajustes salariais, da ordem de 1%, a título de antecipação do futuro reajuste devido por ocasião da data-base. Acertaram, ainda, que tais valores não seriam considerados para efeito de férias, gratificação natalina e contribuições previdenciárias. Nessa situação, em razão do status constitucional conferido à negociação coletiva, não há como incidir a exação previdenciária sobre os reajustes indicados, cujos valores não podem ser qualificados como salário-de-contribuição dos trabalhadores beneficiados.

Resolva a questão aqui ›