No primeiro semestre de 2013, a companhia de trânsito de...

No primeiro semestre de 2013, a companhia de trânsito de alguns estados registrou o número de acidentes, nas principais rodovias, de acordo com a gravidade, conforme mostra o gráfico.

Em relação ao total de acidentes com feridos, nesses quatro estados relacionados, a porcentagem aproximada que representa os que ocorreram no Rio Grande do Sul (RS) é

  • A. 18,4%.
  • B. 11,8%.
  • C. 9,6%.
  • D. 15,6%.
  • E. 6,7%.
Clique em uma opção abaixo para responder a questão:

Questões extras

Acerca do orçamento-programa e dos tipos de créditos orçamentários, julgue os itens seguintes.

A única hipótese de autorização para abertura de créditos ilimitados decorre de delegação feita pelo Congresso Nacional ao presidente da República, sob a forma de resolução, que fixará prazo para essa delegação.

Resolva a questão aqui ›


Acerca dos aspectos linguísticos e dos sentidos do texto acima, julgue os itens a seguir.

No trecho “somado aos que vinham sendo realizados nos últimos anos” (l.6-7), o elemento “aos” poderia ser corretamente substituído por àqueles.

Resolva a questão aqui ›


Em relação às atividades perigosas e insalubres, de acordo com o entendimento sumulado do Tribunal Superior do Trabalho, considere:

I. Os tripulantes e demais empregados em serviços auxiliares de transporte aéreo que, no momento do abastecimento da aeronave, permanecem a bordo, não têm direito ao adicional de periculosidade a que alude o art. 193 da CLT.

II. O adicional de periculosidade, pago em caráter permanente, integra o cálculo de indenização e de horas extras.

III. Durante as horas de sobreaviso, o empregado não se encontra em condições de risco, razão pela qual é incabível a in tegração do adicional de periculosidade sobre as mencionadas horas.

IV. O pagamento de adicional de periculosidade, ainda que de forma proporcional ao tempo de exposição ao risco ou em percentual inferior ao máximo legalmente previsto, dispensa a realização da prova técnica exigida pelo art. 195 da CLT, pois torna incontroversa a existência do trabalho em condições perigosas.

Está correto o que se afirma em

Resolva a questão aqui ›