Acerca da teoria das fontes no direito internacional públ...

Acerca da teoria das fontes no direito internacional público, julgue os itens a seguir. A Convenção de Viena sobre Direito dos Tratados admite que normas peremptórias ou imperativas de direito internacional geral imponham-se de forma cogente como fontes de direito internacional, superiores a tratados em caso de conflito.
  • C. Certo
  • E. Errado
Clique em uma opção abaixo para responder a questão:

Questões extras

De acordo com o disposto no Código de Processo Penal e na Lei n.º 5.081/1966, julgue os itens que se seguem, relativos ao exercício da odontologia no território brasileiro.

É permitido ao cirurgião-dentista prescrever e aplicar especialidades farmacêuticas, indicadas em odontologia, quer sejam de uso interno ou externo.

Resolva a questão aqui ›


Nas criações de suínos, o manejo dos animais nas diferentes fases de criação deve ser controlado e avaliado por pessoas adequadamente treinadas. Acerca dos sistemas de criação de suínos e de parâmetros fisiológicos dos suínos, julgue os itens seguintes.

Para evitar o aparecimento da anemia ferropriva, recomenda-se injetar um preparado de ferro, de liberação lenta, a partir do terceiro dia de vida do leitão.

Resolva a questão aqui ›


A lógica formal representa as afirmações que os indivíduos fazem em linguagem do cotidiano para apresentar fatos e se comunicar. Uma proposição é uma sentença que pode ser julgada como verdadeira (V) ou falsa (F) (embora não se exija que o julgador seja capaz de decidir qual é a alternativa válida). Para designar as proposições, usam-se freqüentemente as letras maiúsculas do alfabeto: A, B, C etc.

Na comunicação entre indivíduos, combinam-se proposições por meio de conectivos, como "e", indicado pelo símbolo v, e "ou", indicado por w, para formar proposições compostas mais complexas. Usa-se também o modificador "não", indicado pelo símbolo ¬, para produzir a negação de uma proposição. Proposições A e B podem ser combinadas na forma "se A, então B" — ou A implica B —, indicada por A ÷ B, em que o conectivo ÷ é o condicional ou implicação.

O julgamento de uma proposição composta depende do julgamento que se faz de suas proposições componentes mais simples.

Por exemplo, considerando-se todos os possíveis julgamentos, ou valorações, V ou F das proposições simples A e B, tem-se a seguinte tabela-verdade para as proposições compostas indicadas.

Considere que A e B sejam as seguintes proposições. A: Júlia gosta de peixe. B: Júlia não gosta de carne vermelha. Nesse caso, a proposição "Júlia não gosta de peixe, mas gosta de carne vermelha" está corretamente simbolizada por ¬(A v B).

Resolva a questão aqui ›