Ritalina funciona mesmo? Descubra tudo sobre ritalina e concurso público

O que é ritalina

Criada em 1955 pela companhia farmacêutica Ciba-Geigy (precursora da Novartis), a ritalina foi desenvolvida inicialmente apenas para crianças com Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH). O distúrbio é comum – atinge cerca de 3 a 5% da população e pode ser identificado a partir dos 6 anos de idade.

Este remédio (metilfenidato), que hoje é tarja preta, potencializa a ação dos neurotransmissores noradrenalina e dopamina, reduzindo o que é clinicamente chamado de déficit de atenção. Desta forma, o indivíduo que é hiperativo se torna mais atento e concentrado. Esse é o tratamento com ritalina.

Apelidada como a “droga da obediência”, pelo efeito de acalmar e dar mais foco, a Ritalina tem como componente ativo o cloridrato de metilfenidato (substância química estimulante), atualmente indicado para situações em que se almeja o aumento da capacidade de concentração e propósitos de estimulação do estado de vigília e alerta.

ritalina e concurso público

Este tema ganhou destaque no meio dos concurseiros devido seus efeitos estimulantes do sistema nervoso central, que agem sobre o neurotransmissores dopamina e norepinefrina. É uma droga conhecida há bastante tempo, mas se tornou ainda mais popular com a aplicação de concursos com provas difíceis e na necessidade de se encontrar algo para manter o foco durante horas e horas.

É cada vez mais comum encontrar essa droga em faculdades de medicina, cursos para vestibulares, concursos públicos, e até em grandes empresas, sendo conhecida como uma “pílula da inteligência” devido sua capacidade de aumentar a concentração e disfarçar o cansaço do corpo.

Exatamente por causa desse efeito de manter a atenção e a concentração, os concurseiros fazem uso do medicamento em busca de bons resultados durante os estudos. Como ritalina é tarja preta, ela só pode ser vendida por prescrição médica. E exatamente aí mora um perigo muito maior do que seu uso, que é a sua compra. Muitas pessoas recorrem ao mercado negro para adquirir a droga. Mas como saber se o produto vendido no mercado negro realmente é a mesmo comprado nas farmácias?

A resposta é: Não há como saber se o produto é ou não falsificado.

Na verdade, mesmo que você saiba a origem confiável da droga, o simples uso da Ritalina para estudar para concurso de forma indiscriminada por pessoas que não têm TDAH pode trazer sérios riscos à saúde. Na verdade, o risco existe até para as pessoas que tem déficit de atenção, por isso é necessário um acompanhamento médico.

ritalina deixa mais inteligente?

O medicamento não promove melhora cognitiva em pessoas saudáveis, porém, muitas vezes, ele tem sido muito usado por estudantes que buscam melhor desempenho em provas e concursos.

Apesar da fama – que lhe rendeu o apelido de “pílula da inteligência” ou “droga dos concurseiros” -, uma pesquisa da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) mostra que o medicamento não beneficia a atenção, a memória e as funções executivas (capacidade de planejar e executar tarefas) em jovens sem o transtorno, nem usando a droga várias vezes ao dia.

Sendo assim, a medicação não altera a capacidade intelectual (não te deixará mais inteligente). Ela pode melhorar a concentração, mas para isso deve-se dormir bem.

benefícios da ritalina

Conforme dito, a Ritalin aumenta os níveis de dopamina no cérebro o que faz com que ocorra uma melhora da capacidade de concentração, da habilidade de organizar as diferentes fases de uma tarefa, além de aumentar a motivação e o comportamento voltado para conclusão de objetivos.

ritalina efeitos colaterais

Efeitos colaterais da Ritalina incluem nervosismo, agitação, ansiedade, problemas de sono (insônia), dor de estômago, perda de apetite, perda de peso, náuseas, vômitos, tonturas, palpitações, arritmia cardíaca, dores de cabeça, problemas de visão, aumento da frequência cardíaca, aumento da pressão arterial, sudorese, erupção cutânea, psicose e dormência, formigamento ou sensação de frio em suas mãos ou pés.

A ritalina faz mal?

De acordo com uma pesquisa realizada pelo psicólogo Antonio José dos Santos também  fazem parte dos sintomas do uso indiscriminado: tonturas, vômitos, dores de cabeça, náuseas, sonolência e, em alguns casos, uma desorientação temporal e espacial chamada de “efeito zumbi”. Jamais pode ser combinada com bebidas alcoólicas.

Esta não é uma lista completa dos efeitos colaterais e outros podem ocorrer. Entre em contato com seu médico para aconselhamento sobre efeitos colaterais.

Ritalina emagrece?

Além de atuar no déficit de atenção e  da narcolepsia, a medicação também  é muito utilizada para tratar a obesidade mórbida. Quando aliada a um programa de exercícios e dieta desenvolvida por um profissional qualificado, a droga pode ajudar um paciente obeso a perder gordura e melhorar sua saúde. No entanto, devido ao seu efeito estimulante sobre o coração, pode representar perigo para pessoas com problemas cardíacos. Portanto, é vital que o paciente avalie os riscos e benefícios de algum dos tratamentos existentes.

Ritalina precisa de receita ?

Disponível como um medicamento genérico, por se tratar de um medicamento de tarja preta, a Ritalina precisa de receita médica.

ritalina preço

A Ritalina La 10mg com 30 Cápsulas na Farmácia sai em torno de 120 a 190 reais, em outros locais poderá estar mais barato.

informações sobre ritalina – bula

Caso queira mais informações acesse a bula por meio desse link Acesse aqui a Bula do Medicamento.

ritalina como tomar

Conforme a bula, a dose recomendada de Ritalina é de 10-60 mg por dia, administrado em duas ou três doses divididas. Interações medicamentosas incluem a cafeína, pseudoefedrina, inibidores da monoamina oxidase (IMAO) como, por exemplo, isocarboxazida (Marplan). Não existem estudos adequados em mulheres grávidas. Não se sabe se o metilfenidato passa para o leite materno.

Ritalina não vicia

Outro mito comum sobre a medicação em análise é o risco da dependência química. Segundo o médico Ricardo Campos, a Ritalina não vicia seus usuários. “A disponibilidade da medicação em nosso corpo é de ‘vida’ curta (biodisponibilidade), não apresentando efeito de impregnação ou acúmulo da droga. É, inclusive, desnecessário desmame do fármaco durante o plano de sua suspensão de uso”. Embora na página 4 da bula (Acesse aqui Bula ) diz que pode causar dependência (Aliás, qualquer medicamento pode causar dependência).

tomar ritalina quanto tempo antes da prova

Uma dúvida dos concurseiros é de quanto tempo antes da prova a ritalina faz efeito. Pela experiência de concurseiros, basta tomar 1 comprimido de 10 mg. O efeito será perceptível após 15-30 minutos. O pico do efeito é atingido entre 2 e 3 horas após a ingestão. O efeito se encerra após 4 a 5 horas do uso.

Em hipótese alguma misture café com Ritalina. Se misturada com café aumenta consideravelmente as chances de um episódio de ansiedade, paranoia e taquicardia.

tomar ritalina antes ou depois de comer

Como qualquer outro medicamento, evite ficar tomando ritalina de estômago vazio pois pode causar náusea, dores de cabeça e outros efeitos colaterais.

A ritalina é detectada em exames toxicológicos?

Não, pois trata-se de um remédio para déficit de atenção. O exame toxicológico detecta somente drogas ilegais.

Conclusão sobre o uso da ritalina

Será que realmente vale a pena usar Ritalina para estudar para concurso público? devo tomar?

Não há médicos que aconselhem concurseiros a utilizarem o medicamento sem que antes seja feita uma avaliação nos pacientes e seja constatado que realmente precise tomar. Afinal de contas, ainda não se sabe ao certo o que esse tipo de droga é capaz de causar em pessoas “saudáveis”.

Na internet existem milhares de relatos de pessoas que passaram mal após tomar ritalina por conta própria.

Não vale a pena se drogar somente para conseguir foco e atenção. Os riscos são grandes, e o benefício é muito brando para que ela se torne um hábito na vida de quem a utiliza.

VÍDEO sobre uso da ritalina

 

O que achou do conteúdo?
1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (287 votos, média: 4,70 de 5)

Loading...



Você também pode gostar

Studymax é bom? Impressões sobre a nova Ritalina dos Concurseiros Studymax Funciona mesmo? Essa é a pergunta que vem causando muita polêmica nos últimos dias no mundo dos Concursos Públicos. O motivo é que foi lançado um produto muito melhor que a já conhecida Ritalina. Inclusive estamos divulgando ele aqui no s...

Deixe uma resposta