Questões sobre Código de Ética do Assistente Social da FCC

O Código de Ética Profissional do/da assistente social, dispõe sobre a inviolabilidade do local de trabalho e dos respectivos arquivos e documentação, garantindo o sigilo profissional. Essa disposição se caracteriza para o Assistente Social:
  • A. dever.
  • B. direito.
  • C. competência.
  • D. necessidade.
  • E. atribuição.
Clique em uma opção abaixo para responder a questão:
No Código de Ética do/da assistente social, em seus vários Títulos e Capítulos estão postas as condutas, procedimentos e ações que são vedados aos profissionais, tanto no que tange aos direitos e responsabilidades gerais, quanto às relações profissionais com usuários, outras profissões, instituições empregadoras e com a Justiça. Assim, é VEDADO ao profissional
  • A. assinar ou publicar em seu nome trabalhos de pesquisa executados em seu campo de atuação profissional.
  • B. intervir na prestação de serviços que estejam sendo efetuados por outro/a profissional quando se tratar de trabalho multiprofissional e a intervenção fizer parte da metodologia adotada.
  • C. garantir o acesso dos/as usuários/as aos serviços oferecidos pelas instituições, através de atitudes que venham a favorecer aqueles que buscam o atendimento de seus direitos, privilegiando os que mais merecem.
  • D. garantir o acesso dos/as usuários/as aos serviços oferecidos pelas instituições, através de atitudes que venham a favorecer aqueles que buscam o atendimento de seus direitos, privilegiando os que mais merecem.
  • E. depor como testemunha sobre situação sigilosa do/a usuário/a de que tenha conhecimento no exercício profissional, mesmo quando autorizado.
Clique em uma opção abaixo para responder a questão:

O Código de Ética profissional do assistente social, em vigor desde 1993, pauta o exercício profissional pelo compromisso com princípios fundamentais. Dentre eles pode se destacar:

I. Reconhecimento da liberdade como valor ético central e das demandas políticas a ela inerentes − autonomia, emancipação e plena expansão dos indivíduos sociais.

II. Defesa intransigente dos direitos humanos e recusa dos arbítrios e do autoritarismo.

III. Ampliação e consolidação da cidadania, considerada tarefa primordial de toda sociedade, com vistas à garantia dos direitos civis, sociais e políticos das classes trabalhadoras.

Está correto o que se afirma em

  • A. I e II, apenas.
  • B. III, apenas.
  • C. I e III, apenas.
  • D. II e III, apenas.
  • E. I, II e III.
Clique em uma opção abaixo para responder a questão:
São instrumentos fundamentais, do ponto de vista jurídico-legal, para o planejamento de projetos que materializarão o trabalho profissional a ser desenvolvido nos diversos espaços sócio-ocupacionais:
  • A. Lei Orgânica de Assistência Social − LOAS, Estatuto da Criança e do Adolescente − ECA e Lei Orgânica da Saúde – LOS.
  • B. Lei de Regulamentação da Profissão, Código de Ética Profissional e Resoluções do Conjunto CFESS/CRESS.
  • C. Constituição Federal do Brasil, Lei de Regulamentação da Profissão e Código Civil.
  • D. Sistema único de Saúde – SUS, Sistema Único de Assistência Social – SUAS e Sistema de Garantia de Direitos de Crianças e Adolescentes – SGD.
  • E. Sistema Único de Saúde – SUS, Sistema Único de Assistência Social – SUAS e demais legislações de direitos sociais.
Clique em uma opção abaixo para responder a questão:
O princípio disposto no Código de Ética dos Assistentes Sociais que se remete ao posicionamento em defesa da equidade e da justiça social, que assegure universalidade de acesso aos bens e serviços relativos aos programas e políticas sociais, bem como a sua gestão democrática, interpreta esse princípio como
  • A. necessário para entender a política econômica favorável ao trabalho, pois no Brasil, predomina uma política econômica regressiva, pautada na financeirização do capital e subordinada aos interesses do mesmo.
  • B. desmistificador do mito da miséria e desigualdade brasileira, pois os resultados da redução da pobreza, medidos pelo aumento de rendimentos do trabalho e benefícios sociais, propiciou à população conquistas significativas.
  • C. indispensável para o desenvolvimentismo social, pois o país vive um período de forte desenvolvimento econômico e social, estabelecendo assim, políticas, programas e benefícios voltados para o atendimento aos mais vulneráveis.
  • D. compromisso com a igualdade substantiva, aquela que se realiza com a socialização da riqueza, que se move pautada no projeto de construção de uma sociedade emancipada das relações capitalistas.
  • E. genérico, pois no cotidiano profissional, na realidade social vivenciada pelos usuários dos serviços, políticas, programas, benefícios, a equidade e a justiça social devem ser analisados numa perspectiva rawisiana.
Clique em uma opção abaixo para responder a questão:

O Código de Ética do/da Assistente Social, de 1993, traz em seu bojo, no Título II − Dos Direitos e das Responsabilidades Gerais do/da Assistente Social, nos artigos 2o e 3o, respectivamente os direitos e os deveres do/da assistente social.

Considerando o que está disposto nesses artigos, utilize:

1. para identificar o que se remete aos direitos do profissional, e

2. para identificar o que se remete aos deveres do profissional.

( ) Participar de programas de socorro à população em situação de calamidade pública, no atendimento e defesa de seus interesses e necessidades.

( ) Utilizar seu número de registro no Conselho Regional no exercício da Profissão.

( ) Aprimoramento profissional de forma contínua, colocando-o a serviço dos princípios deste Código.

( ) Livre exercício das atividades inerentes à Profissão.

( ) Desempenhar suas atividades profissionais, com eficiência e responsabilidade, observando a legislação em vigor.

A correta correlação, de cima para baixo, é:

  • A. 1 − 2 − 1 − 2 − 2
  • B. 2 − 2 − 1 − 1 − 2
  • C. 1 − 2 − 2 − 1 − 1
  • D. 2 − 1 − 2 − 1 − 2
  • E. 1 − 1 − 2 − 2 − 1
Clique em uma opção abaixo para responder a questão:
O Serviço Social constrói historicamente uma identidade e adquire legitimidade social tanto a partir da explicitação da função social da profissão quanto dos contornos éticos que assume o trabalho profissional. Há também uma profunda interação entre o que preconiza a ética profissional e o modo de ser e viver dos/as assistentes sociais. Nesse sentido, a ética profissional
  • A. recebe determinações que antecedem a sua escolha pela profissão e a influenciam, já que fazem parte de uma socialização primária que tende a reproduzir determinadas configurações éticas dominantes e se repõem cotidianamente através de relações sociais mais amplas.
  • B. está dissociada do contexto sócio-cultural e do debate filosófico, pois ela guarda uma profunda relação com a ética social e consequentemente, com os projetos sociais, havendo portanto um hiato entre ética profissional e ética social.
  • C. vincula-se aos projetos sócio-políticos hegemônicos, isentando-se das configurações alienadas da vida social, sendo permeada por escolhas de valor moral, conectadas à reprodução da sociabilidade vigente.
  • D. tem sua existência vinculada à singularidade da relação homem versus natureza e, dentro da acepção marxiana do devir histórico, tendo como premissa a lógica da produção e reprodução das relações materiais do capital.
  • E. é resultado da inserção da categoria na sociedade e no modo de vida capitalista e, consequentemente, de um posicionamento político explícito, configurando uma perspectiva de neutralidade da intervenção profissional.
Clique em uma opção abaixo para responder a questão:
O atual Código de Ética Profissional não se constitui como um dogma. A perspectiva ética e normativa do Código só é legítima na medida em que seus valores e princípios são incorporados pelos profissionais. Esta incorporação deve-se dar de forma consciente, autônoma e responsável. O Código de Ética fundamenta-se em valores e princípios historicamente situados, rompendo com
  • A. o pragmatismo e a moralidade.
  • B. a alteridade e o pluralismo de ideias.
  • C. a a-historicidade e o relativismo dos valores.
  • D. o determinismo social e a injustiça social.
  • E. o messianismo e o fatalismo.
Clique em uma opção abaixo para responder a questão:

Em referência ao Código de Ética dos Assistentes Sociais de 1993, considere:

I. A dimensão legal/normativa do Código de Ética, assumida coletiva e democraticamente, é apenas uma das dimensões, devendo-se considerar ainda o conteúdo conceitual, político e teleológico do mesmo.

II. Os onze princípios fundamentais do Código de Ética devem ser apreendidos em sua especificidade.

III. A concepção do Código de Ética estabelece uma importante dialética entre a emancipação humana e social.

IV. Os princípios do Código de Ética contribuem para termos, em mãos, horizontes de reflexão e proposição de alternativas às contradições postas na sociedade e ao trabalho profissional.

V. Um dos pilares centrais do projeto ético-político é o Código de Ética.

Está correto o que consta APENAS, em

  • A. I, II e III.
  • B. I, IV e V.
  • C. II, III e V.
  • D. III, IV e V.
  • E. I, II e IV.
Clique em uma opção abaixo para responder a questão:
No artigo 10, do Código de Ética, Capítulo III, Das Relações com Assistentes Sociais e outros/as Profissionais, afirma-se que é dever do/a Assistente Social
  • A. respeitar as normas e princípios éticos das outras profissões, desde que em consonância com os valores dos/das Assistentes Sociais.
  • B. realizar crítica pública somente ao colega de profissão, de maneira clara e objetiva.
  • C. ser solidário/a com outros profissionais, ensinando e repassando o trabalho.
  • D. incentivar, sempre que possível, a prática profissional disciplinar.
  • E. liberar de carga horária, quando chefia, seus subordinados para fins de estudos e pesquisas que visem o aprimoramento profissional, bem como de representação ou delegação de entidade de organização da categoria e outras.
Clique em uma opção abaixo para responder a questão: