Para o tratamento ortodôntico em dentes com defeitos ós

Para o tratamento ortodôntico em dentes com defeitos ósseos ou que apresentam doença periodontal, deve-se
  • A. controlar a doença periodontal antes da movimentação, que poderá apresentar bons resultados mesmo na presença de defeitos ósseos persistentes.
  • B. contraindicar qualquer tipo de movimentação se houver persistência de defeitos ósseos, mesmo após o controle da doença e dos seus fatores etiológicos.
  • C. indicar a movimentação ortodôntica como medida de estímulo para a regeneração parcial ou total do defeito ósseo.
  • D. controlar a doença periodontal antes da movimentação, que somente apresentará bons resultados na ausência de defeitos ósseos persistentes.
Clique em uma opção abaixo para responder a questão:

Questões extras

Acerca das disposições da Lei Orgânica aplicáveis ao servidor público com exercício de mandato eletivo, assinale a alternativa INCORRETA.

Resolva a questão aqui ›


Uma paciente com trinta e sete anos de idade, previamente hígida e com hábitos alimentares saudáveis, queixa-se de episódios de pirose e queimação retroesternal há duas semanas. Ela nega dor abdominal ou torácica, náusea ou qualquer outro sinal ou sintoma. No exame físico, a paciente apresenta-se hemodinamicamente normal, sem dor à palpação profunda do abdome, com ruídos hidroaéreos presentes e ausência de visceromegalias; e os demais sistemas não apresentam alterações.

Com base nesse caso clínico, julgue os itens que se seguem.

É possível iniciar o tratamento empírico da paciente por meio da supressão ácida com o uso de inibidores da bomba de prótons, dispensando-se a endoscopia digestiva alta como abordagem inicial.

Resolva a questão aqui ›


Sobre a atuação do Ministério Público no direito processual civil, julgue como verdadeiros (V) ou falsos (F) os itens a seguir:

I. De acordo com o entendimento jurisprudencial do Superior Tribunal de Justiça, a formação de litisconsórcio ativo facultativo entre o Ministério Público Estadual e o Ministério Público Federal dispensa a demonstração de alguma razão específica que justifique a presença de ambos na lide.

II. O Ministério Público intervirá, conforme entendimento do Superior Tribunal de Justiça, em todas as ações envolvendo interesse de pessoa idosa.

III. É nulo o processo quando o membro do Ministério Público não for intimado a acompanhar o feito em que deva intervir, contudo, a nulidade só poderá ser declarada após a intimação da Instituição, que se manifestará sobre a existência ou inexistência de prejuízo.

IV. De acordo com o Código de Processo Civil, o Ministério Público requererá a interdição apenas no caso de doença mental grave, se não existirem ou não promoverem a interdição as demais pessoas legitimadas para a ação, tais como o cônjuge ou companheiro, parentes, tutores ou o representante da entidade em que se encontra abrigado o interditando, bem como, na existência destes, se eles forem menores ou incapazes.

A sequência correta do preenchimento dos parênteses, de cima para baixo, é:

Resolva a questão aqui ›