As refinarias de petróleo utilizam grandes volumes de águ...

Engenharia Ambiental - Geral - Fundação CESGRANRIO (CESGRANRIO) - 2012 - Petrobras - Engenheiro de Meio Ambiente Júnior

As refinarias de petróleo utilizam grandes volumes de água para as suas atividades e, a cada etapa do processo de refino, diferentes efluentes hídricos são gerados.

Nessas circunstâncias, o efluente gerado,

  • A. na reforma catalítica, tem volume muito alto e contém altos teores de óleo emulsionado.
  • B. na etapa de coqueamento, é altamente ácido, contém fenóis, glicóis e aminas além de ter baixa DQO.
  • C. na isomerização, se caracteriza por altos índices de amônia e de outros materiais que não demandam oxigênio.
  • D. nos processos de adoçamento, consiste basicamente em soda cáustica exausta, podendo aparecer nesse efluente os catalisadores e pequenas quantidades de óleo.
  • E. pelos condensadores de superfície, contém emulsões de óleo e água muito estáveis, e o uso de condensadores barométricos minimiza esse problema.
Clique em uma opção abaixo para responder a questão:

Questões extras

Julgue os itens subseqüentes, que tratam de desenho instrucional e avaliação de treinamento.

O suporte à transferência de treinamento, que se refere à percepção do indivíduo sobre o apoio que recebe de colegas e chefias para aplicar, no trabalho, novos conhecimentos, habilidades e(ou) atitudes adquiridas em treinamentos, está correlacionado positivamente ao impacto do treinamento no desempenho do egresso do treinamento.

Resolva a questão aqui ›


Os diferentes biomas brasileiros apresentam problemas que precisam ser analisados nos respectivos contextos. Acerca desses problemas, relacionados de modo específico à Amazônia, julgue os itens seguintes.

A dinâmica de desmatamento na Amazônia, sobretudo em Rondônia, é acentuada próximo às rodovias, fenômeno cuja evolução apresenta um desenho espacial característico conhecido por "espinha de peixe".

Resolva a questão aqui ›


Acerca da farmacocinética em idosos e crianças, julgue os próximos itens. A barreira hematoencefálica incompleta no recém-nascido facilita a penetração de fármacos no sistema nervoso central, havendo maior permeabilidade para fármacos menos lipossolúveis.

Resolva a questão aqui ›