O enfermeiro de uma empresa preencheu, emitiu e assinou o...

O enfermeiro de uma empresa preencheu, emitiu e assinou o Laudo de Monitorização Biológica previsto no Perfil Profissiográfico Previdenciário − PPP. A Resolução COFEN no 289/2004 considera essa ação de enfermagem
  • A. proibida, em quaisquer circunstâncias.
  • B. correta, se o enfermeiro estiver inscrito e reconhecido como especialista no respectivo COREN e vinculado à Associação Nacional de Enfermagem do Trabalho.
  • C. justificável, quando o procedimento é realizado conjuntamente com um dos integrantes da Comissão Interna de Prevenção de Acidentes.
  • D. admissível, se a empresa responsabilizar-se por essa delegação de função.
  • E. proibida, se o enfermeiro não estiver registrado como responsável técnico no COREN de sua jurisdição.
Clique em uma opção abaixo para responder a questão:

Questões extras

Em relação aos conhecimentos de anatomia necessários às atividades do urologista, julgue os itens seguintes.

Tumores do testículo esquerdo drenam primariamente para linfonodos para-aórticos esquerdos e interaortocavais.

Resolva a questão aqui ›


Acerca da comunicação interna, julgue os itens que se seguem. Sendo a área de comunicação interna responsável por propiciar veículos e ferramentas que facilitem o diálogo entre todas as áreas da organização para o cumprimento de suas finalidades estratégicas, é necessário integrar planejamento e política de comunicação, bem como envolver nesse processo as demais áreas de comunicação da organização.

Resolva a questão aqui ›


De acordo com o Decreto n. 1.171/1994 (Código de Ética Profissional do Servidor Público Civil do Poder Executivo Federal), é vedado ao servidor público:

 

I. aceitar ajuda financeira, para si ou para familiares, fornecida pela parte interessada, para fins de praticar ato regular e lícito, inserido em sua esfera de atribuições;

II. fazer uso de informação privilegiada obtida no âmbito interno do seu serviço, salvo quando a informação afetar interesse do próprio servidor;

III. utilizar, para fins particulares, os serviços de servidor público subordinado;

IV. utilizar-se da influência do cargo para obter emprego para um parente próximo;

V. procrastinar a decisão a ser proferida em processo de sua competência porque tem antipatia pela parte interessada.

 

Estão corretas:

Resolva a questão aqui ›