O enfermeiro de uma empresa preencheu, emitiu e assinou o...

O enfermeiro de uma empresa preencheu, emitiu e assinou o Laudo de Monitorização Biológica previsto no Perfil Profissiográfico Previdenciário − PPP. A Resolução COFEN no 289/2004 considera essa ação de enfermagem
  • A. proibida, em quaisquer circunstâncias.
  • B. correta, se o enfermeiro estiver inscrito e reconhecido como especialista no respectivo COREN e vinculado à Associação Nacional de Enfermagem do Trabalho.
  • C. justificável, quando o procedimento é realizado conjuntamente com um dos integrantes da Comissão Interna de Prevenção de Acidentes.
  • D. admissível, se a empresa responsabilizar-se por essa delegação de função.
  • E. proibida, se o enfermeiro não estiver registrado como responsável técnico no COREN de sua jurisdição.
Clique em uma opção abaixo para responder a questão:

Que pena, não temos nenhum comentário publicado ainda para a questão. Que tal inaugurar este espaço?

Questões extras

Em relação aos conhecimentos de anatomia necessários às atividades do urologista, julgue os itens seguintes.

Tumores do testículo esquerdo drenam primariamente para linfonodos para-aórticos esquerdos e interaortocavais.

Resolva a questão aqui ›


Acerca da comunicação interna, julgue os itens que se seguem. Sendo a área de comunicação interna responsável por propiciar veículos e ferramentas que facilitem o diálogo entre todas as áreas da organização para o cumprimento de suas finalidades estratégicas, é necessário integrar planejamento e política de comunicação, bem como envolver nesse processo as demais áreas de comunicação da organização.

Resolva a questão aqui ›


De acordo com o Decreto n. 1.171/1994 (Código de Ética Profissional do Servidor Público Civil do Poder Executivo Federal), é vedado ao servidor público:

 

I. aceitar ajuda financeira, para si ou para familiares, fornecida pela parte interessada, para fins de praticar ato regular e lícito, inserido em sua esfera de atribuições;

II. fazer uso de informação privilegiada obtida no âmbito interno do seu serviço, salvo quando a informação afetar interesse do próprio servidor;

III. utilizar, para fins particulares, os serviços de servidor público subordinado;

IV. utilizar-se da influência do cargo para obter emprego para um parente próximo;

V. procrastinar a decisão a ser proferida em processo de sua competência porque tem antipatia pela parte interessada.

 

Estão corretas:

Resolva a questão aqui ›