Questões de Português de Colocação Pronominal

 /   /   /  Colocação Pronominal

Pesquise mais Questões de Português de Colocação Pronominal abaixo,

VUNESP - SAP - SP - Executivo Público - 2014
Português / Colocação Pronominal

Leia o texto para responder à questão de número.

Se a mera promulgação de novas leis fosse capaz de transformar a realidade, o Brasil não seria o país que é. Embora óbvia, a constatação é frequentemente ignorada pelos legisladores.
O país assiste a uma verdadeira profusão de leis - muitas delas, a rigor, desnecessárias. São produzidas todos os dias pelos Legislativos federal, estadual e municipal, sem falar na imensa quantidade de atos normativos, decretos, portarias, circulares...
O problema não se restringe à confusão que esse emaranhado costuma provocar. Às novas leis correspondem novas obrigações para o poder público, que deve monitorar sua implementação, fiscalizar seu cumprimento e punir eventuais desvios.
Antes de promulgar leis, legisladores de países mais previdentes realizam estudos de impacto e testes de custo/benefício para avaliar os efeitos das normas. Não no Brasil, onde a regra é o voluntarismo.
O mais recente exemplo disso é o projeto de lei que regulamenta o peso a ser transportado por estudantes em suas mochilas - o texto foi aprovado pelo Senado e deve seguir para avaliação da Câmara.


(Folha de S.Paulo, 23.11.2013)

Assinale a alternativa correta quanto ao emprego e à colocação pronominal.

a) Embora óbvia a constatação, os legisladores frequentemente a ignoram.
b) Embora óbvia a constatação, os legisladores frequentemente lhe ignoram.
c) Embora óbvia a constatação, os legisladores frequentemente ignoram-na.
d) Embora óbvia a constatação, os legisladores frequentemente ignoram-lhe.
e) Embora óbvia a constatação, os legisladores frequentemente ignoram-la.

FCC - ALE - PB - Assistente Legislativo - 2013
Português / Colocação Pronominal

Atenção: Considere o texto a seguir para responder a questão.



A obesidade é a maior das ameaças à saúde do século
21. O processo inflamatório crônico, os hormônios e os
mediadores químicos produzidos e liberados pelo tecido adiposo,
acumulado em excesso, aumentam o risco de doenças
cardiovasculares, metabólicas, pulmonares e de diversos tipos
de câncer.

No Brasil, metade da população adulta está acima da
faixa de peso saudável. Nos Estados Unidos, esse número ultrapassa
70%: 30% estão com excesso de peso, 30% são obesos
e 10% sofrem de obesidade grave. A continuarmos no
mesmo ritmo, é provável que nos próximos dez ou vinte anos
estejamos na situação deles.

A característica mais assustadora dessa epidemia é o
número crescente de crianças e adolescentes obesos, consequência
do acesso ilimitado a alimentos de alta densidade energética
e da vida em frente da TV e dos computadores.

O impacto dessa nova realidade será tão abrangente,
que a próxima geração provavelmente terá vida mais curta do
que a atual, previsão demográfica que os avanços da medicina
não conseguirão reverter. Os custos da assistência médica aos
portadores das doenças crônicas associadas à obesidade arruinarão
as finanças dos sistemas de saúde de países como o
nosso.

O consumo de refrigerantes e sucos açucarados é uma
das maiores fontes de calorias ingeridas por crianças e adolescentes.
Um levantamento mostrou que os adolescentes americanos
consomem em média 357 calorias diárias dessa fonte. É
possível que os nossos não fiquem para trás.

Ao contrário dos carboidratos complexos contidos nos
alimentos ricos em fibras, como as frutas e as verduras, as bebidas
açucaradas são pobres em nutrientes e estão ligadas a
maus hábitos alimentares, como o consumo de doces, biscoitos
e salgadinhos empacotados.

As recomendações do Ministério da Saúde para que
crianças e adultos evitem refrigerantes e sucos açucarados e,
principalmente, aumentem os níveis de atividade física, devem
ser levadas a sério.

(Adaptado: Drauzio Varella. Refrigerantes açucarados. Disponível

em: http://folha.com/no1201415, 15/12/2012)


Segundo pesquisas, os adolescentes consomem doces e refrigerantes em excesso.

Considerados os necessários ajustes, a substituição do segmento grifado pelo pronome correspondente foi realizada de modo correto em:

a) consomem-nos.
b) consomem-lhes.
c) nos consomem.
d) consomem-lhe.
e) o consomem.

CETRO - Prefeitura Campinas - SP - Enfermeiro - 2013
Português / Colocação Pronominal

De acordo com a norma-padrão da Língua Portuguesa e em relação às regras de colocação pronominal, assinale a alternativa incorreta.

a) Ninguém negou-se a prestar socorro às vítimas.
b) Campinas é um lugar onde me sinto bem.
c) Os testes realizar-se-ão em duas diferentes etapas.
d) Avisem-me se os planos forem mudados.

VUNESP - Polícia Civil - SP - Perito Criminal - 2013
Português / Colocação Pronominal

___ décadas tenho privado com alcoólatras em vários

estágios de dependência. Todos resistentes a tratamento.
Um deles nem admitia o assunto, mesmo quando os vômitos
matinais de sangue já tornavam sua situação desesperadora.
A eventualidade de uma internação, com a interrupção do fornecimento
de bebida, lhe era intolerável.
Quando se trata de álcool, a dependência leva anos para se

instalar, durante os quais o bebedor tem tempo para constituir
família, aprender um ofício e afirmar-se profissionalmente – até
que a progressão da doença acabe com tudo. ___ vezes, uma
última centelha de consciência ___ faz procurar ajuda. Se
esta ___ a tempo, e o processo destrutivo for interrompido
e controlado, a pessoa, com esforço e sorte, pode retomar sua
vida e tentar devolvê-la ao que era antes de a dependência ter
se instalado.

(Ruy Castro, “Sem começo ou meio”. Folha de S.Paulo,

17.10.2012. Adaptado)


Assinale a alternativa correta quanto à pontuação e à colocação pronominal.

a) Um deles, mesmo quando os vômitos matinais de sangue já tornavam-lhe a situação desesperadora nem admitia o assunto.
b) Um deles, mesmo quando os vômitos matinais de sangue já lhe tornavam a situação desesperadora, nem admitia o assunto.
c) Um deles, mesmo quando os vômitos matinais de sangue já lhe tornavam a situação desesperadora nem admitia o assunto.
d) Um deles mesmo quando os vômitos matinais de sangue já tornavam-lhe a situação desesperadora nem admitia o assunto.
e) Um deles mesmo quando os vômitos matinais de sangue já lhe tornavam a situação desesperadora, nem admitia o assunto.

VUNESP - TJ - SP - Contador Judiciário - 2013
Português / Colocação Pronominal

Leia o texto para responder a questão.


O que é ler?

Começo distraidamente a ler um livro. Contribuo com alguns
pensamentos, julgo entender o que está escrito porque
conheço a língua e as coisas indicadas pelas palavras, assim
como sei identificar as experiências ali relatadas. Escritor e leitor
possuem o mesmo repertório disponível de palavras, coisas,
fatos, experiências, depositados pela cultura instituída e sedimentados
no mundo de ambos.

De repente, porém, algumas palavras me “pegam”. Insensivelmente,
o escritor as desviou de seu sentido comum e
costumeiro e elas me arrastam, como num turbilhão, para um
sentido novo, que alcanço apenas graças a elas. O escritor me
invade, passo a pensar de dentro dele e não apenas com ele, ele
se pensa em mim ao falar em mim com palavras cujo sentido
ele fez mudar. O livro que eu parecia soberanamente dominar
apossa-se de mim, interpela-me, arrasta-me para o que eu não
sabia, para o novo. O escritor não convida quem o lê a reencontrar
o que já sabia, mas toca nas significações existentes para
torná-las destoantes, estranhas, e para conquistar, por virtude
dessa estranheza, uma nova harmonia que se aposse do leitor.

Ler, escreve Merleau-Ponty, é fazer a experiência da “retomada
do pensamento de outrem através de sua palavra”, é uma
reflexão em outrem, que enriquece nossos próprios pensamentos.
Por isso, prossegue Merleau-Ponty, “começo a compreender
uma filosofia deslizando para dentro dela, na maneira de
existir de seu pensamento”, isto é, em seu discurso.

(Marilena Chauí, Prefácio. Em: Jairo Marçal,

Antologia de Textos Filosóficos. Adaptado)


Assinale a alternativa correta quanto à colocação pronominal.

a) De repente, porém, algumas palavras me pegam. O escritor insensivelmente as desviou de seu sentido comum. Invade-me o escritor, e passo a pensar de dentro dele. Sinto que o livro que eu lia se apossa de mim.
b) De repente, porém, algumas palavras me pegam. O escritor, insensivelmente, as desviou de seu sentido comum. Me invade o escritor, e passo a pensar de dentro dele. Sinto que se apossa de mim o livro que eu lia.
c) De repente, porém, me pegam algumas palavras. O escritor, insensivelmente, desviou-as de seu sentido comum. Invade-me o escritor, e passo a pensar de dentro dele. Sinto que o livro que eu lia apossa-se de mim.
d) De repente, porém, pegam-me algumas palavras. O escritor, insensivelmente, as desviou de seu sentido comum. Me invade o escritor, e passo a pensar de dentro dele. Sinto que apossa-se de mim o livro que eu lia.
e) De repente, porém, me pegam algumas palavras. O escritor insensivelmente desviou-as de seu sentido comum. Invade-me o escritor, e passo a pensar de dentro dele. Sinto que apossa-se de mim o livro que eu lia.

VUNESP - Fundação Casa - SP - Técnico de Enfermagem do Trabalho - 2013
Português / Colocação Pronominal

Assinale a alternativa que completa, correta e respectivamente, de acordo com a norma-padrão da língua, as lacunas das frases, quanto à concordância verbal e à colocação pronominal.
_______ muitos lares destroçados, mas ______ pessoas boas prontas para ajudar.
Inteligente e informativa a reportagem que ______ a transformar aborrecimentos em aprendizagem.

a) Havia ... existiam ... nos ensina
b) Haviam ... existia ... ensina-nos
c) Havia ... existia ... nos ensina
d) Haviam ... existiam ... ensina-nos
e) Havia ... existiam ... ensina-nos

CETRO - CREF - SP - Procurador - 2013
Português / Colocação Pronominal

Leia as frases abaixo, substituindo os termos grifados pelo pronome correspondente, fazendo as adaptações necessárias e, em seguida, assinale a alternativa correta.

I. Bia escondeu a papelada.

II. Murilo entrevistou as candidatas uma a uma.

III. Ubirajara entregou o documento a João.

IV. Evitaram Carlos o quanto puderam.

a) I. -a/ II. -as/ III. -lhe/ IV. -no
b) I. -na/ II. -as/ III. -o/ IV -no
c) I. -na/ II. -lhes/ III. -lhe/ IV. -no
d) I. -a/ II. -as/ III. -o/ IV. -lhe
e) I. -a/ II. -lhes/ III. -lhe/ IV. -o

VUNESP - Polícia Civil - SP - Escrivão de Polícia - 2013
Português / Colocação Pronominal

Assinale a alternativa em que a colocação pronominal se dá em conformidade com a norma-padrão.

a) Muito tem debatido-se acerca da relação entre arquitetura, arte e praticidade.
b) Ninguém questiona-se a respeito do caráter original da obra de Niemeyer.
c) Não deve-se esquecer que Niemeyer sempre teve a colaboração de excelentes engenheiros.
d) Em Niterói, há um museu que ergue-se como o cálice de uma flor.
e) O casal encontrou-se em São Paulo, no Memorial da América Latina.

CETRO - CREF - SP - Procurador - 2013
Português / Colocação Pronominal

De acordo com a norma-padrão da Língua Portuguesa e em relação às regras de colocação pronominal, assinale a alternativa incorreta.

a) Quando me decepciono, é difícil perdoar.
b) Contar-lhe-ia tudo, se pudesse.
c) Talvez o encontremos em Paris.
d) Desejaram-nos muita sorte.
e) Recusei a proposta que fizeram-me.

VUNESP - SEFAZ - SP - Analista em Planejamento Orçamento e Finanças Públ - 2013
Português / Colocação Pronominal

Assinale a alternativa em que a colocação pronominal está de acordo com a norma-padrão da língua.

a) Aparentemente, há pessoas que dedicam-se mais ao trabalho do que à família ou aos amigos.
b) Ninguém posiciona-se contra a ideia de que é essencial intercalar horas de trabalho com lazer.
c) Muitas empresas não preocupam-se com o horário de entrada ou de saída dos seus funcionários.
d) Há quem considere-se mais produtivo no período noturno, quando os escritórios estão vazios.
e) A preocupação com a produtividade apresenta-se como justificativa para o trabalho excessivo.



Seja aprovado em 1 ano Conheça o método para ser aprovado em Concurso Público

Estude Grátis é uma simples e poderosa ferramenta que lhe ajudará a passar nos melhores Concursos Públicos. São milhares de Questões de Concurso para você filtrar e estudar somente aqueles temas que estão especificados em seu Edital.