Questões sobre Geral da VUNESP

Na América Latina, o Movimento de Reconceituação do Serviço Social representou um marco histórico da profissão. Foi um movimento de grande importância ao destacar questões fundamentais ao exercício profissional, principalmente nos países de capitalismo dependente e desigual, tal como configurado nas sociedades latino-americanas. No Brasil, o foco do debate, até meados dos anos 70, adquiriu contornos diferenciados dos conteúdos priorizados na maioria dos países desse continente. Nessa perspectiva, é correto afirmar que, no Brasil, o choque do movimento de ruptura com o Serviço Social tradicional reverteu-se, naquele contexto histórico, em uma modernização da profissão que atualizou
  • A. seu caráter simbólico.
  • B. seu compromisso com o funcionalismo.
  • C. sua herança conservadora.
  • D. sua plataforma construtiva.
  • E. sua estratégia tática.
Clique em uma opção abaixo para responder a questão:
Entender o Serviço Social como práxis social significa considerar que o objeto da intervenção profissional do Assistente Social é o segmento da realidade que lhe é posto como desafio. Vale considerar que se trata de um aspecto determinado por uma realidade sobre a qual o assistente social irá formular um conjunto de reflexões e de proposições para a sua intervenção. Esse objeto não é produto ideal do pensamento: ele se constrói na relação entre o sujeito da ação que transforma e o segmento da realidade a ser transformado. É correto afirmar tratar- -se de uma relação que é
  • A. isenta de condicionantes.
  • B. de troca constante.
  • C. plena de consensos.
  • D. de tensão permanente.
  • E. repleta de acertos e erros.
Clique em uma opção abaixo para responder a questão:
Entre os anos 80 e 90 do século XX, o projeto ético-político do Serviço Social configurou-se em sua estrutura básica. Tal configuração se deu de forma flexível, aberta a incorporações de novas questões, sem, no entanto, descaracterizar os fundamentos que lhes deram origem. Esta constatação, no entanto, não significa dizer que tal projeto seja o único existente no corpo profissional. Mas, é correto afirmar que, na segunda metade dos anos 90, ele conquistou a hegemonia no interior da categoria profissional em razão de dois elementos principais. O primeiro deles foi o crescente envolvimento de segmentos cada vez maiores de assistentes sociais nos fóruns e nos espaços de discussão profissional. O segundo consistiu no fato de que as linhas fundamentais desse projeto estão sintonizadas com
  • A. as perspectivas postas na estrutura econômica do país.
  • B. as tendências significativas do movimento da sociedade brasileira.
  • C. os princípios orientadores da luta da classe burguesa.
  • D. a prevalência do poder econômico em detrimento dos demais.
  • E. o poder local vigente, ainda que não expresse opção ideológica.
Clique em uma opção abaixo para responder a questão:
Historicamente no Brasil, a atenção à pobreza pela Assistência Social pública se estruturou acoplada ao conjunto de iniciativas benemerentes e filantrópicas da sociedade civil. Com o tempo, essas velhas formas de ajuda aos pobres evoluem, passando desde a arrecadação de fundos para a manutenção de instituições carentes, auxílio econômico, amparo e apoio à família, orientação maternal, campanhas de higiene, entre outras, até programas explicitamente anunciados como de combate à pobreza. Apesar de instituir constitucionalmente em 1988 seu sistema de Seguridade Social, as políticas sociais no país revelam sua direção
  • A. universal e ampla.
  • B. progressista e eficaz.
  • C. solidária e competente.
  • D. extensiva e estrutural.
  • E. compensatória e seletiva.
Clique em uma opção abaixo para responder a questão:
A prática profissional do assistente social, na perspectiva histórico-crítica, apropria-se dos fundamentos teórico- -metodológico, ético-político e técnico-operativo da profissão para, entre outros aspectos, apreender as determinações, a legalidade e as contradições presentes nas relações sociais – enfatizando as transformações no mundo do trabalho, o papel do Estado e da sociedade civil, a relação entre público e privado, e as condições de vida
  • A. de toda a população do país.
  • B. dos grupos vitimizados e discriminados.
  • C. de segmentos da classe trabalhadora.
  • D. de pessoas com deficiências.
  • E. de idosos que não possuam acompanhamento familiar.
Clique em uma opção abaixo para responder a questão:
Colocada como fundamento e limite do conhecer e do objeto humanizado, a prática social tem validade ao refletir as relações sociais reais que, por esta razão, são consideradas relações históricas, dinâmicas, processuais e transitórias. A prática social pode validar uma teoria em determinadas condições sócio- -históricas, uma vez que a teoria pode ser reconhecida na prática, mas isso não pode ser interpretado como uma passagem direta para as práticas profissionais. Ou seja, quando se trata da relação teórico-metodológica da prática profissional, é necessária a captação dos nexos, das mediações e das particularidades relativas
  • A. ao campo profissional.
  • B. ao resultado esperado.
  • C. à delimitação de objetivos claros.
  • D. à proposta em curso.
  • E. à dinâmica institucional.
Clique em uma opção abaixo para responder a questão:
Na perspectiva sócio-histórica, a prática profissional procura estabelecer a correlação entre as demandas institucionais e as demandas da própria profissão. Quando essa correlação é estabelecida, vislumbra-se o cotidiano profissional nos espaços sócio-ocupacionais e se revela, na rotina diária, que as demandas sociais
  • A. restringem-se aos projetos de redução das desigualdades sociais.
  • B. ampliam os pressupostos de todas as ciências das humanidades.
  • C. sobrepõem-se à atuação interdisciplinar.
  • D. ultrapassam a capacidade de respostas das instituições.
  • E. limitam-se ao contexto de pobreza econômica que caracteriza o país.
Clique em uma opção abaixo para responder a questão:
“O parecer social é elaborado a partir de um estudo social e o formaliza, expressando a conclusão profissional sobre a circunstância analisada, tendo como parâmetro os objetivos que originaram a solicitação do estudo. O parecer deve subsidiar a concessão de diversos interesses dos usuários, dentre eles, benefícios sociais, decisões médicas, judiciais, e a sua inclusão em serviços e programas. Ele deve, portanto, garantir direitos, sustentando o compromisso ético-político do profissional com
  • A. o sistema político-econômico vigente.”
  • B. a população atendida.”
  • C. os postulados referentes à humanização do trabalho.”
  • D. a classe burguesa.”
  • E. os valores morais vigentes.”
Clique em uma opção abaixo para responder a questão:
O assistencialismo é uma das atividades sociais que as classes dominantes, historicamente, implementaram para reduzir a miséria que geravam e para perpetuar o sistema de exploração do trabalhador. Essa atividade, em diferentes momentos históricos, adquiriu contornos diversos devido a diferentes influências, constituindo-se uma parte da lógica capitalista. O assistencial torna-se a única face possível do capitalismo a justificar as desigualdades sociais. No entanto, o que determina se a prática assistencial é assistencialista ou não é a
  • A. hierarquização da ação educativa frente ao serviço concreto.
  • B. simples presença do benefício intermediando a ação profissional.
  • C. orientação ideológico-política dessa prática.
  • D. leitura particular e precisa da profissão.
  • E. prestação de serviços assistenciais.
Clique em uma opção abaixo para responder a questão:
Questões relacionadas às políticas estatais de corte social vêm se constituindo em tema cada vez mais presente nas análises e nos estudos de profissionais envolvidos no campo das políticas sociais públicas no país. Uma primeira análise sobre a questão mostra que as políticas sociais no Brasil nascem e se desenvolvem na perspectiva de enfrentamento da questão social. Esse tratamento que o Estado vem dispensando aos segmentos mais pauperizados insere-se no contexto contraditório das mudanças econômicas, sociais e políticas que caracterizam o desenvolvimento capitalista no Brasil, correspondendo a
  • A. uma superação do modelo do Estado de bem estar social.
  • B. uma afirmação assistencialista do Estado moderno.
  • C. um idêntico padrão de política adotado nos países desenvolvidos.
  • D. uma completa supressão de práticas fisiológicas e clientelistas.
  • E. uma modalidade assistencial de fazer política no campo social.
Clique em uma opção abaixo para responder a questão: