Questões sobre Custeio por Absorção e Custeio Variável da CESGRANRIO

A Indústria S, que adota o custeio por absorção parcial, apresentou as seguintes informações relativas a um de seus produtos:

• Custos diretos totais: R$ 600.000,00

• Custos fixos unitários: R$ 15,00

• Despesas fixas unitárias: R$ 8,00

• Despesas variáveis unitárias: R$ 5,00

• Produção: 20.000 unidades

A produção foi toda vendida, e o mercado tem capacidade para absorver o dobro da produção aos preços e custos atuais. O custo de produção unitário, pelo custeio por absorção, no novo nível de produção para atender à demanda do mercado, em reais, é de

  • A.

    22,50

  • B.

    37,50

  • C.

    45,00

  • D.

    50,00

  • E. 58,00
Clique em uma opção abaixo para responder a questão:

  • A.

    290.000,00

  • B.

    310.000,00

  • C.

    400.000,00

  • D.

    430.000,00

  • E.

    490.000,00

Clique em uma opção abaixo para responder a questão:

  • A.

    150.000,00

  • B.

    180.000,00

  • C.

    195.000,00

  • D.

    205.000,00

  • E.

    210.000,00

Clique em uma opção abaixo para responder a questão:

  • A.

    19,50

  • B.

    21,25

  • C.

    24,50

  • D.

    25,50

  • E.

    25,75

Clique em uma opção abaixo para responder a questão:

No custeio variável, o valor que resulta da diferença entre o preço de venda e os gastos referentes aos custos e despesas variáveis é denominado

  • A.

    ponto de equilíbrio

  • B.

    custo direto

  • C.

    margem de contribuição

  • D.

    custeio marginal

  • E.

    custeio por absorção

Clique em uma opção abaixo para responder a questão:

Os gastos realizados por uma indústria de embalagens plásticas com a compra de plástico reciclado para transformação em matéria-prima chegam a 30% do valor total do produto.

Os gastos com a referida matéria-prima são classificados como

  • A.

    perda

  • B.

    despesa direta

  • C.

    investimento

  • D.

    custo indireto

  • E.

    custo direto

Clique em uma opção abaixo para responder a questão:
  • A. 100.000,00
  • B. 160.000,00
  • C. 170.000,00
  • D. 175.000,00
  • E. 185.000,00
Clique em uma opção abaixo para responder a questão:

Em um sistema de custeio por absorção, o custo que permanece constante para cada unidade produzida e que é alocado ao objeto de custo por rateio, é denominado

  • A.

    fixo e direto.

  • B.

    fixo e indireto.

  • C.

    direto e variável.

  • D.

    variável e indireto.

  • E.

    indireto e fixo.

Clique em uma opção abaixo para responder a questão:

A Cooperativa Tirolesa S.A. triturou 1.000 toneladas de trigo em março de 2.009. Nesse processo ocorreu uma perda de 5% na matéria-prima, gerando uma produção de 300 toneladas de farinha W, 250 toneladas de farinha x, 200 toneladas de farinha Y e 200 toneladas de farinha Z, sendo que o preço pago aos produtores foi, em média, de R$ 2,00 por kg.

Com base exclusivamente nos dados acima e adotando o método do valor de mercado para alocação dos custos conjuntos, o custo total atribuído ao produto farinha Z monta, em reais, a

  • A.

    300.000,00

  • B.

    375.000,00

  • C.

    480.000,00

  • D.

    500.000,00

  • E.

    625.000,00

Clique em uma opção abaixo para responder a questão:

Em relação aos critérios de custeio por absorção e direto ou variável, afirma-se que o critério de custeio

  • A.

    por absorção exige que a avaliação dos estoques seja feita pelo método do custo médio ponderado.

  • B.

    por absorção leva em conta, na apuração do custo de produção, todos os custos incorridos no período.

  • C.

    por absorção não é aceito, para fins de apuração dos custos de produção, pela fiscalização no Brasil.

  • D.

    variável agrega os custos fixos ao custo de produção pelo emprego do rateio recíproco.

  • E.

    adotado é indiferente, para efeito de apuração de resultados industriais, pois ambos apresentam o mesmo custo unitário.

Clique em uma opção abaixo para responder a questão: