Questões de Contabilidade Privada de DFC - Demonstração dos Fluxos de Caixa

 /   /   /  DFC - Demonstração dos Fluxos de Caixa

Pesquise mais Questões de Contabilidade Privada de DFC - Demonstração dos Fluxos de Caixa abaixo,

IBFC - Polícia Civil - RJ - Perito Criminal - Contabilidade - 2013
Contabilidade Privada / DFC - Demonstração dos Fluxos de Caixa

Pelo método indireto de elaboração da Demonstração dos Fluxos de Caixa, o aumento de Duplicatas a receber contribui para a formação do:

a) Caixa líquido gerado nas atividades de financiamento ou de investimentos.
b) Caixa líquido consumido nas atividades de investimentos.
c) Caixa líquido consumido nas atividades de financiamento.
d) Caixa líquido consumido nas atividades operacionais.
e) Caixa líquido gerado nas atividades operacionais ou de financiamento.

FCC - MPE - AM - Agente Técnico - Contador - 2013
Contabilidade Privada / DFC - Demonstração dos Fluxos de Caixa

Os seguintes eventos afetaram a conta Caixa e Equivalentes de Caixa de uma empresa em determinado período:

1) Recebimento de valores decorrentes da venda de ativo imobilizado.
2) Pagamento para resgatar ações da própria entidade.
3) Recebimento decorrente da emissão de debêntures.

De acordo com a regulamentação vigente, na elaboração e divulgação da Demonstração dos Fluxos de Caixa (DFC), estes eventos devem ser classificados, respectivamente, no fluxo de caixa das atividades

a) de investimento, de financiamento e de financiamento.
b) operacionais, de financiamento e de financiamento.
c) operacionais, de investimento e de investimento.
d) de financiamento, operacionais e de financiamento.
e) de investimento, de investimento e de financiamento.

CESGRANRIO - Liquigás - Profissional Júnior - Ciências Contábeis - 2013
Contabilidade Privada / DFC - Demonstração dos Fluxos de Caixa

Na avaliação de empresas, o aspecto temporal é contemplado normalmente sob duas vertentes distintas: o intervalo do período explícito e o intervalo do período residual (perpetuidade).
Nesse contexto, a perpetuidade é entendida como uma

a) anuidade cujo fluxo de caixa ocorre no início de cada período.
b) taxa anual de juros remuneratória que é efetivamente paga ou recebida.
c) série de fluxos de caixa periódicos e iguais, por um prazo determinado.
d) anuidade de duração infinita que fornece sempre a seu titular um fluxo de caixa ao fim de cada ano.
e) quantia cujo valor em uma data futura é apurado com aplicação de juros compostos por certo período.

CESGRANRIO - BNDES - Engenharia - 2013
Contabilidade Privada / DFC - Demonstração dos Fluxos de Caixa

Ao calcularmos o fluxo de caixa de um projeto de uma grande empresa que utiliza capital próprio e de terceiros em sua estrutura de capital, podemos fazê-lo sob o ponto de vista da empresa e sob o ponto de vista dos acionistas.
Ao fazê-lo pelo ponto de vista da empresa, ou seja, calculando o fluxo de caixa global do projeto, deve-se levar em consideração nos cálculos

a) o percentual de capital próprio na estrutura de capital da empresa.
b) a depreciação, mesmo não sendo uma saída de caixa.
c) os dividendos distribuídos.
d) os juros.
e) as amortizações financeiras.

CESGRANRIO - BNDES - Engenharia - 2013
Contabilidade Privada / DFC - Demonstração dos Fluxos de Caixa

Um dos métodos utilizados para o cálculo do valor de uma empresa é o do fluxo de caixa descontado.
O fluxo de caixa dos ativos de uma empresa é sempre igual a

a) fluxo de caixa aos acionistas + fluxo de caixa aos credores
b) fluxo de caixa operacional + investimento em capital
c) fluxo de caixa aos acionistas
d) fluxo de caixa operacional
e) fluxo de caixa aos credores

FCC - TRT 18ª - Analista Judiciário - Contabilidade - 2013
Contabilidade Privada / DFC - Demonstração dos Fluxos de Caixa

De acordo com a estrutura da Demonstração dos Fluxos de Caixa (DFC), pagamentos de caixa decorrentes do resgate de ações da própria entidade, amortização de empréstimo obtido (pagamento de principal) e recebimentos de caixa decorrentes da venda de uma patente devem ser classificados, respectivamente, no fluxo de caixa das atividades

a) de investimento, de investimento e de financiamento.
b) de financiamento, de financiamento e de investimento.
c) de investimento, de financiamento e de investimento.
d) de financiamento, de financiamento e operacionais.
e) operacionais, de financiamento e de investimento.

FUNDATEC - CREA - PR - Contador - 2013
Contabilidade Privada / DFC - Demonstração dos Fluxos de Caixa

De acordo com a estrutura da Demonstração dos Fluxos de Caixa (DFC), o recebimento resultante de vendas à vista de produtos e o recebimento oriundo da integralização do capital social devem ser classificados, respectivamente, no fluxo de caixa das atividades

a) operacionais e de investimentos.
b) operacionais e de financiamentos.
c) de financiamentos e de investimentos.
d) de financiamentos.
e) de investimentos e financiamentos.

CESPE - Ministério da Justiça - Contador - 2013
Contabilidade Privada / DFC - Demonstração dos Fluxos de Caixa

caixa e equivalente de caixa aumento de
R$ 62

contas a receber redução de
R$ 17

estoque de mercadorias aumento de
R$ 49

imobilizações aumento de
R$ 123

depreciação acumulada aumento de
R$ 93,00

contas a pagar aumento de
R$ 44,00

salários a pagar aumento de
R$ 3,00

tributos a recolher aumento de
R$ 6,00

títulos a pagar aumento de
R$ 2,00

obrigações de longo prazo redução de
R$ 43,00

imposto de renda parcelado redução de
R$ 2,00

capital social aumento de
R$ 2,00

lucros retidos aumento de
R$ 112,00



A tabela acima apresenta as variações entre os dois últimos exercícios das contas patrimoniais de determinada empresa.Sabendo que essa empresa obteve lucro líquido no exercício atual de R$ 140,00 e pagou, em dinheiro, dividendos no valor de R$ 28,00, julgue os itens seguintes.

O total de aplicações de caixa é superior a R$ 240,00.

CESPE - Ministério da Justiça - Contador - 2013
Contabilidade Privada / DFC - Demonstração dos Fluxos de Caixa

caixa e equivalente de caixa aumento de
R$ 62

contas a receber redução de
R$ 17

estoque de mercadorias aumento de
R$ 49

imobilizações aumento de
R$ 123

depreciação acumulada aumento de
R$ 93,00

contas a pagar aumento de
R$ 44,00

salários a pagar aumento de
R$ 3,00

tributos a recolher aumento de
R$ 6,00

títulos a pagar aumento de
R$ 2,00

obrigações de longo prazo redução de
R$ 43,00

imposto de renda parcelado redução de
R$ 2,00

capital social aumento de
R$ 2,00

lucros retidos aumento de
R$ 112,00



A tabela acima apresenta as variações entre os dois últimos exercícios das contas patrimoniais de determinada empresa.Sabendo que essa empresa obteve lucro líquido no exercício atual de R$ 140,00 e pagou, em dinheiro, dividendos no valor de R$ 28,00, julgue os itens seguintes.

O total de fontes de caixa é superior a R$ 300,00.

CESPE - TRT 10ª - Analista Judiciário - Contabilidade - 2013
Contabilidade Privada / DFC - Demonstração dos Fluxos de Caixa

Com relação às demonstrações contábeis e aos pronunciamentos técnicos do Comitê de Pronunciamentos Contábeis, julgue os itens que se seguem.

Na demonstração dos fluxos de caixa, os juros pagos e recebidos sobre capital próprio devem ser classificados como fluxos de caixa das atividades de financiamento de instituições financeiras.



Seja aprovado em 1 ano Conheça o método para ser aprovado em Concurso Público

Estude Grátis é uma simples e poderosa ferramenta que lhe ajudará a passar nos melhores Concursos Públicos. São milhares de Questões de Concurso para você filtrar e estudar somente aqueles temas que estão especificados em seu Edital.