Questões de Auditoria de Revisão Externa de Qualidade

 /   /   /  Revisão Externa de Qualidade

Pesquise mais Questões de Auditoria de Revisão Externa de Qualidade abaixo,

ESAF - Receita Federal - Auditor Fiscal da Receita Federal do Brasil - Prov - 2012
Auditoria / Revisão Externa de Qualidade

A Revisão do Controle de Qualidade do Trabalho é desenhada para fornecer uma avaliação objetiva, na data, ou antes da data, do relatório, dos julgamentos significativos feitos pela equipe de trabalho e das conclusões a que se chegou durante a elaboração do relatório. Essa revisão deve ser feita

a) por profissional qualificado e que tenha participado do processo de auditoria.
b) somente por profissional da firma que efetuou a auditoria e desde que não tenha participado do trabalho.
c) após a entrega do relatório de auditoria ao cliente, permitindo a avaliação de todo o trabalho, inclusive os eventos subsequentes.
d) somente por profissional externo a firma de auditoria e desde que tenha as qualificações requisitadas.
e) também pelas firmas de auditoria de pequeno porte, podendo ser utilizado profissionais externos, desde que tenham as qualificações necessárias.

COPS - UEL - SEAP - PR - Auditor Fiscal - Prova 2 - 2012
Auditoria / Revisão Externa de Qualidade

Com base no conhecimento sobre as normas brasileiras de contabilidade aplicadas em auditoria, considere as afirmativas a seguir.
I. A revisão de controle de qualidade do trabalho de auditoria é um processo estabelecido para fornecer uma avaliação objetiva, na data ou antes da data do relatório, dos julgamentos relevantes feitos pela equipe de trabalho e das conclusões atingidas ao elaborar o relatório.
II. Na auditoria das demonstrações contábeis, o auditor deve efetuar estudos e avaliações do sistema contábil e de controles internos da entidade, com a finalidade principal de determinar a natureza, a oportunidade e a extensão dos procedimentos de auditoria.
III. A auditoria operacional consiste em revisões metódicas de programa, organizações das atividades ou seguimentos operacionais dos setores público e privado, com a finalidade de avaliar e comunicar se os recursos da organização estão sendo usados eficientemente e se estão sendo alcançados os objetivos operacionais.
IV. A auditoria externa compreende os exames, as análises, as avaliações, os levantamentos e as comprovações, metodologicamente estruturadas para a avaliação da integridade, da adequação, da eficácia, da eficiência e da economicidade dos processos, dos sistemas de informações e dos controles internos integrados ao ambiente e de gerenciamento de riscos, com vistas a assistir à administração da entidade no cumprimento de seus objetivos.

Assinale a alternativa correta.

a) Somente as afirmativas I e II são corretas.
b) Somente as afirmativas I e IV são corretas.
c) Somente as afirmativas III e IV são corretas.
d) Somente as afirmativas I, II e III são corretas.
e) Somente as afirmativas II, III e IV são corretas.

ESAF - CVM - Analista - Normas Contábeis e de Auditoria - 2010
Auditoria / Revisão Externa de Qualidade

O responsável pela revisão da qualidade dos trabalhos de auditoria deve realizar uma avaliação objetiva dos julgamentos significativos levando em conta os seguintes aspectos, exceto:

a) avaliação das conclusões atingidas ao elaborar o relatório e considerar se o relatório é apropriado.
b) discussão de assuntos significativos com o encarregado do trabalho.
c) revisão da documentação selecionada de auditoria relativa aos julgamentos significativos feitos pela equipe de trabalho e das conclusões obtidas.
d) revisão das demonstrações contábeis e do relatório proposto.
e) discussão do julgamento e relatório com a direção da entidade auditada.

CESPE - SECGE - PE - Analista de Controle Interno - Finanças Públicas - 2010
Auditoria / Revisão Externa de Qualidade

Na aplicação dos procedimentos de revisão, o trabalho do auditor independente deve ser orientado

a) pelos sistemas contábeis da entidade.
b) pela irrelevância de transações e de saldos de contas.
c) pela existência de itens específicos não passíveis de afetação pelo julgamento da administração.
d) pela revisão de demonstrações contábeis efetuadas por outros profissionais ou empresas de auditoria nos períodos anteriores.
e) pelo conhecimento do auditor sobre outros ramos de negócios.

CESPE - MEC - UNIPAMPA - Auditor - 2009
Auditoria / Revisão Externa de Qualidade

A respeito das normas brasileiras de contabilidade, julgue os itens a seguir.

As informações obtidas dos auditores revisados pelo PREQ devem ser de domínio público.

CESPE - MEC - UNIPAMPA - Auditor - 2009
Auditoria / Revisão Externa de Qualidade

A respeito das normas brasileiras de contabilidade, julgue os itens a seguir.

O auditor não pode ser responsabilizado por eventos ocorridos após o encerramento das demonstrações financeiras correspondentes ao período auditado, ainda que ocorram antes da divulgação do parecer de auditoria.

CESPE - MEC - UNIPAMPA - Auditor - 2009
Auditoria / Revisão Externa de Qualidade

A respeito das normas brasileiras de contabilidade, julgue os itens a seguir.

Se a entidade auditada for parte em um processo judicial de qualquer espécie, o auditor deve discutir com os advogados da entidade a respeito das perspectivas de desfecho do litígio e verificar se as perdas contingentes foram provisionadas.

CESPE - MEC - UNIPAMPA - Auditor - 2009
Auditoria / Revisão Externa de Qualidade

A respeito das normas brasileiras de contabilidade, julgue os itens a seguir.

Uma informação só deve ser considerada adequada quando for confiável e puder ser utilizada pelas técnicas de auditoria, a fim de proporcionar a melhor evidência alcançável.

CESPE - MEC - UNIPAMPA - Auditor - 2009
Auditoria / Revisão Externa de Qualidade

A respeito das normas brasileiras de contabilidade, julgue os itens a seguir.

No âmbito do Programa de Revisão Externa de Qualidade (PREQ), o relatório do auditor revisor deve ser submetido à aprovação do comitê administrador do programa, antes de ser encaminhado ao auditor revisado.

CETRO - Liquigás - Profissional Jr- Auditoria - 2008
Auditoria / Revisão Externa de Qualidade

De acordo com a resolução CFC n. 910/01, o objetivo da revisão pelos pares de auditoria externa é a

a) revisão externa de qualidade pelos pares, denominados "pares intrínsecos"; constitui em processo pré-educacional de educação contínua.
b) revisão externa de qualidade, a chamada "revisão pelos pares", é considerado como elementos essenciais da garantia da qualidade dos serviços de auditoria independente no âmbito internacional.
c) revisão externa de qualidade, a chamada "revisão dos pares", é considerado como elementos essenciais da garantia da qualidade dos serviços de auditoria externa no âmbito da entidade auditada.
d) atribuição entendida pelo CFC em regime de franca, real e aberta cooperação entre o Bacen, CMV e outras autarquias na interpretação técnica da NBCT- 25.
e) revisão dos aspectos de atendimento as normas de condutas técnicas, sem a inclusão de quaisquer questões relacionadas a política estabelecidas pela entidade auditada.

Seja aprovado em 1 ano Conheça o método para ser aprovado em Concurso Público

Estude Grátis é uma simples e poderosa ferramenta que lhe ajudará a passar nos melhores Concursos Públicos. São milhares de Questões de Concurso para você filtrar e estudar somente aqueles temas que estão especificados em seu Edital.